Bitter melon em Tumores, Diabetes, Gastrite e muito mais

Bitter melon (Melão de São Caetano) em Tumores, Diabetes, Gastrite e muito mais.

Nós hoje vamos falar a respeito do Bitter melon ou Melão de São Caetano que é uma fruta medicinal antidiabética e que também tem efeito anticâncer!

Você que é diabético sabe a angústia que é receber a notícia que tem uma doença incurável e que encurta a vida, além de ter que tomar remédios o resto da vida.

É possível reverter doenças com essa fruta?

E se eu te disser que existem várias plantas naturais que podem ajudar, e que se forem associadas a mudanças profundas na dieta e atividade física regular, existe uma chance de fato real de reverter essa doença?

Veja bem que eu disse reverter e não curar, porque o retorno aos velhos hábitos farão a doença retornar, isso é inevitável.

No meu canal eu já falei de várias dessas plantas, não deixe depois de explorar, clique no link e assista aos vídeos “Alain Dutra” e “diabetes”.

Eu mesmo já reverti dezenas de pacientes do diabetes e da escravidão do uso prolongado de remédios com muitos efeitos colaterais, ao trocar por medicina de estilo de vida associado ao uso de extratos de plantas como essa que eu vou te contar agora.

Você já parou para pensar como tem muitas pessoas que passam pela vida escravas das indústrias alimentícia e farmacêutica e nunca ficam sabendo de coisas tão valiosas como você vai aprender agora?

É um privilégio para mim abrir seu olhos para as possibilidades naturais.

Estudos com o bitter melon

O melão amargo ou melão de São Caetano, tem sido o foco de mais de 100 estudos clínicos e observacionais.

Ela é mais conhecida por seus efeitos de baixar o açúcar no sangue, e pesquisas mostram que o suco e o pó seco dessa fruta podem ser usados para imitar os efeitos da insulina e assim tratar o diabetes.

Também é possível fazer chá com a folhas.

De acordo com uma revisão de 2004 publicada no Journal of Ethnopharmacology, os resultados mostram que a fruta em questão tem alguns dos seguintes benefícios:

  1. Reduzir os níveis de açúcar no sangue e assim ajudar com o diabetes;
  2. Reduzir infecções respiratórias, como pneumonia;
  3. Reduz a inflamação e aumenta a imunidade;
  4. Tratar dores abdominais;
  5. Tratar úlceras pépticas, constipação, cólicas e retenção de líquidos;
  6. Aumentar a proteção contra o câncer;
  7. Reduzir febres e tosses;
  8. Reduzir a irregularidade menstrual;
  9. Tratar doenças de pele, incluindo eczema, sarna e psoríase;
  10. Agir contra vírus, bactérias e vermes;
  11. Tratar de gota, icterícia e pedras nos rins;
  12. Ajudar no tratamento de sintomas de doenças autoimunes, incluindo artrite reumatoide.

Quanta coisa não pessoal?

O bitter melon no mundo e seu uso

O melão de São Caetano (nome científico Momordica charantia), também conhecido como bitter melon é um tipo de fruta medicinal comestível nativa da Ásia, África e partes do Caribe.

Tem uma longa história de uso na China, e também na medicina indiana ayurvédica.

É utilizada também em alguns dos lugares mais saudáveis do mundo, como Okinawa, Japão, que é uma das Blue Zones do Mundo.

A fruta ainda verde às vezes é comida como se fosse um legume e adicionada a refogados ou outras receitas, especialmente em toda a Ásia.

Pode ser consumido cru e cozido, bem como usado para fazer um extrato concentrado que contém altos níveis de compostos anti-inflamatórios, antibacterianos e antivirais.

Seus benefícios

Tem mais de 32 compostos químicos ativos.

Na forma não madura, é excelente fonte de vitamina A, vitamina C, ferro e fósforo.

Também contém vários fito nutrientes e antioxidantes biologicamente ativos.

Estes incluem compostos químicos como ácidos fenólicos, glicosídeos, saponinas, alcalóides, triterpenos, peptídeos semelhantes à insulina entre outros tipos de proteínas anti-inflamatórias.

Vários desses compostos ajudam a:

  • Reduzir a inflamação;
  • Equilibrar os hormônios;
  • Regular o apetite;
  • Ajudar a prevenir a obesidade;
  • Prevenir o crescimento do tumor e muito mais.

Os sete grandes benefícios do Bitter melon

Vamos entrar em cada um desses pontos com um pouco mais de detalhes.

Efeito 01 – Ajudar a normalizar o açúcar do sangue

Estudos em humanos e animais demonstraram um efeito hipoglicêmico, ou seja, de reduzir o açúcar, e de regular o uso de insulina pelo corpo, obtido pelo uso do extrato concentrado de melão de São Caetano.

O extrato de bitter melon acaba atuando de forma semelhante a insulina que o corpo produz naturalmente.

E dessa forma, consegue prevenir complicações diabéticas ao reduzir a resistência insulínica:

  1. Prevenir o dano aos rins que é a nefropatia diabética;
  2. Prevenir glaucoma e catarata;
  3. E prevenir complicações nas artérias e coração dos diabéticos.

Um estudo de 2013 publicado no Journal of Agricultural Food Studies mostrou que o bitter melon consumido na forma de suco ou ainda cru ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue em animais saudáveis e diabéticos.

Embora outros estudos tenham descoberto que a capacidade de resposta difere de acordo com cada indivíduo.

Quais partes da planta seriam responsáveis por esse efeito antidiabético?

Pesquisas identificaram que seriam saponinas, peptídeos semelhantes a insulina e alcalóides da planta.

Efeito 02 – Combater infecções virais e bacterianas

Pesquisas demonstraram que o melão amargo contém várias formas de agentes antibacterianos e antivirais.

Esses agentes são capazes de diminuir a suscetibilidade a infecções como Helicobacter pylori, muito comum nas gastrites e úlceras pépticas, junto com vírus em geral.

Um relatório publicado no International Journal of Microbiology afirma que o melão amargo em pó tem sido usado na Ayurveda por séculos para tratar úlceras leprosas e outras úlceras intratáveis.

Nos últimos anos, o extrato de melão amargo foi usado com sucesso no tratamento de úlceras em ratos.

Além disso, estudos identificaram agentes anti vermes no melão amargo, um grupo de compostos antiparasitários que ajudam a expulsar helmintos e outros parasitas internos do corpo.

Esse compostos matam parasitas internamente, sem causar danos significativos a pessoa ou animal que carrega o parasita.

Efeito 03 – Melhora da saúde digestiva e do fígado

Há evidências de que o extrato de melão de São Caetano pode ajudar a reduzir:

  • Distúrbios estomacais e intestinais;
  • Diminuir cálculos renais;
  • Ajudar a prevenir doenças do fígado e melhorar a função hepática;
  • Reduzir os sintomas de doença inflamatória intestinal (incluindo colite);
  • Melhorar a saúde digestiva em geral.

Pesquisa feita na Universidade Annamali na Índia mostrou que o extrato de melão amargo aumentou os níveis das enzimas antioxidantes glutationa peroxidase (GPx), superóxido dismutase (SOD) e catalase, ajudando a melhorar o detox e a prevenir danos ao fígado.

O melão amargo também tem efeitos laxantes naturais e, portanto, ajuda a aliviar a constipação.

Recentemente, foi confirmado que ele pode ajudar a agir contra a bactéria Helicobacter pylori, que contribui para a formação de úlcera.

Efeito 04 – Proteção contra o câncer

Ainda que sejam necessários mais estudos, já que os resultados atuais tenham sido inconsistentes, várias evidencias parciais mostram a eficácia do melão amargo na prevenção ou controle de vários tipos de câncer:

  • Leucemia linfóide;
  • Linfoma;
  • Coriocarcinoma;
  • Melanoma;
  • Câncer de mama;
  • Tumor de pele;
  • Câncer de próstata;
  • Carcinoma da língua e laringe;
  • Câncer de bexiga;
  • Doença de Hodgkin.

O Departamento de Biofísica, Biologia Molecular e Bioinformática da Universidade de Calcutá afirma que Momordica charantia tem propriedades “anticancerígenas, antimutagênicas e antitumorais”.

Extratos de Bitter melon apresentaram propriedades de:

  1. Quelação de metais;
  2. Promover a desintoxicação;
  3. Prevenir a peroxidação lipídica;
  4. Inibir os danos dos radicais livres que contribuem para mutações celulares e crescimento tumoral.

A Escola de Ciências Biomédicas da Universidade de Hong Kong identificou mais de 20 componentes ativos com propriedades antitumorais no melão de São Caetano.

Na conclusão de sua pesquisa sobre o Bitter melon como um “composto antidiabético, anti-HIV e antitumoral”, eles afirmaram que a planta é “uma cornucópia de saúde” e merece investigações aprofundadas para aplicação clínica no futuro.

Efeito 05 – Reduz sintomas respiratórios

O bitter melon é capaz de prevenir doenças comuns como tosse, gripes e resfriados.

E como faz isso?

  • Ao aumentar a desintoxicação;
  • Melhorar o fluxo sanguíneo;
  • Diminuir a inflamação;
  • Diminuir os danos dos radicais livres.

Um sistema imune forte e equilibrado e um sistema digestivo funcionando bem são essenciais para evitar infecções e doenças em geral.

Isso também é importante para reduzir as alergias e a asma.

Na Medicina Tradicional Chinesa, o suco da fruta do bitter melon tem sido usado para tratar tosse seca, bronquite e dor de garganta por centenas de anos.

Hoje, estudos mostram que o suco de melão amargo, frutas e sementes podem ser benéficos para prevenir doenças respiratórias, tosse, muco e alergias alimentares.

Efeito 06 – Tratar feridas e doenças de pele

Vários estudos identificaram compostos anti-inflamatórios no melão amargo que ajudam a tratar doenças de pele como eczema e psoríase.

Devido às suas propriedades antibacterianas, o melão de São Caetano também é usado externamente na pele para tratar infecções cutâneas profundas (abcessos) e feridas sem o uso de antibióticos.

Efeito 07 – Pode prevenir doença do coração e obesidade

O extrato da fruta do melão amargo mostrou forte atividade antioxidante em estudos com humanos e animais.

Além de equilibrar os hormônios relacionados ao diabetes, há potencial para o melão amargo atuar como um agente terapêutico ao prevenir a obesidade e outros sintomas relacionados à síndrome metabólica e doenças cardiovasculares.

Embora mais pesquisas ainda sejam necessárias, estudos experimentais em animais e clínicos mostram que o melão amargo é benéfico na prevenção do ganho de peso por meio de modulação de expressões gênicas que controlam o apetite e o peso corporal e reduzem a inflamação.

Mas como usar o Bitter Melon?

  1. O melão amargo pode ser comido cru, cozido ou na forma de extrato.
  2. Procure por frutos ainda não maduros, que sejam verdes, firmes e livres de machucado.
  3. Guarde-o em temperaturas baixas, de preferência na geladeira, por 1–2 semanas ou até que sua cor verde comece a formar manchas.
  4. Se você conseguir encontrar a fruta inteira, pode cozinhar da maneira que é tradicionalmente preparada na Ásia: refogar com batata, alho, pimenta e cebola.
  5. Precisa cozinhar até o ponto em que seu forte cheiro seja reduzido.
  6. Se quiser usar na forma de suco, até 100 ml podem ser ingeridos uma vez por dia.
  7. Se você deseja reduzir o amargor, pode adicionar suco verde ou suco de frutas, ou até mesmo um pouco de mel orgânico.

A dosagem do extrato em cápsulas pode variar.

Você pode iniciar com 200 mg duas vezes ao dia e a dose máxima pode chegar a 2 gramas diários, mas não faça uso sem acompanhamento médico.

Você acha em lojas especializadas na internet e também nas farmácias de manipulação.

É recomendável dividir as doses em 2-3 porções e tomar cápsulas após as refeições para ajudar na absorção.

O tempo de uso é em torno de 3 meses, já que não se tem muitas informações sobre o uso mais prolongado.

É esse o tempo em que a pessoa precisa melhorar os hábitos de vida, com ajuste de dieta e aumento de atividade física.

Quais são os riscos de usar o Melão Amargo?

Obviamente, o melão amargo deve ser usado em conjunto com outras medidas preventivas (como uma dieta saudável e exercícios para controlar a inflamação), junto com os tratamentos ortodoxos convencionais, quando necessário.

Embora este melão tenha efeitos hipoglicêmicos comprovados, a medicina ortodoxa não recomenda seu uso isolado no tratamento do diabetes.

O Memorial Sloan Kettering Cancer Center conclui que o melão amargo “não pode ser recomendado como terapia de substituição para insulina ou medicamentos hipoglicêmicos”.

Então se você é pré-diabético ou diabético, é melhor conversar com seu médico sobre o uso de melão amargo em conjunto com seu plano de tratamento atual.

Como o melão amargo reduz o açúcar no sangue, ele pode interagir com medicamentos para diabetes.

Portanto ajustes podem ser necessários nas doses de medicamentos.

Muito importante: mulheres grávidas, aquelas que estão tentando engravidar e mulheres que estão amamentando não devem consumir bitter melon!

Uma vez que pesquisas mostram que ele tem algumas propriedades abortivas, pode causar sangramento menstrual e pode ter certo efeito anti fertilidade.

Evite a todo custo se você foi submetido a uma cirurgia recente, fez jejum prolongado ou perdeu muito sangue por qualquer motivo, pois o bitter melon pode interferir no controle de açúcar no sangue e causar efeitos colaterais como tonturas ou desmaios.

Se você tiver alguma observação ou sugestão, deixe aqui nos comentários.

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect