Como melhorar a saúde dos pulmões: Guia Completo

Como melhorar a saúde dos pulmões: Guia Completo

Nesse artigo, você vai acompanhar como melhorar a saúde dos pulmões e quais são os alimentos que vão melhorar sua saúde pulmonar e respiratória.

Existem vários fatores que podem afetar a saúde pulmonar, incluindo níveis de atividade física, genética e condições ambientais.

Como melhorar a saúde dos pulmões: Papel da dieta

A dieta também desempenha um papel importante na saúde respiratória e existem estratégias simples, basta incorporar alguns dos melhores alimentos para os seus pulmões.

Isso pode diminuir a inflamação, melhorar a função pulmonar e ajudar a curar todo o trato respiratório.

Esse alimentos foram pesquisados tanto a respeito da sua grande variedade de vitaminas, minerais e antioxidantes importantes, quanto pela sua capacidade de melhorar a saúde pulmonar e proteger contra várias doenças respiratórias.

Os melhores alimentos para uma saúde pulmonar

01 – Maçãs

O primeiro alimento que nós vamos discutir aqui são as maçãs.

Você já ouviu aquele ditado que diz que uma maçã por dia mantém o médico longe?

Tem fundo de verdade nisso aí pessoal.

As maçãs podem ajudar a promover uma melhor saúde pulmonar. Um estudo publicado no The European Respiratory Journal descobriu que as maçãs podem ajudar a desacelerar o declínio da função pulmonar ao longo de um período de 10 anos, especialmente para ex-fumantes.

Os fitoquímicos encontrados nas maçãs também diminuem o estresse oxidativo e a inflamação, o que pode aumentar a função dos pulmões.

02 – Chá verde

Ele está repleto de antioxidantes e polifenóis que podem ser benéficos para a função pulmonar, incluindo o epigalato catequinogalato (cuja sigla é EGCG).

Esse composto ajuda a suprimir o crescimento de células cancerígenas pulmonares em estudos in vitro.

O chá verde também contém teofilina, um poderoso composto que atua como broncodilatador para melhorar a função das vias aéreas e aliviar as dificuldades respiratórias.

Além disso, outras pesquisas mostram que o consumo regular de chá verde pode levar a um risco menor de doença pulmonar obstrutiva crônica (ou DPOC), o pessoal conhece mais pelos nomes bronquite crônica e enfisema.

Esse é um grupo de doenças pulmonares progressivas que podem causar falta de ar, tosse e chiado no peito.

E a principal causa é o hábito de fumar. E só quem teve alguém da família com a forma grave dessa doença sabe como é sofrido, a pessoa morre sufocando aos poucos, e fica anos dependendo de oxigênio.

03 – Folhas verdes

O próximo item da lista são os vegetais folhosos verdes, as folhas verdes, como é o caso da couve, do espinafre e da rúcula.

Elas estão repletas de nutrientes essenciais que podem ajudar na saúde pulmonar, incluindo antioxidantes, fibras, vitaminas e minerais.

Na verdade, estudos mostram que comer mais vegetais com folhas verdes leva a um risco menor de câncer de pulmão, DPOC e asma em adultos.

04 – Alho

Ele possui poderosas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que podem ajudar a proteger contra o estresse oxidativo nos pulmões e em todo o corpo.

Além do mais, um estudo realizado na China descobriu que consumir alho cru pelo menos duas vezes por semana levou a um risco menor de desenvolver câncer de pulmão.

05 – Gengibre

Trata-se de uma especiaria potente que tem sido amplamente estudada por suas propriedades medicinais, especialmente no que diz respeito à saúde pulmonar.

Em um modelo animal, a administração de gengibre a ratos foi eficaz na redução dos danos aos pulmões e na proteção contra inflamação.

Outro modelo animal mostrou que o extrato de gengibre evitou danos ao DNA e aos tecidos pulmonares causados pelo álcool.

Eu associo muito o gengibre nas minha receitas de anti-inflamatórios naturais, que incluem também frequentemente curcumina e boswellia serrata.

06 – Salmão selvagem 

E para o pessoal que gosta de peixe uma boa notícia. O salmão é uma grande fonte de ácidos graxos ômega-3 anti-inflamatórios, e é um dos principais alimentos para a limpeza do pulmão.

Mas precisa ser salmão selvagem e não de criação.

Algumas pesquisas sugerem que os ômega 3, essas gorduras saudáveis para o coração, também podem ajudar a promover o fluxo sanguíneo pulmonar e serem assim benéficas para certas doenças respiratórias.

Um estudo conduzido pelo Centro de Pesquisa em Epidemiologia Ambiental em Barcelona descobriu que o consumo de maiores quantidades de ácidos graxos ômega-3 levou a marcadores mais baixos de inflamação em pessoas com DPOC.

07 – Cúrcuma ou açafrão

A cúrcuma ou açafrão é o próximo alimento top para a árvore respiratória. É um dos melhores alimentos para os pulmões graças ao seu conteúdo de curcumina, que dá ao açafrão a sua cor vibrante além dos impressionantes benefícios à saúde.

Pesquisas sugerem que as propriedades anti-inflamatórias da cúrcuma podem auxiliar no tratamento de várias doenças respiratórias, incluindo:

  • Asma;
  • DPOC;
  • Síndrome do desconforto respiratório agudo;
  • Lesão pulmonar;
  • Fibrose pulmonar.

08 – Banana

O último alimento a ser discutido aqui é a banana.

Rica em potássio, fibra e vitamina C, a banana é uma boa fonte nutricional para quem não tem resistência insulínica ou pré diabetes, ou para quem não está fazendo dieta cetogênica.

Já para esses casos especiais opte pela banana verde congelada, que pode ser adicionada a shakes, ok?

Ela pode ser especialmente benéfica no que diz respeito à saúde pulmonar.

Estudos mostram que o potássio encontrado na banana ajuda a contrair e expandir os pulmões, o que pode prevenir problemas respiratórios.

Outra pesquisa descobriu que as bananas podem preservar a função pulmonar e podem até levar a um risco menor de chiado causado pela asma infantil.

Como melhorar a saúde dos pulmões: O que deve ser evitado por quem quer ter boa saúde respiratória?

Como melhorar a saúde dos pulmões? Agora que eu falei dos alimentos top, que tal falarmos um pouco do que deve ser evitado por quem quer ter boa saúde respiratória?

Além de incorporar na sua alimentação diária algumas porções de alimentos bons para os pulmões você deve evitar alguns itens que definitivamente vão piorar a função pulmonar.

Entre eles temos os alimentos processados, as gorduras trans e as frituras feitas com os óleos vegetais comuns, esses também são cheios de gorduras hidrogenadas.

Esses elementos vão promover inflamação e aumentar a formação de radicais livres prejudiciais.

Outros alimentos ruins são carnes processadas, com salsichas, bebidas adoçadas com açúcar, e qualquer alimento industrializado.

Eles devem ser bastante limitados como parte de uma dieta saudável e completa.

Além disso, é importante

  1. Praticar exercícios;
  2. Não fumar;
  3. Evitar a poluição interna e externa.

Todas essas são estratégias importantes que podem ajudar a melhorar a saúde dos pulmões.

Se você tiver quaisquer problemas respiratórios ou quaisquer efeitos colaterais como tosse, respiração ofegante ou dificuldade para respirar, fale com um profissional de saúde de confiança para encontrar o melhor tratamento para você.

Como melhorar a saúde dos pulmões: Os melhores suplementos

01 – N-acetil cisteína

O primeiro suplemento é o NAC, N-acetil cisteína.

Assista meu vídeo sobre o NAC

NAC tem a capacidade de reduzir as secreções de muco e catarro, bem como reduzir a tosse, respiração ofegante e dificuldade para respirar.

Isso o torna útil no tratamento de doenças, incluindo bronquite crônica, bem como gripes e resfriados.

Além disso, há evidências de que pode ser um tratamento adjunto para doença pulmonar obstrutiva crônica.

Tem efeito também contra o COVID-19.

É um agente imunomodulador precursor da glutationa, a principal enzima antioxidante do organismo.

Pode ter um inibidor direto da proteína Mpro do Coronavírus, impedindo ele de se reproduzir.

Até o momento, existem 6 ensaios clínicos usando NAC para tratamento do COVID-19.

A dose mais usada de NAC é de 600 mg duas vezes ao dia, mas consulte com alguém competente antes de usar, certo ?

02 – Vitamina D

O segundo suplemento é a famosíssima vitamina D.

Níveis mais elevados de vitamina D têm sido associados a melhores resultados de testes de função pulmonar.

Consulte o seu médico antes, mas a dose pode variar muito de acordo com a dosagem no seu sangue. Uma dose média é de 10 mil unidades por dia, mas o objetivo é manter no sangue entre 50 a 80.

03 – Ginseng

O terceiro é o ginseng.

Já foram dez estudos que analisaram o ginseng para pulmão, mas são estudos pequenos.

O tratamento com ginseng reduziu significativamente as bactérias pulmonares e estudos envolvendo ratos mostraram que o ginseng pode interromper o crescimento da fibrose cística.

Em um estudo de 1997, ratos receberam injeções de ginseng e, após duas semanas, o grupo tratado mostrou uma melhora significativa na eliminação de bactérias dos pulmões.

Outro benefício do ginseng é sua capacidade de tratar o DPOC.

De acordo com a pesquisa, tomar Panax ginseng por via oral parece melhorar a função pulmonar e alguns sintomas da DPOC.

Doses de 100 a 200 mg 2x/dia.

04 – Vitamina C

A vitamina C pode ajudar muito. Ela tem propriedades que a permitem lutar contra os radicais livres e toxinas e também ajuda o corpo a eliminar essas moléculas potencialmente prejudiciais.

Ao ajudar seu corpo a remover toxinas e radicais livres, a vitamina C pode reduzir as taxas de danos ao tecido pulmonar e dar ao corpo a oportunidade de reparar esses tecidos.

Também é solúvel em água, o que significa que é extremamente segura e quase impossível de intoxicar, apesar de dar diarreia em altas doses.

Doses de 500 a 1000 mg 2x ao dia.

05 – Vitamina A

A vitamina A é a terceira vitamina que pode ser útil para pacientes com doenças pulmonares crônicas.

Esta vitamina é crítica para o funcionamento do sistema imunológico.

É também um fator vital na capacidade de suas células crescerem e se diferenciarem, o que significa se tornarem diferentes tipos de células conforme crescem.

Graças a essas propriedades, ingerir vitamina A suficiente na dieta por meio de alimentos ou suplementos pode ajudar o corpo a iniciar o processo natural de reparo nos pulmões.

Só deve se tomar cuidado porque excesso de vitamina A é tóxico para o fígado e ossos. Use cerca de 5000 UI por dia.

05 – Huang Qin

A erva chinesa Huang Qin, também conhecida como skullcap chinês, também é muito boa.

Esta planta exibe propriedades antibacterianas, antivirais e antioxidantes que modulam a resposta imunológica.

Existem dezenas de compostos bioativos no skullcap, no entanto, as flavonas baicalina e baicaleína fornecem a maioria de seus benefícios à saúde.

Um estudo publicado em outubro de 2016 na Scientific Reports descobriu que a baicalina extraída desta erva chinesa inibiu a infecção pelo vírus sincicial respiratório em camundongos.

Essa infecção aguda do trato respiratório comumente afeta crianças pequenas e pode causar pneumonia ou bronquiolite.

No entanto, semelhante ao ginseng, a pesquisa disponível sobre o Huang Qin ainda é pouca.

A dose é de cerca de 700 mg ao dia. Consulte um profissional de saúde.

06 – Cordyceps

Cordyceps é um fungo parasita considerado um cogumelo medicinal, pois fornece vários benefícios à saúde que vão desde aumento de energia até suporte ao sistema imunológico.

Assista meu vídeo sobre Cordyceps

Pesquisas recentes indicaram que Cordyceps ajuda o sistema imunológico, reduzindo a inflamação e o dano oxidativo.

Em uma revisão sistemática publicada na Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine em abril de 2019, os pesquisadores compilaram dados de 15 estudos de intervenção em pessoas com DPOC.

Eles concluíram que a suplementação com Cordyceps sinensis melhorou:

  • Função pulmonar;
  • Resistência ao exercício,
  • A qualidade de vida;
  • E a melhora dos sintomas em pacientes com DPOC estágio 2 ou 3, estágio moderado a grave.

A dose pode variar de 200 a 400 mg duas vezes ao dia, mas consulte um profissional de saúde.

Se você tiver alguma observação ou sugestão, deixe aqui nos comentários.

 

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde Você passa muitas horas sentado? Você sabia que esse hábito pode lhe trazer inúmeros problemas...

Conheça os 6 tipos de Alzheimer

Conheça os 6 tipos de Alzheimer De acordo com dados atualizados, há uma estimativa de que existam 35,6 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo,...

Acetilcolina e a importância para a função cerebral

Acetilcolina e a importância para a função cerebral Você tem tido dificuldade para se focar em algo? Ou anda se esquecendo de mais coisas do...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect