Doença Autoimune – Como identificar sinais de que você tem uma?

Doença Autoimune – Como identificar sinais de que você tem uma?

Neste artigo vamos falar sobre o primeiro passo no diagnóstico de uma doença autoimune, os sintomas que podem indicar que você está tento autoimunidade.

Veja meus outros artigos sobre doenças autoimunes específicas.

O diagnóstico da doença autoimune

 Os sintomas de doenças autoimunes nem sempre aparecem de repente, muitas pessoas desenvolvem lentamente condições autoimunes. Podendo começar com síndrome do intestino irritável ou até sintomas menos claros de que algo está realmente errado. 

De fato, pode demorar cerca de cinco anos para receber um diagnóstico autoimune oficial. A pessoa pode ir em média em seis a dez médicos antes que a autoimunidade seja reconhecida como a culpada.

Então, como você pode saber se está sofrendo sintomas de uma doença autoimune?

O que é uma doença autoimune?

Uma doença autoimune ocorre quando o sistema imunológico confunde suas próprias células e tecidos como invasor externo, como vírus ou outros tipos de infecções. Nesse caso, seu corpo literalmente ataca a si próprio, confundindo tecidos saudáveis com invasores. 

Existem mais de 100 tipos diferentes de doenças autoimunes, sendo algumas mais comuns que outras. 

Algumas das condições autoimunes mais conhecidas incluem:

Sinais e sintomas de que você possa ter uma doença autoimune

Os sinais indicadores diferem dependendo do tipo de autoimunidade que você possui, mas quase todos os tipos começam com fadiga, dores musculares e pode apresentar febre baixa e problemas gastrointestinais

Estudos em revistas médicas respeitadas, como Lancet, British Medical Journal e International Journal of Gastroenterology, indicam que o intestino hiperpermeável ou leaky Gut é a causa primaria de doenças autoimunes, como lúpus e artrite reumatoide, e muitos outros problemas de saúde.

Tudo começa nos Intestinos, mesmo que você não tenha sintomas claros disso. 

              Para saber mais sobre o intestino hiperpermeável, assista esse vídeo!

Alguns dos sintomas mais comuns de doenças autoimunes que você deve observar incluem:

  • Dores de cabeça
  • Ansiedade
  • Névoa cerebral
  • Problemas de déficit de atenção
  • Erupções no corpo, inchaços vermelhos na pele do rosto e descamação da pele, manchas roxas.
  • Olhos secos e/ou coçando
  • Acne
  • Rosácea
  • Eczema
  • Dermatite
  • Alergias
  • Intolerância alimentares 
  • Asma
  • Boca seca, língua rachada ou inchada
  • Resfriados frequentes
  • Problemas de tireoide 
  • Fadiga ou hiperatividade
  • Ganho ou perda de peso
  • Sensação geral de mal-estar
  • Dor e fraqueza muscular
  • Rigidez articular
  • Febre baixa
  • Sentindo-se cansado 
  • Exaustão
  • Tonturas e enjoos 
  • Mãos e pés com coloração esbranquiçada ou arroxeada 
  • Problemas digestivos, como azia, refluxo.
  • Cólicas intestinais
  • Gases 
  • Estômago inchado
  • Diarreia
  • Prisão de ventre

E como ter um diagnóstico se eu tiver sintomas de doença autoimune?

 O diagnóstico também é difícil de conseguir, porque os sintomas de uma doença autoimune são muito generalizados.

Alguns médicos também podem pular alguns testes que podem potencialmente descobrir autoimunidade. 

Se você suspeitar que está lidando com uma doença autoimune, converse com seu médico sobre a realização de um teste de diagnóstico como o exame FAN.

Esse pode ser um teste útil quando se trata de um diagnóstico inicial.

O exame básico da autoimunidade

O exame FAN (Fator Antinuclear), é o exame primário de sangue usado para ajudar a diagnosticar uma doença autoimune.

O teste procura anticorpos que atacam seu próprio tecido. Quando você obtém um resultado positivo do teste FAN, isso geralmente indica que seu corpo está passando por uma reação como resultado de seu sistema imunológico atacando seu próprio tecido saudável.

Há vários padrões do FAN analisados, e, cada um deles, quando o resultado é positivo, pode ser sugestivo de uma ou outra doença autoimune.

Alguns indivíduos saudáveis, ou com certas infecções, podem apresentar o exame FAN positivo, sem apresentarem sintomas ou qualquer doença autoimune.

A partir desse exame pode-se seguir uma avaliação mais completa de uma doença autoimune

Em geral, diante da suspeita de doença autoimune, o médico solicita também outros exames de sangue para identificar anticorpos específicos para cada caso.

Top 6 suplementos para doenças autoimunes

Existem mais de 100 doenças autoimunes conhecidas e aproximadamente 20% da população tem pelo menos uma delas ou mais de uma.

Enquanto não há “cura” para a doença autoimune, há remissão.

A boa notícia é que há mudanças na dieta e no estilo de vida, que você pode fazer para reduzir os sintomas e também chegar a uma remissão da doença.

Enquanto uma boa alimentação é a sua primeira linha de defesa, suplementos de alta qualidade também podem dar um impulso ao seu corpo, especialmente durante os surtos autoimunes.

Lembre-se: Nunca há um “tamanho único” quando se trata de suplementação e quando você tem uma doença autoimune, portanto cada caso é único e deve ser analisado em todos os aspectos e individualmente.

Se você está atualmente tomando medicamentos prescritos para tratar sua doença autoimune, converse com seu médico para garantir que os suplementos que você está considerando usar possam ser tomados com segurança com sua medicação.

1 – Curcumina

A curcumina é o composto ativo da cúrcuma, conhecido por sua capacidade de ajudar a reduzir a inflamação, que muitas vezes é a raiz da autoimunidade.

Também funciona para inibir certas doenças autoimunes, como esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal e artrite reumatoide, regulando citocinas inflamatórias em células do sistema imunológico.

Assista meu vídeo As mil faces da Curcumina

2 – Vitamina D

A vitamina D influencia mais de 200 genes. Isso inclui genes relacionados a doenças autoimunes.

Além disso, como a vitamina D também modula (equilibra) sua resposta imunológica, o que a torna muito importante para a prevenção e tratamento de doenças autoimunes, como esclerose múltipla, lúpus, Hashimoto, doença inflamatória intestinal, psoríase, entre outras.

3 – Glutationa e N-acetilcisteína (NAC)

A glutationa é o antioxidante mais potente do corpo e pode desempenhar um papel fundamental no apoio às pessoas com doença autoimune.

Estudos mostram baixas concentrações de glutationa naqueles com artrite reumatoide e lúpus sistêmico, em particular, sugerindo que os níveis depletados desempenham um papel no desenvolvimento da autoimunidade.

A glutationa também desempenha um papel na desintoxicação. Sem glutationa suficiente para ajudar o corpo a se desintoxicar, as toxinas podem se acumular e afetar negativamente a resposta imunológica do seu corpo.

Já o N-acetilcisteína (NAC)  também pode auxiliar no fornecimento de glutationa, mesmo após o esgotamento desta em seu organismo.

Ao contribuir com o fornecimento de glutationa, o N-acetilcisteína (NAC) também é responsável por evitar sobrecargas de toxinas e infecções, assim beneficiando o metabolismo, a construção de músculos, força e a regulação do sistema imunológico.

4 – Glutamina

A glutamina é um aminoácido comumente usado para dar suporte a um intestino permeável, que é uma parte fundamental da maioria das autoimunidades. (veja meu vídeo no Youtube sobre Intestino permeável).

A conexão entre o intestino permeável e doenças autoimunes se resume ao fato de que as toxinas podem vazar para a corrente sanguínea e desencadear uma reação imunológica.

Quando isso acontece repetidamente, a doença autoimune pode se desenvolver e também se manter ativa.

A suplementação de glutamina pode ajudar a restaurar a integridade da mucosa intestinal, fortalecendo a barreira intestinal.

5 – Probióticos

Probióticos são ótimos para apoiar a saúde intestinal e podem ser úteis para aqueles com doenças autoimunes como artrite reumatoide, colite ulcerativa e esclerose múltipla.

Um estudo descobriu que os probióticos ajudaram a diminuir os sintomas das articulações inchadas e sensíveis naqueles com artrite reumatoide e diminuíram os níveis de proteína C-reativa, que é um marcador de inflamação no corpo.

Mas lembre-se que para quem possui uma doença autoimune é importante, se for suplementar com probióticos,  fazer com acompanhamento médico para saber quais são os mais indicados para o seu caso.

6 – Resveratrol

O resveratrol é um polifenol que age de forma semelhante aos antioxidantes e tem um efeito positivo sobre aqueles com doença autoimune.

Um estudo descobriu que a suplementação com resveratrol ajudou a reduzir a inflamação e até reduziu a progressão de doenças como lúpus sistêmico, doença inflamatória intestinal e diabetes tipo 1.

O resveratrol também reduz as citocinas pró-inflamatórias, enquanto aumenta as citocinas anti-inflamatórias no corpo.

Isso pode ajudar a tratar a inflamação intestinal crônica associada à doença inflamatória intestinal e à doença de Crohn. 

Links dos estudos:

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Endometriose – Guia para um tratamento adequado

O que é Endometriose? Guia para um tratamento adequado Atualmente a endometriose ganhou atenção nas mídias e, infelizmente, ainda não é sobre o tratamento adequado...

Colesterol HDL pode ajudar a proteger contra o Alzheimer

Colesterol HDL pode ajudar a proteger contra o Alzheimer Alzheimer e Colesterol HDL - Será que o "colesterol bom" ajuda na prevenção do Alzheimer? Nós...

Nódulos na Tireoide – Como Diminuir Naturalmente

Nódulos na Tireoide - Como Diminuir Naturalmente Neste material eu vou falar sobre como diminuir nódulos na tireoide naturalmente. Mas, antes quero fazer um aviso. Este conteúdo...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect