Rosácea – Conheça os tratamentos naturais

Rosácea – Conheça os tratamentos naturais

A rosácea é uma doença comum da pele que afeta entre 0,5% e 10% da população.

São perebas que dão no rosto, principalmente no nariz e lembram muito espinhas ou acnes, mas são de origem autoimune.

Acompanhe esse artigo ou assista ao vídeo e descubra a respeito.

A rosácea geralmente se desenvolve na adolescência ou a partir dos 20 anos de idade e pode piorar entre os 30 e 40.

A causa da rosácea ainda não é totalmente compreendida, embora haja muitos fatores contribuintes.

Enquanto isso, a crença atual vigente é que não existe uma cura real para a rosácea e, uma vez afetado por isso, é provável que sofra crises intermitentes, que vem e vão, pelo resto da vida.

Muitas pessoas são capazes de limpar a pele para sempre, fazendo algumas mudanças no estilo de vida – e também possivelmente tomando medicamentos ao mesmo tempo.

Como você aprenderá, mesmo que você já tenha experimentado várias loções, cremes e comprimidos sem sucesso, existem muitas terapias integrativas que você pode fazer para ajudar a evitar que a rosácea estrague a sua pele e te deixe em situações sociais embaraçosas. 

Quando se trata de doenças de pele, geralmente existem alguns gatilhos específicos que fazem aparecer os sintomas.

Nem sempre é possível “resolver” completamente a rosácea, mas ao seguir as sugestões de tratamento da que a seguir falaremos você pode limitar sua exposição a gatilhos que aumentam a inflamação.

Isso ajuda a  prevenir erupções de pele ou, pelo menos, impedem que elas piorem.

A rosácea é de natureza semelhante a outros tipos de erupções cutâneas, incluindo acne, dermatite, eczema, urticária, pitiríase e psoríase.

A maioria das pessoas confunde a rosácea com a ter um rosto vermelho e “ruborizado”, mas para a maioria das pessoas os sintomas vão além disso.  

Vai aparecer na tela exemplos desses tipos de lesão.

Dependendo do tipo de rosácea, as pessoas podem apresentar sintomas, incluindo:

Vermelhidão no rosto, especialmente em direção ao centro nas bochechas e nariz.

Veias aumentadas na pele, chamadas de telangiectasias ou aranhas vasculares.

Pele sensível que reage facilmente ao sol ou a produtos de beleza.

Pele seca, áspera, que coça ou descama.

Acne e pele excessivamente oleosa.

Os dermatologistas costumam tratar a rosácea com as seguintes medidas:

Alterando sua dieta para remover substancias que provocam alergia ou irritantes comuns do intestino.

Usando medicamentos prescritos diretamente na pele ou drogas via oral e antibióticos.

Uso de protetor solar, para evitar irritações pela luz UV, que pode provocar crises.

Tratamentos de pele como dermoabrasão, uso de emolientes, terapia a laser ou outras formas de terapia com luz.

Seguem os principais fatores desencadeadores da Rosácea

 
Captura%20de%20tela%202019 09 20%2018.17.37
 

Vamos falar agora de cinco tratamentos naturais para rosácea

Identifique gatilhos em sua dieta – É recomendado pensar na rosácea como um “problema de corpo inteiro”. A inflamação decorrente de problemas relacionados ao intestino parece ser uma questão especialmente importante e a causa principal dos distúrbios da pele.

Afinal, sua pele é um reflexo de sua saúde geral: quão bem você digere nutrientes, se possui sensibilidades ou alergias, quão equilibrados são seus níveis hormonais, se está dormindo o suficiente, etc.

Como a inflamação que aparece na pele pode ser uma pista de que você está sofrendo inflamação no intestino, identificar os gatilhos alimentares é um primeiro passo importante.

Se você se concentrar em usar alimentos anti-inflamatórios e remover alérgenos comuns – pelo menos temporariamente – isso pode causar um enorme impacto sobre os distúrbios de pele, afetando positivamente a saúde intestinal e eliminando fungos e bactérias ruins do seu organismo.

Veja meu video recente sobre os top alimentos antiinflamatórios e a minha playlist sobre dietas dessa linha.

Os portadores devem evitar álcool e cafeína, açucar e alimentos processados, produtos lácteos e alimentos fritos com óleos vegetais comuns refinados.

Use protetores solares com tinosorb nas áreas sensíveis da pele. Embora a exposição ao sol seja importante para a produção de vitamina D na pele, é melhor manter o rosto bem protegido.

O sol é considerado um dos fatores mais agravantes da rosácea, segundo alguns estudos.

Para quem faz parte do grupo de apoiadores tem uma receita especial de filtro solar de alta qualidade e que não é cancerígeno.

Use hidratantes e produtos cosméticos naturais.

Pode ser tentador evitar o uso de hidratante na pele se você tiver manchas oleosas, vermelhas ou sensíveis e também estiver propenso a acne, mas um hidratante da pele não químico e naturalmente antibacteriano como o óleo de coco pode fornecer ácidos essenciais à pele sem causar irritações.

Os óleos naturais (incluindo coco, aloe e muitos que são usados para fazer óleos essenciais) são comumente usadas para tratar doenças de pele em todo o mundo e têm sido os métodos principais para o tratamento de problemas de pele há séculos.

Os produtos naturais para tratamento da rosácea tendem a ser menos irritantes e também são baratos, seguros e fáceis de obter.

Gerencie os níveis de estresse – Tente o seu melhor para controlar o estresse em sua vida por duas razões: primeiro porque o estresse piora ainda mais as reações auto-imunes e a inflamação; depois, porque você provavelmente já está sob estresse suficiente quando lida com uma crise de rosácea.

Lembre-se de que nem sempre é possível evitar completamente o aparecimento dos sintomas e não deve se sentir culpado se ainda ocorrerem surtos. Use técnicas de redução de estresse, como exercícios, meditação e oração de cura.

Experimente suplementos e óleos essenciais que podem ajudar a rosácea. Muitos suplementos e óleos essenciais podem ajudar a combater a inflamação.

Os remédios à base de plantas oferecem uma maneira segura e eficaz de curar diferentes tipos de doenças de pele, mesmo para peles sensíveis.

Alguns dos melhores óleos essenciais que complementam os tratamentos com rosácea ao reduzir a inflamação da pele incluem:

Açafrão

Gengibre

Gel de aloe vera (usado topicamente na pele)

Mel cru (usado topicamente na pele)

Óleos essenciais de tea tree, lavanda, eucalipto, gerânio, camomila, rosa, alecrim e tomilho combatem a inflamação da pele e ajudam a tratar a pele sensível.

Para tratar a área, basta esfregar três gotas de óleo três vezes ao dia, misturadas com meia colher de chá de óleo de coco.

Sempre combine com um óleo transportador, que pode ser óleo de coco ou jojoba, e aplique na área afetada não mais que duas vezes ao dia.

Faça um teste primeiro em uma área pequena da pele e depois aumente gradualmente a área, certificando-se de que não vá ocorrer uma reação alérgica.

Aqui vai um alerta. É bem possível que em certo momento do tratamento você  tenha que usar medicamentos mais convencionais, como um antibiótico ou corticóide.

Se você estiver em um crise forte não há nada de errado nisso.

No entanto, mesmo que possam ser úteis, é importante perceber que esses fármacos não “curam” a rosácea e são usados apenas para controlar os sintomas.

Se você decidir usar remédios convencionais, tente apenas usar diretamente na pele, se possível, ao invés de cápsulas de antibióticos via oral que podem afetar a a sua saúde intestinal de maneira negativa.

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect