Excesso de Ferro e falta de ferro! Sintomas e perigos!

Excesso de Ferro e falta de ferro! Sintomas e perigos!

Neste artigo eu vou te explicar da forma mais simples possível o que é ferritina e o significado de ter excesso de ferro ou falta de ferro no sangue.

A importância da Ferritina

Ferritina é uma proteína que armazena ferro no seu corpo.

Medir a ferritina é o jeito mais preciso de saber se existe excesso de ferro ou falta de ferro no seu corpo.

Aqui nós vamos discutir o significado das duas situações, falta e excesso.

O que é a ferritina?

A ferritina é uma proteína que contém ferro e é a principal forma de ferro armazenado dentro das células.

O ferro é um oligoelemento e nutriente essencial que, entre outras funções, é necessário para a produção de glóbulos vermelhos (RBCs) saudáveis.

O corpo não pode produzir ferro e deve absorvê-lo dos alimentos que comemos ou dos suplementos.

Em pessoas saudáveis, a maior parte do ferro absorvido pelo corpo é incorporado à hemoglobina dos glóbulos vermelhos.

A maior parte do restante é armazenado como ferritina ou hemossiderina, com pequenas quantidades adicionais usadas para produzir outras proteínas, como mioglobina e algumas enzimas.

A ferritina e a hemossiderina estão presentes principalmente no fígado, mas também na medula óssea, baço e músculos esqueléticos.

Quais são os níveis ideais de ferritina?

Os níveis ideais de ferritina são por volta de 40 a 60. Abaixo de 40 é normalmente falta de ferro no organismo.

Acima de 150 deve ser tratado de alguma forma, principalmente desinflamando o organismo, apesar da maioria dos laboratórios só considerar excesso de ferro, em média acima de 300.

Falta de ferro

Bem, vamos começar discutindo a falta de ferritina.

Quando o nível de ferro é insuficiente para atender às necessidades do corpo, o nível de ferro no sangue cai, os estoques de ferro são reduzidos e os níveis de ferritina diminuem.

É uma situação muito comum em crianças e também em mulheres que menstruam, especialmente se de forma exagerada.

A falta de ferritina pode indicar que não é consumido ferro suficiente, seja nos alimentos ou suplementos; ou que o corpo é incapaz de absorver o ferro dos alimentos ingeridos por deficiência de absorção, como é o caso da doença celíaca.

Ou pode ser uma necessidade aumentada de ferro, como durante a gravidez ou infância, ou devido a uma condição que causa perda prolongada de sangue, por exemplo, úlcera péptica ou câncer de intestino grosso.

Quais são os problemas decorrentes da deficiência de ferro?

Níveis insuficientes de ferro circulante e armazenado podem levar à anemia por deficiência de ferro, isso porque a hemoglobina também diminui e menos oxigênio pode ser transportado pelo sangue.

No estágio inicial da deficiência de ferro, geralmente nenhum efeito físico é observado e a quantidade de ferro armazenada pode ser significativamente reduzida antes que quaisquer sinais ou sintomas de deficiência de ferro de fato se desenvolvam.

Se uma pessoa é saudável e a anemia se desenvolve por um longo período de tempo, os sintomas raramente aparecem antes da hemoglobina no sangue cair abaixo do limite inferior do normal.

No entanto, à medida que a deficiência de ferro progride, os sintomas eventualmente começam a aparecer.

Os sintomas mais comuns de anemia por deficiência de ferro incluem:

  • Fadiga;
  • Taquicardia;
  • Fraqueza;
  • Tontura;
  • Dores de cabeça;
  • Pele pálida;
  • Além disso, a falta de ferro pode levar a hipotireoidismo e deficiência de vitamina C.

Mas como aumentar o ferro do seu organismo?

A melhor fonte de ferro é carne vermelha de alta qualidade, de preferência orgânica.

Se isso não estiver disponível, ou se você simplesmente preferir não comer carne vermelha, você pode tomar um suplemento de ferro.

Mas é importante usar uma forma quelada de ferro.

O sulfato ferroso, que é uma forma de ferro ainda muito encontrada, é um metal inorgânico relativamente tóxico que pode levar a problemas significativos.

Formas seguras são:

  1. O ferro carbonila;
  2. Ferro glicinato;
  3. Ou ferro pirofosfato.

Converse com seu médico para ver doses.

Excesso de Ferro

E o excesso de ferritina?

Pode significar uma doença relativamente incomum chamada hemocromatose, que é excesso de ferro no corpo.

Mais comum do que isso, o excesso de ferro é provocado por inflamação no seu corpo, que também pode ser por deficiência de funcionamento do fígado.

Praticamente todos os homens adultos e mulheres na pós-menopausa estão em risco de sobrecarga de ferro devido à excreção de ferro ineficiente, uma vez que não perdem sangue regularmente.

A perda de sangue é o principal meio de reduzir o excesso de ferro, pois o corpo não possui mecanismos ativos de excreção.

Outra causa comum de excesso de ferro é o consumo regular de álcool, o que aumentará a absorção de qualquer ferro em sua dieta.

Quais são os problemas decorrentes do excesso de ferro?

O excesso de ferro serve como catalizador de radicais livres no organismo, ou seja, facilita que as espécies reativas de oxigênio causem estrago no corpo.

O ferro reage com o peróxido de hidrogênio, formando radicais livres de hidroxila.

Estes estão entre os radicais livres mais prejudiciais conhecidos, causando disfunção mitocondrial severa, ou seja, estraga as mitocôndrias, as “usinas de energia” que funcionam dentro das células.

O excesso de ferritina pode provocar:

Formas mais graves do excesso de ferritina podem levar a:

  • Hepatite;
  • Cirrose;
  • Câncer do fígado;
  • Doenças degenerativas;
  • Vertigem;
  • Zumbido nos ouvidos.

E como tratar o excesso de ferro?

  1. Reduzindo seu consumo de carne vermelha para uma vez por semana;
  2. Consumindo arroz negro ou selvagem duas a três vezes por semana;
  3. Doando sangue 2 a 3 vezes por ano.

Se por algum motivo você não possa doar, a próxima solução é a flebotomia que é jogar fora uma pequena quantidade de sangue.

Outros jeitos são:

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect