Pirâmide alimentar saudável do Dr. Alain Dutra

Desde que o modelo de pirâmide alimentar foi criado, a ideia de “alimentação ideal” dos brasileiros passou por muitas mudanças ao longo do tempo.

Mesmo com essa iniciativa de trazer um modelo ideal de alimentação as taxas de obesidade e números de casos de doenças como diabete e doenças do coração continuaram a aumentar. 

Nossa pirâmide alimentar realmente é baseada em ciência nutricional ou na oferta da indústria?

Se você estudar a fundo verá que a pirâmide alimentar que seria a correta, que é baseada na ciência nutricional e não nos subsídios agrícolas e lobby da indústria, é quase o inverso da pirâmide alimentar original do USDA, com gorduras e vegetais saudáveis na base dela.

A maioria das pessoas se beneficiaria em termos de saúde e tratamento de doenças se comesse pelo menos 50% de suas calorias diárias de gorduras saudáveis, como abacates, óleo de coco, nozes e manteiga crua.

Em termos de volume ou quantidade, os vegetais devem ser a característica mais importante no seu prato.

Os legumes e verduras fornecem inúmeros nutrientes.

Para saber mais sobre gorduras boas e gorduras ruins, assista esse vídeo!

 

E com essa pirâmide errada e inversa, as pessoas acreditam que com carboidratos na base, elas podem abusar em alimentos ruins como carboidratos refinados, industrializados como pães, biscoitos, doces etc…

Ouve uma mudança na pirâmide alimentar e incluíram alguns alimentos saudáveis, como folhas verde-escuras, salmão, sardinha e oleaginosas, porém a base inversa e as indicações continuaram as mesmas.

Essa pirâmide atual da indústria contribui para doenças modernas?

A resposta óbvia é sim, pois a maioria das pessoas simplesmente não está comendo o suficiente dos alimentos certos, comem muitos industrializados e nossa profissão médica está fazendo um trabalho terrível na prevenção de doenças.

Eis as principais fontes de uma péssima prevenção de doenças:

  • Os médicos não recebem boa educação nutricional.
  • As escolas oferecem educação nutricional inadequada.
  • A pirâmide alimentar é seriamente falha.
  • Os médicos tratam os sintomas da doença, não as causas.

  • As ferramentas de diagnóstico utilizadas são inadequadas ou mal interpretadas.
  • As pessoas adotam maus hábitos alimentares muito cedo na vida. (Recentemente foi anunciado pelo governo uma cartilha infantil, onde recomendam que crianças de até 2 anos não consumam açúcar produtos processados).
  • Os agricultores estão cultivando alimentos com deficiência nutricional.
  • As empresas de alimentos processam a maioria de seus produtos que perdem nutrição e ainda colocam aditivos ruins. 

Para saber mais sobre alimentos processados, assista esse vídeo!

 

Como seria uma pirâmide alimentar baseada em ciência nutricional?

Pirâmide alimentar saudável do Dr. Alain Dutra
Pirâmide alimentar saudável do Dr. Alain Dutra

Na imagem, está o que considero uma base de pirâmide alimentar, mas lembre-se, uma mesma dieta não é adequada para todos! Isso é um guia, não um único modelo ideal. 

Pirâmide alimentar saudável

Neste modelo de pirâmide alimentar acima, vemos como base os vegetais que crescem acima do solo com baixo amido: 

  • Brócolis 
  • Chicória 
  • Couve-flor
  • Couve
  • Espinafre
  • Abobrinha
  • Agrião

Segunda linha:

Em seguida, gorduras saudáveis:
  • Azeite de oliva
  • Nozes
  • Castanhas
  • Coco
  • Abacate
  • Pistache 
Proteínas de alta qualidade:
  • Peixes 
  • Ovos
  • Carne
  • Frango

Terceira linha:

Vegetais que crescem abaixo do solo:
  • Batata-doce
  • Mandioca
  • Cenoura
  • Beterraba
  • Abóbora 
  • Inhame
Frutas menos doces:
  • Morango 
  • Mirtilo
  • Framboesa
  • Maracujá 
  • Limão 

Quarta linha:

Leguminosas, cereais e grãos sem glúten:
  • Grão de bico 
  • Ervilha
  • Quinoa
  • Amaranto
  • Arroz vermelho ou negro

Quinta linha:

Ervas e especiárias 
  • Coentro
  • Pimenta
  • Salsa
  • Alecrim
  • Cravo
  • Canela 

Sexta linha:

  • Com moderação, esporadicamente alimentos que você queira comer, caso não seja sensível a eles. 

Para saber mais sobre dieta Low carb e Cetogênica, assista esse vídeo!

 

Pessoas com doenças, principalmente, devem ter um acompanhamento nutricional adequado para o seu caso.

O problema inerente a qualquer plano alimentar único é que nenhuma dieta é adequada para todos.

Seu corpo possui uma bioquímica única que predispõe a saúde em uma proporção específica de macronutrientes derivados de alimentos integrais e frescos e não de alimento quimicamente modificados.

Por exemplo, sua alimentação pode ser rica em vegetais verdes e gorduras saudáveis, ou você pode exigir uma porcentagem mais alta de proteínas nas refeições do que outras pessoas.

Todos nós somos projetados de forma única e exigimos planos personalizados.

Portanto receber do nutricionista aquela folhinha pronta que ele distribui para todos os pacientes realmente é uma furada!

Busque ajuda nutricional adequada!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.