A polêmica da caseína – Conheça as visões antagônicas e tome sua própria decisão

Uma das queridinhas dos atletas e marombeiros, a caseína para uns é um dos melhores suplementos de proteínas disponíveis e para outros é um alimento inflamatório a ser evitado.

Alguns sites enaltecem a caseína como uma das melhores fontes de proteínas e dizem maravilhas, outros chamam de veneno e amaldiçoam a sua família inteira se você utilizar.

Já uma terceira via coloca os prós e contras e não tem uma opinião tão bem definida. 

 

 

Sites como o onegreenplanet.com e o próprio Dr. Lair Ribeiro não recomendam o uso da caseína devido ao fato de ter semelhança estrutural com o glúten e abrir a barreira intestinal.

Conheça métodos para reparar a barreira intestinal.

 

Essa abertura da barreira tem efeito inflamatório e predispõe a alergias e doenças autoimunes. Então pessoas com doenças inflamatórias e autoimunes não deveriam usar leite e derivados, especialmente o queijo que é rico em caseína.

Os produtos lácteos e especialmente o queijo são bastante viciantes devido a presença de um certo tipo de proteína que os produtos lácteos contêm que é a caseomorfina.

O Dr. Eric Berg, grande estudioso da medicina funcional nos EUA, pondera que a caseína A2 que é a predominante nos leites do Brasil, é altamente inflamatória por ter a betacaseomorfina-7 ou BCM-7, que provoca distensão abdominal e inflamação.

Já o leite de cabra não tem a caseína A1 e sim a A2 e não apresenta esse problema.

O Dr. T. Colin Campbell, autor do The China Study, diz que, através de seus estudos, ele descobriu que a caseína é o promotor de câncer mais relevante já descoberto.

Porém essa informação é contestada por vários autores.  

O Dr. Frank Lipman (especialista em Medicina Integrativa e Funcional) explica que o corpo tem dificuldade em quebrar a caseína.

O Dr. Lipman diz que os sintomas comuns da sensibilidade dos laticínios devido à caseína são:

  • Produção excessiva de muco
  • Problemas respiratórios
  • Problemas digestivos como constipação, gases, inchaço e/ou diarreia.

A intolerância a laticínios também é conhecida por causar problemas de pele, como acne, erupções cutâneas e vermelhidão ou irritação.

Então resumindo, essa visão coloca a caseína como bandido, especialmente as versões industrializadas e vendidas na forma de pó, porque tem:

  1. Efeito inflamatório
  2. Estimularia o câncer, alergias e doenças autoimunes
  3. Efeito viciante e desregulador do sistema de defesa
  4. Efeito promotor do intestino irritável e de doenças de pele

Já o site healthline.com e outras fontes enaltecem as supostas vantagens da caseína. Eles sustentam que fisiculturistas e atletas usam este suplemento há décadas.

A caseína seria uma proteína láctea de digestão lenta que as pessoas costumam tomar como suplemento. Como libera aminoácidos lentamente, as pessoas costumam tomá-lo antes de dormir para ajudar na recuperação e reduzir a degradação muscular enquanto dormem.

Por isso teria efeito “anti-catabólico” e ajudaria a reduzir a quebra muscular que pode ocorrer após muitas horas sem comer.

Seria uma fonte completa de proteínas. Isso significa que ele fornece todos os aminoácidos essenciais que seu corpo precisa para o crescimento e o reparo dos músculos e outros tecidos.

Um estudo concluiu que um grupo que usou caseína na hora de deitar aumentou a força de alguns grupos musculares 20% a mais do que o grupo que somente treinou.  

Alguns estudos observaram as seguintes vantagens no uso da caseína:

  • Benefícios antibacterianos
  • Controle da pressão arterial
  • Baixar triglicerídeos
  • Redução de radicais livres
  • Ajuda na perda de gordura

A terceira via é de pessoas que reconhecem tanto os problemas como os benefícios da caseína, entre eles temos o Dr. Mercola que tem o melhor site médico do Mundo.

Mas a opinião final dele é de não recomendar suplementos a base de caseína, pelo menos com os dados que temos disponíveis na atualidade. Ele reforça que muitos têm sensibilidade à caseína e, nesses casos, você provavelmente terá problemas mesmo se usar a caseína da melhor qualidade.

Também pondera a questão sobre as caseomorfinas que são aquelas substâncias que eu já falei que são responsáveis pelo fato do queijo viciar.  

São substâncias que estimulam os receptores opiáceos, os mesmos onde se liga a morfina que é o remédio de dor mais potente e altamente viciante.

Ao estimular continuamente esses receptores de opiáceos, você pode prejudicar sua função imunológica. Segundo o Dr. Thomas Cowan, todas as substancias que estimulam os receptores opiáceos são potentes supressores imunológicos.

Pacientes com câncer que começam a tomar morfina para controlar a dor tem piora importante da sua saúde à medida que o sistema imunológico começa a falhar.

Então a conclusão é: 

Escolha uma das visões acima.

Se ainda assim ficou confuso fique com a minha opinião:

Seria prudente evitar a caseína por completo, ou ainda limitar seu uso a momentos em que você precisa de proteína extra para o treinamento de força.

Mas considere que existem outras alternativas para isso como o mix right, outras formas de aminoácidos essenciais e alguma forma de whey protein de alta qualidade.

Assista ao vídeo comparativo entre Whey Protein e Mix Right.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.