Colágeno – Os piores alimentos inimigos do seu colágeno

Colágeno – Os piores alimentos inimigos do seu colágeno

Vamos cobrir aqui, os piores inimigos do seu colágeno. Você provavelmente conhece muitos desses já, são alguns dos quais você tem que fugir, se quiser aumentar o colágeno.

O colágeno e suas funções

O colágeno é a proteína mais abundante em seu corpo.

É o principal componente dos tecidos conjuntivos que constituem várias partes do corpo, incluindo tendões, ligamentos, pele e músculos.

O colágeno tem muitas funções importantes, incluindo fornecer estrutura à pele e fortalecer os ossos.

Além disso, o colágeno é o principal componente da pele.

Desempenha um papel no fortalecimento da pele, além de poder beneficiar a elasticidade e a hidratação.

Conforme você envelhece, seu corpo produz menos colágeno, causando ressecamento da pele e formação de rugas.

O colágeno ajuda a manter a integridade da cartilagem, que é o tecido semelhante a borracha que protege as articulações.

A degeneração do colágeno

À medida que a quantidade de colágeno em seu corpo diminui conforme você envelhece, o risco de desenvolver doenças articulares degenerativas, como osteoartrite, aumenta.

Seus ossos são feitos principalmente de colágeno, o que lhes dá estrutura e ajuda a mantê-los fortes.

Assim como o colágeno em seu corpo se deteriora com a idade, o mesmo ocorre com a massa óssea.

Isso pode levar a doenças como a osteoporose, que é caracterizada pela baixa densidade óssea e associada a um maior risco de fraturas ósseas.

Entre 1–10% do tecido muscular é composto de colágeno. Essa proteína é necessária para manter seus músculos fortes e funcionando adequadamente.

Dieta rica em antioxidantes

Pesquisas mostram que consumir uma dieta rica em antioxidantes pode manter os radicais livres sob controle e proteger o colágeno.

Uma dieta anti-inflamatória inclui uma variedade de alimentos saudáveis que contêm vitamina C e muitos dos outros cofatores de colágeno – substâncias que aumentam a capacidade do seu corpo de absorver e utilizar o colágeno que você obtém em sua dieta.

Se você estiver interessado em fazer tudo o que puder para preservar e promover este importante tecido, a melhor abordagem é aumentar sua dieta rica em colágeno com alimentos indispensáveis que aumentam o colágeno.

Ervas e especiarias que protegem sua cartilagem, pele, tendões e ligamentos da devastação da idade … bem como evitar os piores alimentos para o colágeno.

Piores alimentos para o colágeno

01 – Açúcar

Número um é, sem surpresa nenhuma, o açúcar, certo, todos nós sabemos que não faz bem.

Está em toda parte, infelizmente para os tarados em doces você tem que manter o açúcar fora de sua dieta.

Estou falando aqui sobre os açúcares refinados!

Mas mesmo os açucares mais naturais, você tem que estar consciente de que tem que comer bem pouco, como melaço, mel orgânico, açúcar de coco, pequenas quantidades como cerca de 9 gramas por dia.

Mas se você está consumindo muita quantidade, até mesmo desses açúcares naturais vão fazer mal.

É melhor consumir o açúcar que está presente em uma fruta e não suco de fruta, mesmo natural.

Qualquer fonte de açúcar concentrado afeta sua insulina muito rapidamente, causa pico nesse hormônio.

02 – Grãos refinados

O próximo grupo alimentar que você tem que se livrar são os grãos refinados – farinhas e pães, massas.

Elas eles afetam sua insulina.

Picos de insulina não vão só provocar resistência insulínica, pré diabetes e diabetes, como também desregular testosterona, estrogênio, progesterona, cortisol, melatonina e as leptina e grelina, os hormônios da saciedade.

Todos esses hormônios afetam sua fome, afetam o ganho de peso, afetam seu metabolismo, sua tireoide, seu sono.

Então todas essas coisas diferentes são afetadas se você tiver pico de insulina causada por quantidades grandes de açucares e farinhas.

Se você for consumir grãos, melhor que sejam pequenas porções de um arroz germinado, de aveia ou de quinoa e é isso que fica.

Fique longe de qualquer tipo de grão que tenha sido transformado em algum lanche rápido ou fast food.

Fique longe dos grãos refinados, coma alimentos de verdade, ok?

03 – Óleos hidrogenados

A terceira coisa que você tem que ficar longe são os óleos hidrogenados ou aquelas gorduras que são derivadas de sementes e industrializadas, especialmente óleo de soja e milho.

Isso também vale para canola e girassol.

Esses óleos vegetais processados derivados de sementes e com adição de gorduras trans eles vão causar oxidação, eles vão causar inflamação e danificam suas células, suas mitocôndrias por esse motivo fique longe das gorduras e óleos ruins.

Alternativas saudáveis são o óleo de coco, azeite de oliva, óleo de abacate e coisas naturais como manteiga orgânica e manteiga ghee.

Esses são realmente os óleos e gorduras que devem ser consumidos.

04 – Adoçantes artificiais

A próxima coisa que você quer ficar longe são os adoçantes artificiais.

Fique longe da sucralose, do aspartame!

Eles são tóxicos para a suas células e a potencial perda de peso, não vale a pena, causam oxidação, então eles estão realmente danificando sua produção de colágeno.

Além do mais, estudos mostram que adoçantes em geral, além de danificar mitocôndrias e serem neurotóxicos, em geral não promovem perda de peso e fazem você produzir mais insulina do que deveria piorando a resistência insulínica.

Também tendem a levar a compulsão por açúcar.

05 – Aditivos alimentares

Aditivos alimentares – nem são alimentos para começar…

São corantes como azul 45 e amarelo 22 e você sabe todas essas outras coisas que tem números, estão presentes nos rótulos.

Então fique longe de modo geral de alimentos processados com rótulos.

Coma natural e se foque nos alimentos saudáveis e não se foque no que você não pode comer.

06 – Carnes processadas

O próximo item a ser evitado são as carnes processadas, como cachorro-quente, calabresa, linguiças, salsichas, salame, presunto, mortadela e frios são embalados com nitratos e outros produtos químicos que podem causar inflamação.

Evite-os, só coma esporadicamente.

Mais quais são as alternativas saudáveis?

Legumes e folhas verdes escuras

São ótimas fontes de vitaminas C, E e A, além de outros cofatores de colágeno, como zinco, manganês e cobre.

Todos os quais dão suporte a produção de colágeno.

  • Brócolis;
  • Couve de Bruxelas
  • Repolho;
  • Aipo;
  • Beterraba;
  • Aspargos;
  • Couve-flor.

Também são aliados valiosos na proteção do colágeno.

Outros vegetais que reduzem a inflamação incluem:

  • Cenoura;
  • Abóbora;
  • Batata doce;
  • Cebola;
  • Tomate;
  • Pimentão;
  • Berinjela.

E não se esqueça de vegetais do grupo allium como alho, cebola, alho-poró e cebolinha.

Esses vegetais adicionam muito sabor aos alimentos e trazem enormes benefícios à saúde, uma vez que são ricos em flavonóis e compostos organossulfurados, que os tornam antioxidantes e antiinflamatórios eficazes.

Frutas

Entre os polifenóis antiinflamatórios mais eficazes (nutrientes vegetais com atividade antioxidante) estão compostos conhecidos como antocianinas, que dão aos mirtilos, morangos, framboesas e amoras seus lindos tons de vermelho, azul e roxo.

Um estudo descobriu que depois de comer 375 gramas de mirtilo, as pessoas tinham níveis mais baixos de marcadores de estresse oxidativo e níveis mais altos de citocinas anti-inflamatórias no sangue.

Outras frutas vermelhas como o nosso berry nacional, o açai, cranberries, maqui e goji berries, todos esses tem pontuações altíssimas no índice ORAC (que é a capacidade de absorção de radicais de oxigênio), o que significa que são especialmente bons em absorver e eliminar radicais livres.

  • Cerejas
  • Uvas;
  • Abacates;
  • Azeitonas;
  • Kiwi;
  • Maçãs;
  • Abacaxi;
  • Laranjas.

E outras frutas cítricas reduzem a inflamação e também combatem os radicais livres.

Alimentos Fermentados

Ter uma população robusta de bactérias boas no intestino é fundamental para controlar a inflamação.

Aqui está um motivo principal: quando você tem uma preponderância de bactérias nocivas em seu intestino, o revestimento intestinal se torna mais permeável, permitindo que moléculas de proteínas não digeridas e bactérias ruins entrem em seu sistema circulatório.

Isso ativa o sistema imunológico e leva à inflamação crônica.

Como resultado, é importante comer alimentos que apoiam o crescimento de bactérias saudáveis, como alimentos vegetais coloridos – bem como alimentos fermentados, as estrelas do mundo probiótico.

Alimentos fermentados para adicionar à sua dieta incluem:

  • Chucrute;
  • Picles orgânicos feitos em casa;
  • Missô;
  • Tempeh;
  • Natto;
  • Iogurte orgânico sem açúcar;
  • Kefir;
  • Kombucha.

Da mesma forma, o vinagre de maçã orgânico e cru, feito de maçãs fermentadas, tem sido usado por séculos e pode promover a saúde intestinal.

Também é uma grande fonte de vitamina C, um excelente impulsionador do colágeno.

Proteínas

Além de consumir os aminoácidos encontrados no colágeno, também é importante obter uma quantidade saudável de outros aminoácidos – muitos deles aminoácidos essenciais – de outros tipos de proteína.

Peixes capturados na natureza estão no topo da minha lista, porque têm um complemento completo de aminoácidos, além de serem ricos em enxofre.

Sardinha, arenque e cavalinha também são excelentes fontes de ômega-3.

O caldo de osso é um poderoso combate à inflamação.

Um estudo publicado na revista Chest descobriu que beber caldo de galinha reduziu o número de glóbulos brancos que causam sintomas relacionados à inflamação, como nariz entupido.

Carne de vaca, cordeiro, e outras carnes alimentadas com capim e orgânicas, são importantes porque contêm proteínas completas, o que significa que fornecem toda a gama de aminoácidos essenciais que seu corpo pode viver sem.

Aves caipiras, criadas soltas, como frango ou peru, têm um perfil de aminoácidos semelhante ao encontrado em seu corpo.

Enquanto isso, laticínios orgânicos e fermentados, como iogurte, kefir e queijo curado, oferecem a gama completa de aminoácidos essenciais, além de cálcio e, no caso do iogurte e do kefir, micróbios que ajudam no intestino.

As plantas também têm proteínas.

Leguminosas

Feijões, grão de bico, lentilhas, nozes, sementes, grãos 100% inteiros e até mesmo alguns vegetais, como verduras folhosas e vegetais crucíferos, fornecem uma variedade de aminoácidos.

Lembrar de deixar feijões de molho por 24 horas para reduzir o teor de lectinas, que são proteínas inflamatórias.

E se você tiver doenças autoimunes consulte com um médico da linha funcional ou integrativa, faça exames de intolerâncias alimentares, para saber se você pode comer.

Ervas e especiarias

As ervas e temperos que devem fazer parte de sua dieta anti-inflamatória, que aumenta o colágeno, incluem:

Todos esses temperos naturais da alta gastronomia que você vê em programas como o Master Chef.

Eles contêm flavonóides que estão envolvidos nas defesas antioxidantes, uma resposta inflamatória saudável e renovação celular.

Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry descobriu que cravo e canela em pau são os antioxidantes mais potentes entre as 26 ervas e especiarias estudadas.

Ervas e cogumelos

Ervas e cogumelos suplementares podem aumentar seus esforços para minimizar a inflamação.

Por exemplo, ashwagandha, uma erva “adaptogênica”, pode retificar desequilíbrios no corpo e reduzir os efeitos do estresse e dos danos dos radicais livres.

Um estudo publicado no Journal of Complementary and Integrative Medicine mostrou que ashwagandha exibiu atividade antioxidante e diminuiu a inflamação em ratos com artrite – efeitos comparáveis aos do metotrexato, um medicamento comumente prescrito.

Outras ervas adaptogênicas usadas por sistemas de saúde antigos como o Ayurveda e a Medicina Tradicional Chinesa incluem:

Da mesma forma, uma variedade de cogumelos possui propriedades antioxidantes e estudos mostram que eles podem oferecer proteção contra a degradação do colágeno e promover a síntese de colágeno, especialmente na cicatrização de feridas.

Chás

A Medicina há muito reconheceu que o alto teor de antioxidantes do chá verde oferece proteção contra problemas cardíacos e câncer.

Estudos mais recentes mostraram que ele também possui propriedades anti-inflamatórias.

Sou fã de matcha, um chá verde concentrado de alta qualidade, moído em partículas finas.

Como resultado, matcha oferece uma mistura mais potente de nutrientes e antioxidantes chamados polifenóis, que têm um efeito anti-inflamatório.

Chocolate Amargo e Nibs de Cacau

O chocolate amargo contém flavonóides e polifenóis, que combatem os radicais livres.

Procure por chocolate com 70% de cacau ou mais. Essas variedades contêm mais antioxidantes e menos açúcar.

O chocolate amargo também contém cofatores de colágeno, como zinco e manganês.

O cacau, que vem das sementes das frutas da árvore do cacau (da qual o chocolate amargo é feito), é um superalimento por si só, contendo uma variedade de fitonutrientes únicos que aumentam o colágeno, incluindo grandes quantidades de enxofre e magnésio.

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect