Diabetes – Entenda os piores erros nas recomendações e no tratamento

A verdade sobre o Diabetes. Entenda os piores erros nas recomendações e no tratamento

Vamos falar sobre uma tragédia que é a definição incorreta do que seja diabetes e o grande mal que isso causa aos portadores da doença.

Eu realmente acredito que o nome do diabetes deveria mudar para intolerância a carboidratos. Essa é a verdadeira causa da doença.

Enquanto você não ataca o Diabetes na sua origem que é nutricional, você não resolve o problema.

Um grande problema de quem tem resistência insulínica vão ser os picos de glicose no sangue, mas não é o único problema.

A maioria das pessoas também vai ter momentos de quedas do açúcar que pode dar tonturas e compulsões por açúcar.

Então esse fenômeno de montanha russa do açúcar no sangue, picos e vales, o nome disso é disglicemia e é um problema grave.

O jeito de resolver isso é reensinar seu corpo a queimar gorduras. Um suplemento que pode ajudar muito nisso é a carnitina. Assista ao vídeo ou leia o artigo até o final e aprenda mais sobre o assunto.

Diabetes – Uma pequena comparação entre dois casos

Imagine uma senhora de 1,50 m e com mais ou menos 85 Kg de peso e imagine um fisiculturista com 1,75 m e pesando 95 Kg.

Dependendo de quanto músculo esse sujeito tenha ele pode ter que ingerir 8000 Kcal por dia para manter a sua massa muscular.

O fisiculturista

O foco aqui nem são as calorias, mas a composição de macronutrientes. Esse fisiculturista come muito carboidrato e muita proteína se ele estiver na fase de bulking também chamado de off season no linguajar dos marombeiros.

Isso porque o carboidrato aumenta a insulina que vai tanto aumentar o depósito de gordura como promover o crescimento de músculos.

Então esse sujeito vai ganhar os dois ao mesmo tempo, gordura e músculos, e quando chegar na fase de season ou de cutting, ele vai secar, ele vai cortar muito o carbo para poder perder gorduras, enquanto isso tentando manter o máximo possível de músculos que ele ganhou na fase de engorda.

Esse sujeito não fica diabético porque o gasto calórico dele é muito alto, ele converte esses carbos em energia e usa eles para dar o pico de insulina que ele precisa para poder ganhar músculos.

A senhora

Já a senhora de 1,50 m e 85 Kg consome as vezes 1500 a 2000 Kcal por dia e não consegue emagrecer, tem cerca de 40 a 50% de gordura corporal mesmo comendo relativamente poucas calorias se compararmos com o marombeiro.

Mas porque acontece isso?

Por uma série de razões mas principalmente porque ela tem intolerância a carboidratos.

Essa senhora terá no mínimo resistência insulínica, isso se ela já não for diabética. Isso porque ela não tem massa muscular e não tem também como gastar essas calorias de carboidratos que ela ingere todos os dias.

Todas essas calorias extras que ela não consegue queimar vão virar gordura corporal através da ação da insulina e do fígado.

Qual é a saída desse senhora?

A dieta cetogênica. É a única coisa que vai fazer reverter a resistência insulínica e o que vai permitir o emagrecimento.

Problemas do excesso de insulina

Então o excesso de insulina vai ser veneno para a maioria das pessoas, com algumas raras exceções como é o caso de pessoas com alta taxa metabólica basal e muita massa muscular, que é o caso dos marombeiros e atletas, mas eles não correspondem a mais de 10% da população.

Um grande problema de quem tem resistência insulínica vão ser os picos de glicose no sangue, mas não é o único problema.

A maioria das pessoas também vai ter momentos de quedas do açúcar que pode dar tonturas e compulsões por açúcar.

Então esse fenômeno de montanha russa do açúcar no sangue, picos e vales, o nome disso é disglicemia e é um problema grave.

O jeito de resolver isso é reensinar seu corpo a queimar gorduras. Um suplemento que pode ajudar muito nisso é a carnitina.

Então o verdadeiro nome do Diabetes é Intolerância a carboidratos, do mesmo jeito que existem pessoas intolerantes a lactose, se tomar leite vai ter gases e diarreia.

A diabetes e pré-diabetes devem ser encaradas como intolerância a carboidratos e ponto final.

Recomendações absurdas da ADA para o diabetes 

Vamos analisar agora como a ADA (American Diabetes Association) dá a suas recomendações nutricionais.

Quando a gente observa as recomendações da associação americana de diabetes de onde são copiadas as recomendações no Brasil, a gente fica realmente estupefato, porque eles são reconhecidos como o que há de melhor ou de top em autoridade do assunto.

Simplesmente não dá para entender…

Anti recomendação 1

Evite ou reduza refrigerantes comuns e sucos.

Escuta, fala sério… Reduzir? Tem que cortar por completo, comparando com outra situação, se você tem intolerância a lactose é de boas tomar um pouquinho de leite e passar só um pouquinho mal?

Não faz sentido, não é pessoal? Então se você tem intolerância a carboidratos tem que cortar o máximo possível, especialmente os processados.

Anti recomendação 2

Escolha um lanche de baixa caloria, como a pipoca.

O que tem haver o c* com as calças? Novamente o problema do diabetes é intolerância a carboidratos, o que tem haver isso com calorias?

Não existe ligação entre calorias por si só e diabetes. Você pode comer gorduras saudáveis com altas calorias porque essas calorias não aumentam a insulina, porque é o excesso desse hormônio o verdadeiro veneno.

Então um desses lanches seria a pipoca porque teria pouca caloria. Porém o índice glicêmico da pipoca é alto e ele dá pico de açúcar e de insulina.

Então não faz sentido recomendar produtos de baixa caloria se dão pico de insulina.

Anti recomendação 3

Coma pelo menos um vegetal por dia, o que equivale a uma xícara.

Não pessoal, você precisa muito mais que isso, na faixa de 8 xícaras por dia, porque você precisa do potássio, do cromo e do magnésio para ativar a sensibilidade da insulina

Anti recomendação 4

Cuidado com os molhos de salada, pode aumentar muito as calorias.

Novamente, calorias?? Porque não está se dando o foco necessário nos verdadeiros vilões, os carbosidratos?

Anti recomendação 5

Escolha frutas no lugar de bolos, biscoitos e doces.

Ok, é melhor mesmo, mas se o diabético se entupir de frutas doces vai ter problemas.

Não é melhor recomendar mais porções de vegetais por dias e as frutas de baixa índice glicêmico como as frutas vermelhas e o limão?

Anti recomendação 6

Coma porções menores das suas comidas usuais.

Ou seja, só coma menos porcarias mas não seja radical e não tire tudo. Coma só meio sanduíche do palhaço. Isso mesmo, faz bastante sentido.

Anti recomendação 7

Ao comer divida sua refeição com um amigo ou amiga.

Novamente, continue comendo lixo mas divida com seu amiguinho. Vamos ser solidários e dividir a resistência insulínica com quem você mais ama.

Assim tem mais um cliente para a indústria farmacêutica. Mais um para tomar remedinho.

Anti recomendação 8

Tome cuidado com a quantidade de gordura ingerida. Whhhaaat??
Porque você está falando de gorduras?

Se estivesse falando de gordura trans ou hidrogenada tudo bem, mas de novo colocando todas as gorduras no mesmo saco, nós estamos simplesmente fartos dessa demonização idiota das gorduras.

Os estudos que fizeram em ratos correlacionando consumo de gorduras com diabetes foram mal conduzidos porque esses ratos consumiram muita gordura associado a muito carboidrato. Ou seja esses ratos não chegaram nem perto de uma dieta cetogênica.

Anti recomendação 9

Evita alimentos ricos em gorduras saturadas como é o caso da manteiga.

Pessoal… De onde eles tiraram isso? Na verdade é melhor aumentar o consumo de manteiga para você tirar mais calorias das gorduras.

Anti recomendação 10

Use óleos saudáveis como canola.

Canola é altamente saudável?

Esse é um óleo que é geneticamente modificado, é o óleo de colza altamente tóxico que foi modificado.

E também óleos vegetais, mas será que eles não sabem que os óleos vegetais comuns são processados e recebem gordura trans, para ter mais tempo de prateleira?

Além disso muito desses óleos são ricos em ômega 6 que é em geral inflamatório e aumenta a resistência insulínica.

O único que se salva aqui é o azeite de oliva. Eles não mencionam óleo de coco, de macadâmia, de abacate que são óleos saudáveis não processados.

Anti recomendação 11

Faça uma refeição por semana sem carnes e substitua por proteína vegetal do feijão e outras leguminosas.

Excesso de carne de fato pode ser um fator no diabetes, mas aqui novamente estão deslocando o foco dos carbos e colocando em um alimento que consumido em moderação não vai provocar diabetes.

Devido ao problema das lectinas nas leguminosas recomendo que consuma algas e cogumelos se a intenção for comer proteínas vegetais.

Anti recomendação 12

Coma carnes magras.

Esse pode ser um problema, porque a carne sem gordura vai aumentar a insulina, porque proteína também estimula a produção desse hormônio e a gordura vai ajudar a equilibrar as coisas.

Existe uma coisa chamada índice de insulina, que é o quanto um alimento aumenta a insulina, parece o índice glicêmico mas reflete o quanto de aumento de insulina acontece ao invés do aumento de açúcar no sangue.

Então é uma boa ideia consumir carnes junto com gorduras para diminuir o pico de insulina que novamente é altamente inflamatório e provoca o diabetes.

Anti recomendação 13

Cortar carnes processadas que são ricas em sódio e gordura.

O problema dessas carnes é o fato de serem processadas, e não tem nada a ver com o teor de gordura.

Anti recomendação 14

Comer menos porções e menores porções de sobremesas e doces, como sorvete, biscoitos, bolos.

Tente só comer em ocasiões especiais.

Esse tipo de recomendação implica que tem níveis seguros de carboidrato refinado para diabéticos.

Pessoal, não tem.

Se você comer uma sobremesa você vai ficar com fome durante uma hora, porque esses carboidratos vão aumentar a grelha e reduzir a sensibilidade a leptina e isso vai ter o efeito de aumentar a fome.

Conclusão final

Então concluindo pessoal, o objetivo é manter o açúcar do sangue em jejum entre 70 a 85. Se for preciso compre um medidor de glicemia capilar.

Se você ainda não assistiu assista aos vídeos sobre resistência insulínica e síndrome metabólica.

Deixe suas sugestões e comentários abaixo. Um grande abraço e um beijo no coração.

 

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect