Entenda rapidamente o fundamental sobre a Doença de Hashimoto

A tireoidite de Hashimoto é  a forma mais comum de distúrbio da tireoide e está em grande ascensão. Milhares de pessoas sofrem dessa condição.
 
Hashimoto é uma doença autoimune caracterizada pela inflamação crônica da glândula da tireoide. O próprio corpo passa a não reconhecer como dele as proteínas que constituem a tireoide, então o organismo começa a produzir anticorpos que agem contra as proteínas da glândula e essa ação gera a inflamação crônica continua. A doença de Hahsimoto é a causa mais frequente do hipotireoidismo. 
 
Como a doença de Hahsimoto é uma doença autoimune, você não pode “curar” essa condição, mas pode deixar a doença dormindo (em remissão). O que de fato é uma excelente notícia, pois, parar a progressão da doença quer dizer remover sintomas diversos e também parar a destruição que a doença causa na sua tireoide. 
 
Como você sabe se tem a doença de Hashimoto? A maneira mais simples é fazer um exame completo da sua tireoide, incluindo um ultrassom, exames de sangue  Anti-TPO, Anti-TG, checar também TSH, T3 Total e Livre, T3 Reverso e o T4 Total e Livre. Também é muito importante checar outros fatores que falarei na parte 2 deste texto. 
 
A condição de Hashimoto não é um problema apenas da tireoide, envolve também suporte a outros órgãos. Mas como a causa principal está no sistema imunológico e seu sistema imunológico está indevidamente atacando sua tireoide. Mais de 80% do seu sistema imunológico está nos seus intestinos, o que torna sua saúde intestinal uma prioridade no tratamento da doença. TODAS as pessoas que tem alguma doença autoimune, tem como base a disbiose intestinal – o acúmulo de bactérias intestinais ruins – que leva a um intestino permeável.
 
 
Então podemos dizer que o intestino permeável é um gatilho importante para a condição de Hashimoto, assim como, para desencadear outras doenças autoimunes. 
 
Existem diversos gatilhos para a doença de Hashimoto que devem ser analisados e considerados. Entre eles: Vermes e parasitas, fungos, vírus, disbiose intestinal, estresse, uma dieta rica em açúcar, glúten, caseína do leite, muito álcool, alimentos alergênicos, produtos químicos, halogênios como flúor, cloro e brometo, deficiência de vitaminas e minerais, excesso de Iodo (suplementação), inflamação crônica, fadiga adrenal etc…
 
No segundo texto falarei dos 4 suplementos fundamentais para recuperar a saúde da tireoide, no caso da doença de Hashimoto. 
 
Para mais detalhes sobre a doença, medidas para chegar a remissão, assista essa live completa em meu canal no Youtube:
 
Se você está lutando para conseguir melhorar sua condição da doença de Hashimoto, abordar os gatilhos (como mencionei na primeira parte da postagem), cuidar da saúde intestinal, melhorar sua dieta, fatores de movimento e estilo de vida são absolutamente cruciais para o seu sucesso. 
 
No entanto, o apoio ao suplemento pode ser altamente benéfico para os pacientes de Hashimoto. 
 
Não vou entrar aqui na questão da suplementação de Iodo, por estar abordando a  condição de Hashimoto. 
 
 
Deve-se sempre avaliar em exames algumas vitaminas e minerais essenciais, como o Ferro e ferritina, Selênio, zinco, Iodo, vitamina D, entre outras.
 
Aqui está uma lista dos mais benéficos para portadores de Hashimoto, a serem considerados:
 
Vitamina D
 
A vitamina D é crucial para a saúde da tireoide e a deficiência é muito comum. Novas pesquisas mostram que a vitamina D fornece um efeito protetor para a tireoide, assim diminuindo os níveis de anticorpos no sangue. Algumas pessoas também têm os chamados polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) que aumentam o risco de baixa vitamina D. 
Estar com a vitamina D em níveis bons é fundamental para modular sua imunidade e ajudar a manter a doença controlada. 
 
 
 
Selênio
 
O selênio é fundamental para o suporte saudável da tireoide, mas também protege a tireoide quando sob ataque de uma condição autoimune. A adição de selênio suplementar mostrou reduzir a inflamação e os níveis de anticorpos da tireoide em pesquisas. Os sintomas de baixo selênio incluem sensação de lentidão, resfriado e gripe com facilidade, nevoa cerebral e baixa fertilidade.
 
Ferro
 
O ferro é fundamental para produzir hemoglobina – uma proteína que transporta oxigênio pelo corpo através dos glóbulos vermelhos – e mioglobina, uma proteína de ligação ao oxigênio encontrada nos músculos. Também é crucial para a produção de energia nas mitocôndrias de suas células. Se você tem pouco ferro ou ferritina baixa ( proteína de reserva do ferro ), é como ter um sinal de celular ruim … a conexão fica lenta!  Além disso, se os níveis estiverem baixos, a tireoide não estará funcionando tão eficazmente, pois o ferro também é necessário para converter o T4 no hormônio T3  ativo. Os sinais comuns de deficiência de ferro são tontura, fadiga, irritabilidade, queda de cabelo ou quebradiços e unhas fracas. 
 
 
 
Zinco 
 
O zinco está ligado à função tireoidiana das seguintes formas : se for baixo, o TSH não será produzido e isso resultará em baixos níveis dos hormônios tireoidianos T4 e T3 .
O zinco também é uma parte essencial de uma enzima que converte o T4 na forma ativa do T3. 
Se o zinco estiver baixo, você não terá produção adequada de T3.
Além disso, baixos níveis de zinco se correlacionam com o aumento dos níveis da autoimunidade, como observado por altas quantidades de anticorpos antitireoidianos (TPO e Tg) em pacientes com tireoidite de Hashimoto. 
Em geral, a deficiência de zinco pode causar falta de apetite, perda de peso, desaceleração do crescimento, amenorreia (ausência de período menstrual), perda de cabelo, diarreia, infecções recorrentes, cicatrização demorada, alterações no paladar e baixos níveis de insulina.
 
 
Links:
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Síndrome do Intestino Irritável – Seu diagnóstico está correto?

Síndrome do Intestino Irritável - Seu diagnóstico está correto? Talvez pode ter passado em consulta e ter sido diagnosticado ou diagnosticada com síndrome do intestino...

Excesso de Ferro e falta de ferro! Sintomas e perigos!

Excesso de Ferro e falta de ferro! Sintomas e perigos! Neste artigo eu vou te explicar da forma mais simples possível o que é ferritina...

Açafrão – 12 usos para saúde, pele e cabelo, guia com receitas!

Açafrão - 12 usos para saúde, pele e cabelo, guia com receitas!!! Comece a ingerir açafrão da terra todos os dias. Ele é também conhecido como...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...