Benefícios da Vitamina C – Você que toma precisa conhecê-los

Benefícios da Vitamina C – Você que toma precisa conhecê-los

Nesse artigo você irá entender os benefícios da vitamina C e porque devemos associar a vitamina C com flavonoides como é o caso da quercetina ou a rosa mosqueta.

As principais características e benefícios da vitamina C

A vitamina C deve ser obtida através de dieta ou suplementação, já que ao contrário da maioria dos animais e plantas, os seres humanos perderam a capacidade de sintetizar esse nutriente.

A vitamina C é solúvel em água, o que significa que apenas uma certa quantidade é usada e não pode ser armazenada.

Dado que qualquer excesso é excretado, é necessário restaurar continuamente a vitamina C para assegurar uma ingestão adequada.

A vitamina C é um componente essencial do colágeno, a proteína mais abundante no corpo que é essencial para a construção de novos ossos, cartilagens, tendões, pele e outros tecidos conectivos.

Como resultado, os benefícios da vitamina C desempenham um papel importante na cicatrização de feridas, apoiando o desenvolvimento de novos tecidos e vasos sanguíneos.

Como atuam os benefícios da vitamina C em nosso corpo?

A vitamina C funciona como um antioxidante para combater os radicais livres na parte aquosa das células.

Também recupera outros antioxidantes e funciona em conjunto com a vitamina E, que funciona na parede da celular composta de gorduras.

A vitamina C pode desempenhar um papel na prevenção e tratamento de:

Estudos epidemiológicos sugerem que o consumo elevado de frutas e vegetais está associado ao menor risco da maioria dos tipos de câncer e à redução do risco de doenças cardiovasculares.

Estudos indicam que os benefícios da vitamina C podem retardar a progressão da degeneração macular e ingestões mais altas podem reduzir o risco de desenvolver catarata.

Sob certas condições, aumenta-se a necessidade de vitamina C.

Fumantes, inclusive os passivos, pessoas idosas e aqueles sob estresse têm uma maior necessidade dessa vitamina.

Principais funções e benefícios da vitamina C

Então vamos recapitular as principais funções e benefícios da vitamina C?

  1. Função antioxidante;
  2. Reparação de tecidos devido a seu papel fundamental de suporte ao colágeno;
  3. Suporte as glândulas adrenais;
  4. Cicatrização de feridas;
  5. Saúde da parede interna das artérias e prevenção de aterosclerose;
  6. Melhora do sistema imune;
  7. Melhora da absorção do ferro.

Se a vitamina C ajuda outros antioxidantes, quem ajuda a vitamina C?

Como diz o ditado, “uma mão lava a outra”, é aí que entram os flavonóides.

Assim como a vitamina C ajuda a salvar alguns tecidos dos radicais livres, ela mesma pode sofrer o efeito desses radicais e se tornar o radical ascorbil.

Aí que entra a ação dos flavonóides para salvar a vitamina C.

Qualquer alimento que contenha vitamina C também contém bioflavonóides.

Conheça os bioflavonóides 

Os bioflavonóides são necessários para a absorção de vitamina C e ambos trabalham juntos no corpo.

Embora os bioflavonóides não sejam considerados vitamina, eles são as vezes chamados de vitamina P.

Os bioflavonóides são encontrados abundantemente na casca e polpa de frutas cítricas.

  • Os mais comuns são os flavonoides cítricos encontrados em frutas cítricas;
  • A rutina no trigo mourisco;
  • (EGCG) no chá verde;
  • Antocianidinas no mirtilo;
  • Naringenina na tangerina;
  • Proantocianidinas na pele e sementes de uva;
  • Quercetina em cebolas, chá e maçãs.

Quais são as melhores fontes de vitamina C?

As Frutas e vegetais são as melhores fontes de vitamina C.

Com 2.000 mg a cada 100 gramas, a rosa mosqueta ou rose hip tem uma das maiores concentrações de vitamina C, competindo com a acerola e o camu-camu.

Assista meu vídeo Conheça mais sobre a vitamina C e a fruta mais rica – camu camu

Outras plantas que são boas fontes incluem:

  1. As pimentas vermelhas;
  2. Frutas vermelhas ou berries;
  3. Frutas cítricas (laranja, limão, grapefruit, tangerina, limão);
  4. Vegetais verdes (salsa, brócolis, couve de Bruxelas, couve, espinafre);
  5. E outras frutas (goiaba, kiwis, mamão, melão).

Porém você deve ingerir essas frutas e vegetais cruas para não degradar a vitamina C.

Uma maneira simples de ingerir a vitamina C com flavonoides é espremer meio limão em um copo de agua e tomar logo de manha cedo.

Assista meu vídeo A polêmica da água com limão | curas naturais

Atenção!

Certas drogas podem reduzir o suprimento de vitamina C do corpo, incluindo pílulas anticoncepcionais, anti-inflamatórios não esteróides (por exemplo, Advil), corticosteróides, sulfa e barbitúricos.

Conheça 6 mitos sobre a vitamina C que podem estar prejudicando sua saúde

A vitamina C é uma das vitaminas mais comentadas (e estudadas) do planeta!

No entanto, apesar de todas as evidências científicas, ainda temos muitas pessoas confusas sobre os benefícios da vitamina C – graças a muitos artigos “nutricionais” enganosos.

A vitamina C é absolutamente essencial para a saúde cardiovascular e do sistema imunológico.

Nos anos 80, o pesquisador Linus Pauling, vencedor do Prêmio Nobel, vinculou definitivamente a vitamina C à saúde do coração – e enfatizou a importância de suplementação em doses suficientes.

Agora, cardiologistas integrativos – incluindo Mathias Rath, e Thomas Levy – continuam o trabalho magnífico de Pauling.

Infelizmente, muitos médicos convencionais veem a terapia com altas doses de vitamina C com ceticismo – por mais impressionantes que sejam os resultados.

Dito isto, hoje vamos nos concentrar em 6 dos maiores mitos em torno da vitamina C.

Mito 1: Não existem estudos sobre vitamina C

Em seu livro Primal Panacea , o Dr. Levy, que é um dos pioneiros no uso de altas doses de vitamina C, chama essa afirmação de “negligência médica” e diz que seria compreensível se partisse de um leigo – mas não de um médico.

Dr. Levy ressalta que uma simples pesquisa no PubMed produz mais de 60.000 estudos sobre vitamina C – muitos deles mostrando efeitos positivos na saúde humana.

O Dr. Levy, que é um cardiologista registrado em seu País, escreveu extensivamente sobre vitamina C, incluindo uma revisão histórica de 650 estudos revisados por pares sobre o efeito dos níveis de vitamina C no estresse oxidativo e também sobre a capacidade da vitamina C em reverter a aterosclerose.

Mito 2: Não há evidências de que a vitamina C funcione

O Dr. Levy faz referência a mais de 1.200 estudos que mostram efeitos benéficos – e diz que isso apenas “arranha a superfície” em se tratando das habilidades terapêuticas e benefícios da vitamina C.

E há um problema com o que constitui um “estudo”. Para ser reconhecido pela comunidade médica, diz o Dr. Levy, um estudo deve ter um N grande, randomizado, controlado por placebo e duplo-cego.

À primeira vista, isso parece bem sensato. Mas, você está pronto para uma informação bombástica?

Dr. Levy sustenta que a maioria dos medicamentos atualmente em uso não possui esse tipo de estudo rigoroso!

Então, por que a vitamina C teria que ser exceção?

Porque um grupo de pacientes que receberam vitamina C em altas dosagens na veia em condições hospitalares e monitorizadas de perto “não contaria” como um estudo – mesmo que todos os pacientes tenham sido curados!

O Dr. Marik usou uma mistura de vitamina C intravenosa, tiamina e corticosteróides para tratar a sepse, que é uma infecção sistêmica grave com risco de vida.

Até o momento, a inovadora terapia salvou 150 pacientes da morte quase certa.

Assista meu vídeo Por que os remédios naturais não teriam peso científico

Mito 3: A vitamina C não é segura

Não se conhece dose letal da vitamina C. Ela é uma das substâncias mais seguras da Terra.

De fato, a água pura é mais tóxica que a vitamina C. É bem mais fácil morrer por intoxicação hídrica.

A vitamina C parece estar livre de efeitos colaterais perigosos, mesmo em altas doses.

Alguns médicos usam rotineiramente doses de 250.000 a 300.000 mg por dia.

Essa é uma quantia absolutamente cavalar que é mais de 3.000 vezes a recomendação diária – mas nenhum efeito adverso grave foi relatado.

Obviamente, verifique primeiro com seu médico antes de iniciar qualquer rotina de suplementação.

Vale ressaltar: medicamentos sintéticos ou fármacos administrados em hospitais matam milhares de pacientes por ano.

De fato, um estudo recente da Johns Hopkins relata que 250.000 pessoas morrem todos os anos por efeitos de fármacos – tornando-a a terceira principal causa de morte no país, logo atrás de doenças cardíacas e câncer!  

Então, é preciso pensar, por que toda essa “controvérsia” em torno de uma substância não tóxica como a vitamina C?

Mito 4: A vitamina C causa pedras nos rins

Este mito é baseado em um fato médico, mas é um mito, no entanto. Especialistas dizem que a vitamina C pode – sob certas condições e sob certas formas – contribuir para a produção de oxalato, que por sua vez pode contribuir para as pedras nos rins.

Mas, o Dr. Levy observa que a presença de oxalato alto não é suficiente para criar pedras nos rins.

Para muitos, o assunto foi resolvido por um rigoroso estudo de 14 anos com mais de 85 mil mulheres, conduzido por pesquisadores da prestigiada Harvard Medical School – em que a equipe não encontrou nenhuma ligação entre a ingestão de vitamina C e pedras nos rins.

Esse fato foi ainda mais comprovado por estudos adicionais, mostrando que o nutriente na verdade reduz a incidência de pedras nos rins.

Mito 5: Você pode obter vitamina C suficiente através da dieta

Nem sempre. Se for só para ter boa saúde geral sim, mas em muitos casos a vitamina C é usado como remédio, que é o que acontece também com as vitaminas D, B3 e B5 para o tratamento de várias doenças, em que as doses são muitas vezes superiores às necessidades diárias.

Uma coisa é reposição de vitamina e outra é o uso da mesma vitamina como remédio, em que a dose é bem diferente.

É necessária mais vitamina C para combater a aterosclerose e doenças cardíacas.

De fato, um estudo mostrou que são necessários 1.500 mg por dia para prevenir ou reverter a aterosclerose em 60% ou mais da população.

Naturalmente, é fundamental aumentar a ingestão de vitamina C na dieta – o que você pode fazer comendo frutas cítricas orgânicas, pimentões, morangos, kiwi e brócolis.

Isso é importante também por conta dos bioflavonóides naturais desses alimentos, que são ajudantes importantes para se ter os benefícios da vitamina C.

Mas em muitas situações a dose exigida de vitamina C não vai permitir que venha só da dieta, exigindo suplementação.

Mito 6: Quantidades excessivas de vitamina C são excretadas pela urina

Isso é semelhante a dizer que se a água é excretada na urina isso significaria que não é necessária ao organismo – uma crença claramente equivocada.

A verdade é que a água desempenha muitas funções de manutenção da vida antes de ser excretada – e o mesmo se aplica à vitamina C.

É verdade que a vitamina C é solúvel em água – e é excretada pela urina. Mas, não antes de conferir uma série de benefícios cardiovasculares.

Quanto mais vitamina C se ingere mais é excretada na urina, mas isso não quer dizer que doses elevadas não vão ser importantes em determinadas circunstâncias.

MATERIAIS EXTRAS

VÍDEO – Você não deveria tomar vitaminas antes de assistir esse vídeo

 

VÍDEO – Como aumentar absorção e ter os melhores resultados -Vitaminas C e D, magnésio, Cúrcuma e outros!

ARTIGOS

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Conheça os cinco benefícios da tirosina

Conheça os cinco benefícios da Tirosina Conheça os 5 principais benefícios da tirosina A tirosina é um importante precursor de neurotransmissores e substâncias como epinefrina, norepinefrina...

Magnésio – Conheça todos os tipos, usos e benefícios

Magnésio - Conheça todos os tipos, usos e benefícios Considerando todas as funções importantes que o magnésio desempenha no corpo - e o fato de...

Benefícios da Taurina – Conheça esse incrível aminoácido

Benefícios da Taurina - Conheça esse incrível aminoácido Provavelmente você já ouviu falar nos benefícios da Taurina. Hoje eu vou contar, através de estudos e minha...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect