Alimentos processados, fortificados e enriquecidos

Alimentos processados, fortificados e enriquecidos

Sabemos que estamos vivendo uma epidemia de carência de várias vitaminas e minerais, isso está também causando sintomas e doenças, e para tentar mudar, alimentos processados, fortificados e enriquecidos foram introduzidos nas décadas de 1930 e 1940.

Na verdade, desde 1998 o ácido fólico foi adicionado à maioria das farinhas de pão, fubá, macarrão, arroz e outros produtos de grãos.

O objetivo era ajudar a aumentar a ingestão de vitaminas e minerais com alimentos processados que adultos e crianças já comiam.

Isso porque havia uma crescente diminuição de consumo de alimentos naturais e integrais, como frutas e verduras.

Isso parece bom certo? Não é!

Existem 4 problemas que quero compartilhar sobre os alimentos processados

01 – Própria biodiversidade

Cada individuo é único, possui sua própria biodiversidade.

Medidas gerais que “servem para todos” como adicionar ferro á farinha, pode até ser bom para uma pessoa especificamente, mas para outra, pode ser um lento envenenamento.

Principalmente se o consumo for diário.

02 – Feitos com vitaminas e minerais sintéticos

Alimentos fortificados são feitos com vitaminas e minerais sintéticos adicionados.

As vitaminas sintéticas não são iguais às formas naturais e biodisponíveis das vitaminas presentes nos alimentos integrais e naturais.

Muitas pessoas não conseguem utilizar essa forma sintética e podem vir a ter problemas de saúde se o consumo for continuo.

03 – Falsa sensação de estar consumindo alimentos saudáveis

Também existem preocupações de que alimentos fortificados e enriquecidos podem estar fazendo com que as pessoas “achem” que estão consumindo mais vitaminas e não optem por ter uma alimentação saudável ou adquirir de forma natural.

Um exemplo são alimentos fortificados com vitamina D, mascarando uma deficiência que deveria ser suprida com a exposição solar.

04 – Não são boas alternativas para a saúde

Alimentos fortificados ou enriquecidos são produtos industrializados e processados, por si só já não são boas alternativas para a saúde.

Problemas com o processamento de vitaminas sintéticas

Seu corpo não absorve os nutrientes individuais adicionados aos alimentos processados de forma tão eficiente em comparação com os nutrientes que ocorrem naturalmente nos alimentos ou pelos suplementos em sua forma ativa que são receitados por médicos e nutricionista.

A maioria das empresas alimentícias injeta versões sintéticas de vitaminas e minerais, que seu corpo pode processar de forma diferente (ou não processar) em comparação com as versões naturais baseadas em alimentos e suplementos prescritos por médicos e nutricionistas em sua forma ativa.

Exemplos de problemas de processamento

Mutação MTHFR

Se você tem a mutação MTHFR, seu corpo não é capaz de converter ácido fólico sintético adicionado aos alimentos fortificados, em metil-folato utilizável (forma ativa da vitamina B9).

Veja meu vídeo sobre a mutação MTHFR

Isso pode levar ao acúmulo de ácido fólico sintético no corpo, causando problemas cardiovasculares e outros problemas de saúde.

Como seu processo de desintoxicação também fica comprometido, o corpo também não consegue se livrar do excesso de ácido fólico sintético trazendo consequências perigosas.

Leite desnatado fortificado com vitamina A e D

Outro exemplo simples é a sinergia dos nutrientes, o leite desnatado fortificado com vitamina A e D.

Leite desnatado e com baixo teor de gordura foram processados para remover a gordura, perdendo assim as vitaminas solúveis em gordura A, D e K.

Embora as vitaminas A e D sejam adicionadas novamente, nossos corpos não podem absorvê-las sem um veículo de gordura e também por serem sintéticas, nem podem funcionar perfeitamente sem a ajuda da vitamina K.

Outros exemplos de problemas de consumo de alimentos processados fortificados

  • Muito cálcio adicionado, sem outros minerais e vitaminas em conjunto, pode causar pedras nos rins e calcificações arteriais.
  • O excesso de ferro ou ferritina aumenta o risco de diabetes, problemas cardíacos e inflamação crônica, principalmente em indivíduos com hemocromatose (uma condição genética que faz com que o corpo armazene o excesso de ferro no fígado, coração e pâncreas).
  • A toxicidade de B6 sintética pode causar vários problemas e sintomas diferentes como formigamentos, câimbras e espasmos musculares.
  • A adição de ácido fólico sintético em excesso (vitamina B9) pode diminuir a imunidade ou mascarar uma deficiência de vitamina B12.

Vitamina B12 sintética

A vitamina B12 tem um papel primordial na nossa saúde, mas a forma sintética utilizada em alimentos fortificados e até em alguns suplementos, como Cianocobalamina, trás grandes problemas.

Primeiro que muitas pessoas podem não conseguir converter para sua forma ativa (metil cobalamina) e podem acumular no organismo.

Como o nome indica, a cianocobalamina contém uma molécula de cianeto. A maioria das pessoas está familiarizada com o cianeto como uma substância venenosa.

Embora a quantidade de cianeto em um suplemento de B12 seja pequena, seu corpo ainda precisará trabalhar para remover e eliminar este composto.

Essa remoção é realizada através de seus sistemas de desintoxicação, com substâncias como a glutationa sendo muito importantes para a eliminação do cianeto.

Mas, se você acumulou muito, poderá ter problemas para eliminar e ainda assim estar deficiente em b12.

Qual a melhor maneira de obter os nutrientes?

Por isso, a melhor maneira de termos nutrientes de forma adequada e através de alimentos naturais e integrais, não processados:

  • Carnes orgânicas;
  • Frutas;
  • Vegetais;
  • Laticínios não processados;
  • Sementes;
  • Nozes;
  • Gorduras saudáveis;
  • Alimentos fermentados.

Quero deixar claro que isso não ocorre com todos os tipos de vitaminas e de suplementos encontrados no mercado, estamos falando aqui de alimentos fortificados, que são utilizadas as formas mais baratas e sintéticas de vitaminas e minerais.

Existem suplementos ótimos, com alta biodisponibilidade em suas formas ativas e naturais.

Muitas pessoas se beneficiam incrivelmente dessas suplementações adequadas.

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde Você passa muitas horas sentado? Você sabia que esse hábito pode lhe trazer inúmeros problemas...

Conheça os 6 tipos de Alzheimer

Conheça os 6 tipos de Alzheimer De acordo com dados atualizados, há uma estimativa de que existam 35,6 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo,...

Acetilcolina e a importância para a função cerebral

Acetilcolina e a importância para a função cerebral Você tem tido dificuldade para se focar em algo? Ou anda se esquecendo de mais coisas do...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect