Exames de tireoide otimizados

Exames de tireoide otimizados

Muitos médicos estão satisfeitos em fazer exame apenas do seu TSH (Hormônio estimulante da tiroide) que é produzido pela hipófise e que induz a glândula da tireoide a produzir e liberar hormônios na corrente sanguínea.

No entanto, existe muita discordância sobre qual faixa de TSH é “normal”.

Erros nos pedidos de exames de tireoide

Erros nos pedidos de exames de tireoide

Alguns esperarão até que o seu TSH esteja no nível 6 para diagnosticá-lo com hipotireoidismo – apesar de todos os seus óbvios sintomas da tireoide!

E alguns acabam não investigando outros parâmetros fundamentais, como os exames de T4 e T3 livres.

Um exame funcional da sua tireoide é mais aprofundado do que apenas um TSH.

Quais outros exames de tireoide são importantes?

Além do TSH, para diagnosticar corretamente e otimizar seus níveis da tireoide precisa incluir também:

T3 livre

Mede o T3, a forma ATIVA do hormônio da tireoide que circula na corrente sanguínea.

T4 livre

Mede T4, a forma INATIVA do hormônio na corrente sanguínea.

T3 reverso

Mede a forma inativa e inutilizável do hormônio T3 que pode ser elevada em pacientes com baixa conversão de T4 em T3.

O estresse crônico e o cortisol alto podem também aumentar os níveis de T3 reverso.

Relação dos exames de Tireoide T4, T3 e TSH

Relação dos exames de Tireoide T4, T3 e TSH

Você pode ter níveis extremamente baixos de T4 e T3, além de anticorpos prejudiciais à tireoide, mas ainda assim apresentar um nível de TSH considerado “normal” por muitos médicos.

Pode ser que tenha um TSH e T4 considerados “bons”, mas um T3 muito baixo.

Os exames de tireoide T4 e T3 livres são úteis para determinar se uma pessoa está convertendo adequadamente os hormônios da tireoide.

Caso não esteja convertendo T4 em T3 ou em casos que são produzidos muito T3 reverso, a adição de um medicamento para tireoide que contenha T3, garantem que o hormônio certo chegue aos receptores certos.

Exames de sangue para identificar outras causas

O ideal, aliado a esses exames acima é investigar outros fatores que podem interferir no funcionamento adequado da sua tireoide.

Altos níveis de anticorpos da tireoide mostram um ataque autoimune contra a tireoide.

A maioria dos casos de hipotireoidismo está no espectro autoimune, a doença de Hashimoto.

Exames importantes:

  • Anti TPO: detecta anticorpos antiperoxidase da tireoide que atacam por engano as enzimas e o tecido da tireoide.
  • Anti-TG: esse anticorpo tem como alvo a tireoglobulina, a forma de armazenamento dos hormônios da tireoide.
  • TRAb: – O anticorpo antireceptor do TSH (TRAb) é o principal anticorpo produzido na doença de Graves (Hipertireoidismo).

Os anticorpos da tireoide podem ser usados para fins de diagnóstico da doença autoimune e também para monitorar e rastrear o aumento da inflamação e também a remissão.

Pessoas com doença de Graves e câncer de tireoide também podem ter um aumento nos anticorpos da tireoide, incluindo TPO e TG.

Exames de imagem

Exames de tireoide - Ultrassom

Alguns indivíduos podem ter doença da tireoide, mas podem não ter alterações detectáveis no seu exame de sangue.

Um ultrassom ajudará a determinar se você tem alterações consistentes com as de Hashimoto, uma tireoide aumentada ou diminuída e se houver cistos ou nódulos.

Com a técnica de Elastografia que utiliza ondas sonoras para medir a elasticidade, observando assim se existem áreas mais rígidas e inflamadas do que o normal, caracterizando a doença de Hashimoto.

(Dra. Ana Paula Rodrigues @draninha faz USG e Elastografia da Tireoide com maestria!)

Além disso, muitos outros exames são importantes como:

  • Cortisol salivar
  • Leptina
  • Insulina
  • Exames genéticos quando possíveis
  • Exames hormonais
  • Rastrear vírus, fungos e vermes
  • Vitamina D3
  • Vitaminas B1, B12
  • Ácido fólico
  • Ferritina
  • Magnésio
  • Zinco
  • Selênio
  • Iodo

Exames de tireoide – ideal e otimizado

Na tabela (imagem) o que seria um nível ideal e otimizado dos hormônios da Tireoide.

Nivel ideal e otimizado dos hormonios
A imagem acima é um guia, os números podem variar de acordo com medicação e o médico, e a intenção aqui não é passar por cima da orientação do seu clínico.

Só dar uma opinião embasada pela visão integrativa e de otimização.

Lembre-se que temos diferenças de parâmetros entre laboratórios

  1. O Ideal do T3 é estar acima da linha da metade da referência do seu laboratório. (meio até limite superior ou até maior)
  2. Já o T4 é bom estar no meio ou acima da metade da referência do laboratório, não passando do limite máximo. (meio até o limite superior)
  3. E o T3R deve estar na metade ou abaixo da linha do meio da referência do laboratório. (meio até limite inferior)
36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect