O que acontece se você parar de comer açúcar por 30 dias?

O que acontece se você parar de comer açúcar por 30 dias?

Imagine que ao final deste artigo, talvez você decida dar adeus de vez e parar de comer açúcar. E não, não estou exagerando.

A verdade é que o açúcar tem sido implicado em mais de 45 impactos negativos à saúde, desde o aumento do risco de doenças como diabetes e obesidade até asma, ansiedade, depressão, derrames, infartos, hipertensão, demência, diversos tipos de câncer e até morte prematura.

O Veneno chamado frutose

Mas o que faz dele um vilão tão potente em nossa dieta? Bom, vamos desmembrar isso: cerca de metade do açúcar é composto por frutose e a outra metade, por glicose.

A frutose, em particular, é extremamente prejudicial para o nosso corpo. Arriscaria dizer que ela pode ser tão nociva quanto o álcool.

E se você parar para pensar, de onde vem o álcool? Da fermentação de algum tipo de açúcar.

Comparando a frutose com o álcool, ambos têm em comum a capacidade de provocar problemas sérios como hipertensão, infartos, resistência à insulina, doenças hepáticas e pancreatite.

Como a frutose é um tipo de açúcar naturalmente encontrado em frutas, mel e vegetais, você deve estar curioso sobre como algo vindo de fontes naturais pode provocar problemas.

O açúcar está presente a todo o momento em nossas vidas

Pessoal, a natureza fez do açúcar um recurso escasso, nós que alteramos isso. O seu consumo pelos nossos antepassados era significativamente menor do que o observado na sociedade moderna.

Eles obtinham açúcares principalmente de fontes naturais, como frutas e mel, e não tinham acesso ao açúcar refinado ou aos adoçantes artificiais disponíveis hoje.

Ele era um recurso raro e muitas vezes considerado um artigo de luxo em muitas culturas antigas.

 

Nossos antepassados só tinham acesso a ele durante a época de colheita das frutas, e até o mel era um alimento sazonal e desafiador para obter, afinal, não era tão fácil enfrentar um enxame de abelhas.

A sazonalidade das frutas, por exemplo, era o período do ano em que o cultivo rendia frutos com mais naturalidade, sendo colhidos no tempo certo e na estação do ano mais favorável para serem consumidos de acordo com a necessidade do nosso organismo.

No entanto, o homem moderno fez do açúcar uma commodity demasiadamente acessível.

Hoje encontramos mel e frutas doces a qualquer momento, e o açúcar facilmente ao abrir a porta do nosso armário.

E isso nos leva a pergunta: por que o governo não regula o consumo de açúcar como faz com o álcool?

A resposta é complexa e está atrelada ao poder econômico: o lobby das indústrias do açúcar, do milho e das bebidas adoçadas, eles exercem uma grande influência.

Os desafios para parar de comer açúcar

Mas deixando esse papo polêmico de lado, pessoal, não se enganem, o desafio para parar de comer açúcar não se limita apenas àqueles que lutam contra a balança.

Há pessoas com peso adequado, os chamados “falsos magros”, que apesar de aparentarem saúde, ocultam altos níveis de gordura interna e baixa massa muscular, como revelado por exames de bioimpedância e outros.

Mesmo sem o sobrepeso, esses indivíduos podem acumular gordura visceral, desenvolver esteatose hepática e resistência à insulina sem sequer suspeitar.

O açúcar pode comprometer a sua saúde de várias formas: desde doenças cardíacas e hepáticas até desequilíbrios intestinais, distúrbios metabólicos, diabetes, câncer, alterações de humor e cognitivas, e muito mais.

Assista meu vídeo 8 COMIDAS QUE DESTROEM SEU FÍGADO

O que realmente acontece se você parar de comer açúcar por um mês inteiro?

E agora, vamos mergulhar na questão central: o que realmente acontece se você parar de comer açúcar por um mês inteiro?

E quando falo em cortar, refiro-me a todos os tipos que já mencionei: seja o branco refinado, o mascavo, o demerara, mel, agave, e até mesmo o xarope de milho rico em frutose.

Isso significa virar detetive nos corredores do supermercado, lendo rótulos para identificar os açúcares disfarçados.

Ou, para simplificar, que tal nos focarmos em consumir comida de verdade?

Quando ingerimos açúcar, a glicose dispara nossos níveis no sangue e provoca picos de insulina, levando à resistência à insulina a longo prazo.

E a frutose? Ela vai direto para o fígado, contribuindo também para essa resistência à insulina, além de danificar esse órgão essencial ao ponto de interferir em suas funções naturais e levar a doenças como esteatose hepática.

Então, é fundamental entender que devemos parar de comer açúcar e que ele deve ser o principal item a ser eliminado de nossa dieta.

Mas não devemos nos esquecer dos polissacarídeos, também conhecidos como amidos, encontrados em pães, batatas, milho e similares.

Eles podem não ter frutose, mas possuem centenas de moléculas de glicose que, uma vez ingeridas, são rapidamente transformadas em glicose no sangue, elevando o nível de açúcar quase tão rapidamente quanto o açúcar puro.

Vencendo o vício em açúcar

A maioria de nós sabe o que é uma alimentação saudável: mais vegetais, mais frutas (evitando sucos doces excessivamente), gorduras de qualidade e proteínas.

No entanto, muitos de meus pacientes, quando questionados sobre a dificuldade de seguir uma dieta equilibrada, apontam para os desejos incontroláveis por comidas doces e fast food.

É aí que eu quero ajudar vocês a vencer essa batalha contra os desejos. Tenha em mente que seu corpo precisará de alguns dias para se ajustar à falta do açúcar e à enxurrada de glicose que costumava receber.

Mas, quando você passar dessa fase de adaptação e seu corpo aprender a buscar energia em outras fontes, você começará a ver a magia acontecer.

É verdade que os primeiros dias podem ser desafiadores, com desejos e até sintomas de abstinência, já que o açúcar, é de fato, viciante.

Mas persista, porque esses primeiros dias são, geralmente, o maior obstáculo que você enfrentará nesta jornada.

Após cortar ele da dieta, você começará a sentir fome menos frequente, e isso está parcialmente relacionado à estabilização dos níveis de açúcar no sangue.

E há algo ainda mais transformador acontecendo: a insulina começará a baixar. Menos insulina circulando significa que você pode estar combatendo a resistência à insulina e, se você está acima do peso, terá o tão sonhado benefício da perda de peso.

Benefícios de parar de comer açúcar para o cérebro

Quando voltamos nossa atenção para o nosso cérebro, as melhorias são notáveis. Muitos relatam um humor elevado, menos tendências à depressão e à ansiedade, além de uma clareza mental e foco aprimorados.

E sabe por que isso acontece? O cérebro adora estabilidade, principalmente em relação ao açúcar no sangue, que ele prefere manter sob controle rígido.

Altos níveis de glicose podem perturbar o equilíbrio metabólico do cérebro e afetar negativamente o funcionamento neuronal.

E o excesso de glicose pode induzir processos inflamatórios, contribuindo para danos no tecido cerebral e levando a condições como Alzheimer e outras formas de demência.

Então, cortando o açúcar da sua alimentação, você terá melhor função cognitiva, incluindo memória e habilidades de aprendizagem.

Mas as mudanças vão além da energia cerebral. Todo o seu corpo começa a se reparar, produzindo energia de forma mais estável.

E uma curiosidade fascinante: seu paladar também muda. Ao se reeducar, sem a sobrecarga de alimentos ultraprocessados e açúcares, você começa a perceber e apreciar sabores mais autênticos.

Alimentos reais começam a ter um sabor incrível, e muitos descobrem sabores que jamais haviam notado antes.

Muitos relatam que, após parar ou reduzir drasticamente o consumo, quando vão a uma festa ou evento e acabam comendo um pedaço de bolo que sempre adoravam, eles acabam achando enjoativo e doce demais.

Você que cortou o açúcar já passou por essa experiência? Conta nos comentários!

Benefícios gerais de cortar o açúcar 

Ainda há benefícios de parar de comer açúcar que refletem em sua saúde geral após algum tempo sem esse veneno metabólico.

Sua glicose no sangue diminui, o A1C ou Hemoglobina Glicada – que é a média da glicose nos últimos três meses – cai significativamente, os triglicerídeos (que são gorduras no sangue que em excesso são bem preocupantes), elas baixam e até o perfil do seu colesterol melhora.

E, possivelmente, sua pressão arterial também irá ficar equilibrada. Mas o impacto mais significativo é no seu bem-estar a longo prazo.

Em apenas 30 dias sem açúcar, você pode iniciar uma transformação profunda na sua saúde.

Isso inclui diminuir a gordura do fígado, reduzindo as chances de esteatose hepática, reverter ou reduzir o diabetes tipo 2 e o risco de doenças cardíacas, derrames e demência, além de diminuir as chances de desenvolver certos tipos de câncer e melhorar a função imunológica.

Muita gente luta contra a ansiedade ou depressão, muitas vezes buscando conforto em doces, o que apenas perpetua esse ciclo vicioso, enfraquecendo o cérebro e a capacidade de lidar com o estresse, o que, por sua vez, pode comprometer ainda mais a imunidade.

Parar de comer açúcar pode ajudar a romper esse ciclo, fortalecendo tanto a saúde mental quanto a física.

E lembre-se, esta jornada não termina após 30 dias; ela é apenas o começo de um caminho mais saudável e consciente.

13 Principais dicas para vencer o açúcar

Agora que sabemos por que superar o desejo e parar de comer açúcar é fundamental, quero compartilhar com vocês as dicas principais que podem auxiliá-los nessa jornada.

1 – Leia os rótulos dos produtos

Comece lendo atentamente os rótulos dos produtos, procurando por açúcares adicionados sob diferentes nomes, como maltose, dextrose e frutose.

2 – Fique longe de alimentos processados

Fique longe de alimentos processados que costumam ser carregados de açúcares ocultos.

3 – Faça escolhas inteligentes quando se trata de bebidas

Troque refrigerantes e sucos por água pura, chás de ervas ou água aromatizada naturalmente com frutas.

4 – Escolha frutas inteiras

E, falando em frutas, opte sempre pela forma inteira em vez de sucos, aproveitando as fibras que ajudam a regular a absorção do açúcar pelo corpo.

5 – Inclua alimentos ácidos ou ricos em probióticos

Esses alimentos ajudam a reduzir o desejo por açúcar e a melhorar a saúde intestinal.

Kefir e vegetais fermentados como chucrute e kimchi, e vinagre de maçã são excelentes escolhas.

6 – Prefira adoçantes naturais

Quando precisar de um toque adocicado, escolha adoçantes naturais e menos processados, como Stevia natural ou monk fruit, que podem ser usados em quantidades menores devido ao seu alto poder adoçante.

7 – Explore o uso de especiarias 

Explore o uso de especiarias como canela, noz-moscada, cravo e cardamomo para adicionar doçura natural aos seus pratos.

8 – Aumente a ingestão de fibras

Não esqueça de aumentar a ingestão de fibras, pois elas são essenciais para desacelerar a absorção de glicose e podem ajudar a controlar aquele desejo súbito por doces.

9 – Incluir gorduras de boa qualidade

Inclua mais gorduras de boa qualidade, como o óleo de coco, pois ajudam o corpo a se tornar melhor em queimar gordura, contribuindo não só para a perda de peso mas também para a redução da dependência do açúcar.

As gorduras vão auxiliar muito no processo de transição ao parar de comer açúcar. Inclua, além do óleo de coco, abacate, azeite de oliva, azeitonas, linhaça, nozes e castanhas, entre outros.

10 – Proteínas em todas as refeições

Garanta que haja proteínas em todas as refeições, pois elas são fundamentais para estabilizar os níveis de açúcar no sangue e manter a fome controlada.

11 – Gerenciar o estresse

Gerenciar o estresse também é uma estratégia poderosa; ele pode desencadear desejos por doces, então práticas como meditação, exercícios físicos e um sono de qualidade podem fazer toda a diferença.

12 – Mantenha um diário alimentar

Mantenha um diário alimentar para desenvolver consciência sobre seus padrões de consumo de açúcar e identificar onde você pode fazer melhorias.

Planejar suas refeições e lanches com antecedência ajuda a evitar escolhas impulsivas que tendem a ser ricas em açúcar.

13 – Estabeleça metas realistas

Mudanças bruscas são difíceis de manter. Se você consegue, ótimo! Mas se não consegue, então vá aos poucos, reduzindo o consumo de açúcar de forma sustentável.

Vídeos relacionados a parar de comer açúcar

Alzheimer começa no fígado?

10 sinais de que seu açúcar está alto no sangue

Muito obrigado pela sua atenção. Um grande abraço e um beijo no seu coração. Você é fera!

Referências

Dr. Alain Dutra
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

6 remédios naturais baratos que realmente funcionam

6 remédios naturais baratos que realmente funcionam Olá! Vivemos tempos em que economizar é essencial, mas sem jamais comprometer a qualidade do cuidado com nossa...

Os incríveis benefícios de tomar vinagre de maçã antes de dormir

Os incríveis benefícios de tomar vinagre de maçã antes de dormir Você está cansado de sentir refluxo, principalmente quando deita a noite ou está cansado...

8 alimentos que destroem seu intestino

8 alimentos que destroem seu intestino Hoje vamos falar sobre aquelas comidas que realmente estão destruindo sua saúde intestinal. Lembra quando eu sempre digo aqui no...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...