Deficiências do Hipotireoidismo e Hashimoto quais são as mais comuns?

As deficiências do Hipotireoidismo e Hashimoto resultam de uma combinação de processos, que podem causar vários sintomas.

  1. Desequilíbrios dos hormônios da tireoide
  2. Deficiências nutricionais
  3. Sensibilidades alimentares
  4. Estresse
  5. Problemas em eliminar toxinas
  6. Permeabilidade intestinal
  7. Uma ou mais infecções crônicas existentes.

E isso não é fácil de descobrir!

Olhar errado dos médicos nas deficiências do Hipotireoidismo e Hashimoto

Muitos médicos não focam em descobri os gatilhos da doença, apenas focam em tratar os sintomas da única maneira que sabem: usando o hormônio.

O que muitas vezes resulta na não melhora do quadro, e no progresso da destruição da tireoide.

Neste artigo eu vou falar especificamente dos nutrientes, pois mesmo que existam outras causas para seus sintomas e acredite existe!

Corrigir as principais deficiências nutricionais podem trazer um bom resultado em alívio e melhora de vários sintomas.

Macronutrientes e Micronutrientes 

Enquanto os macronutrientescarboidratos, gorduras e proteínas – são os três componentes básicos da nossa dieta, os micronutrientes são as vitaminas e os minerais que são vitais para o nosso bem-estar.

A maioria das pessoas com Tireoidite de Hashimoto tem inúmeras deficiências de micronutrientes.

Restaurar os níveis de nutrientes através de alimentos, suplementação e otimizar a digestão são algumas das maneiras mais rápidas de se sentir melhor.

Principais suplementos para tratar as deficiências do Hipotireoidismo e Hashimoto

E eu vou listar aqui as mais comuns:

01 – Zinco

Deficiências do Hipotireoidismo - Zinco

O zinco está envolvido como catalisador em várias vias diferentes do corpo. Também é muito importante para a saúde intestinal, função imunológica, cicatrização de tecidos, conversão de T4 em T3 e produção de TSH.

Quem está em risco de deficiência: Se você tem doença celíaca ou qualquer outra síndrome de má absorção que tenha causado dano intestinal, você pode ter uma capacidade prejudicada de absorver o zinco.

Os sintomas de deficiência de zinco relacionados a tireoide incluem:

  • Unhas quebradiças e descamadas
  • Sistema imunológico enfraquecido
  • Alergias
  • Resfriados frequentes ou infecções respiratórias
  • Problemas de pele
  • Aftas
  • Perda de cabelo
  • Depressão.

02 – Tiamina (Vitamina B1)

Hipotireoidismo e Vitamina B1

A tiamina é responsável pela conversão de carboidratos em energia e tem a importante função de ajudar na digestão (ácido clorídrico) de proteínas e gorduras, em pesquisas já foi demonstrado que pessoas com a doença de Hashimoto e Crohn tem algum grau leve de deficiência de B1.

Nas pessoas com hipotireoidismo de hashimoto podemos notar sintomas que podem indicar uma baixa de tiamina como:

  • Síndrome do intestino irritável (SII)
  • Fadiga e depressão
  • Pressão arterial baixa
  • Ácido gástrico baixo
  • Problemas digestivos
  • Névoa mental
  • Problemas nas adrenais e também de açúcar no sangue.

Você também pode se sentir pior depois de beber álcool ou depois de tomar L-glutamina.

Isso pode indicar uma baixa de tiamina.

03 – Selênio

Deficiências do Hipotireoidismo - Selênio

A deficiência de selênio foi reconhecida como um gatilho ambiental importante para o Hashimoto.

A maioria das pessoas com Hashimoto está em risco para essa deficiência, que pode se manifestar como aumento da ansiedade, fadiga e depressão.

Outras ligações de doenças associadas ao Hahsimoto, com alto risco de deficiência em selênio incluem:

  • Pessoas com Síndrome do Intestino Irritável
  • Doença celíaca
  • SIBO

Estudos mostram que a deficiência de selênio pode reduzir a conversão dos hormônios da tireoide, de T4 em T3, que é a forma ativa do hormônio.

Muitas pessoas relatam melhora da ansiedade, dos exames da tireoide, incluindo:

  • Anticorpos mais baixos
  • Mais energia
  • Menos perda de cabelo
  • Menos palpitações.

04 – Vitamina B12

Hipotireoidismo e Vitamina B12

A vitamina B12 nos ajuda com a produção de energia e níveis baixos são associados a:

  • Fadiga
  • Depressão
  • Problemas neurológicos
  • Digestão prejudicada
  • Névoa mental
  • Formigamentos
  • Danos nos nervos
  • Convulsões
  • Anemia.

Infelizmente, uma certa porcentagem de pacientes com hipotireoidismo e Hashimoto apresentam baixos níveis dessa importante vitamina.

E essa deficiência se deve, em grande parte, a anos de baixos níveis de ácido estomacal.

Outras razões para a baixa B12 incluem:

  • Ter H. pylor
  • SIBO
  • Anemia perniciosa auto-imune
  • Doença celíaca
  • Sensibilidade ao glúten
  • Pacientes que usam por muito tempo inibidores de bomba de prótons (prazóis).

05 – Iodo

Hipotireoidismo e Iodo

Com ressalvas para pessoas com Hashimoto e anticorpos altos.

O iodo é necessário para que sua glândula da tireoide funcione adequadamente e, portanto, pode ajudar a apoiar a regulação do seu metabolismo.

A deficiência de iodo muitas vezes é a principal razão do hipotireoidismo.

Mas, o excesso de iodo, como no caso da suplementação de Lugol, pode também ser um fator de risco para o desenvolvimento de Hashimoto em pessoas que são geneticamente predispostas e que podem ter certas vulnerabilidades que ocorrem simultaneamente, como uma deficiência de selênio.

Portanto, se você quer ter os benefícios do iodo na sua saúde, deve consumir de fontes alimentares que são algas e frutos-do-mar.

As algas são fontes ricas e únicas de Iodo, isso incluem os tipos

  • Nori
  • Hijiki
  • Wakame
  • Arame
  • Kombu.

OBS: Não recomendo o uso de Lugol, sem acompanhamento médico.

Fatores muito importantes para tratar as deficiências do Hipotireoidismo e Hashimoto

Dois fatores muito importantes que devem ser considerados em primeira linha de tratamento para pessoas com hipotireoidismo:

01 – Ferritina (Ferritina é a nossa proteína de armazenamento de ferro)

Hipotireoidismo e Ferritina Baixa

O ferro sérico, mede os níveis de ferro que circulam em seu corpo e a ferritina mede o armazenamento de ferro a longo prazo no corpo.

Ferritina baixa pode causar sintomas que podem ser confundidos com os do hipotireoidismo como:

  • Fadiga
  • Baixo libido
  • Dificuldade de concentração
  • Olheiras
  • Frio principalmente pés e mãos
  • Queda de cabelo ou quebradiços
  • Unhas fracas.

As mulheres que menstruam e / ou são pós-parto podem estar em risco aumentado devido à perda de sangue.

Além disso:

  • Infecções como SIBO
  • H. pylori
  • Baixa acidez estomacal
  • Dietas veganas / vegetarianas
  • Deficiência de manganês
  • Toxicidade de metais pesados (incluindo toxicidade de cobre) podem causar baixos níveis de ferritina.

O excesso de cobre também pode baixar os níveis de zinco e ferro.

Também doenças como a Doença Célica não tratada e sensibilidade ao glúten, gastrite autoimune podem ser fatores de risco.

02 – Vitamina D (que é um hormônio!)

Deficiências do Hipotireoidismo - Vitamina D

Mesmo falando em nutrientes, não posso deixar de lembrar que a falta de vitamina D é extremamente agravante em quadros de doenças autoimunes, como o Hashimoto.

Pesquisa feita na Turquia descobriu que 92% dos pacientes com Hashimoto eram deficientes em vitamina D.

Outro estudo de 2013 descobriu que baixos níveis de vitamina D estavam associados a maiores anticorpos da tireoide e pior prognóstico da doença.

Em um estudo Polonês com 18 mulheres, os anticorpos da tireoide anti-Peroxidase e anti-Tireoglobulina reduziram seus valores, quando as mulheres suplementaram com vitamina D e chegaram a níveis acima de 60 ng / mL no exame.

Os níveis de vitamina D devem estar acima de 60ng / mL para ter uma tireoide e função do sistema imunológico mais efetivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.