Alimentos geneticamente modificados ou transgênicos

Alimentos geneticamente modificados ou transgênicos – O que são?

Você sabe o que são alimentos geneticamente modificados ou transgênicos?

Transgênicos (ou organismos geneticamente modificados) são seres vivos criados em laboratório a partir de cruzamentos que jamais aconteceriam na natureza, na maioria das vezes se refere a um alimento, mas também pode ser um micróbio ou enzima usado na produção de alimentos.

Com esta tecnologia, pode-se introduzir um gene de bactéria, de vírus ou de peixe em espécies de arroz, soja, milho, trigo.

Por exemplo, há soja com gene de bactérias e milho com gene de bactérias e vírus. Muitos estudos e evidências relacionam os transgênicos a impactos em nossa saúde, no meio ambiente e na agricultura.

Alimentos geneticamente modificados e nossa saúde

A experiência humana e estudos em animais estão apontando para uma assustadora e ampla gama de preocupações com a saúde, incluindo reações alérgicas, resistência a antibióticos, câncer, perda nutricional e toxicidade.

Apesar disto, as culturas de alimentos geneticamente modificados e os ingredientes transgênicos continuam a ser criados e encontrados em alimentos comumente consumidos.

O problema é tão palpável que na época o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) criou um cartilha para orientar os consumidores sobre o perigo do consumo destes alimentos.

“A questão é tão grave que a Anvisa e o Ibama foram contrários à decisão da CTNBio – Comissão Técnica Nacional de Biossegurança de liberar os milhos transgênicos:

  • Liberty Link, da Bayer;
  • MON810, da Monsanto;
  • Bt 11, da Syngenta.

Mas o Conselho de Ministros (CNBS) desconsiderou os argumentos técnicos dos órgãos do Ministério da Saúde e do Ministério do Meio Ambiente e apoiou a liberação dos milhos.

Hoje já existem no Brasil soja e milho transgênicos autorizados para consumo. Portanto, para evitar o seu consumo, é muito importante buscar a informação no rótulo dos alimentos.”

Quais os produtos transgênicos produzidos no Brasil?

O Brasil está em segundo lugar quando o assunto é plantação de transgênicos no mundo.

São 50,2 milhões de hectares de culturas transgênicas de soja, milho, algodão e, recentemente, de cana-de-açúcar. E futuramente de trigo também.

Os três primeiros são insumos muito utilizados na produção de diversos produtos que encontramos no mercado, como óleo de cozinha, leite de soja, margarina, massas, biscoitos e cereais.

Além disso, qualquer alimento que contenha amidos de milho, xarope de milho ou soja, provavelmente terá transgênicos em sua composição.

Não para por aí, no mês passado a CTNBio, órgão brasileiro responsável por avaliar transgênicos, aprovou por unanimidade a importações de farinha de trigo argentina produzida a partir de cereal geneticamente modificado.

Quais são os problemas de saúde que o consumo de transgênicos pode causar?

01 – Reações Alérgicas

Quando um organismo é geneticamente modificado, isto muda o nível de expressão dos componentes naturais deste organismo e o seu consumo pode desencadear processos alérgicos em parcelas significativas da população.

02 – Resistência a antibióticos

Para saber se a modificação genética deu certo, os cientistas inserem nos alimentos transgênicos genes marcadores, que podem ser genes de bactérias.

O consumo destes alimentos pode conferir aos microrganismos que causam doenças nos seres humanos resistência a estes medicamentos.

A preocupação é que estes genes resistentes a antibióticos possam ser transferidos para bactérias intestinais humanas e diminuir a eficácia das terapias antimicrobianas e, consequentemente, aumentar a resistência a antibióticos.

03 – Câncer

Existe um estudo que relacionou o desenvolvimento de tumores em ratos alimentados durante dois anos com milho NK603 resistente ao glifosato da Monsanto “Long Term Toxicity of Roundup Herbicide and a Roundup-Tolerant genetically modified maize.”

Embora alarmante, o estudo foi retirado porque “Em última análise, os resultados apresentados (embora não incorretos) são inconclusivos e, portanto, não atingem o limiar de publicação para Toxicologia Alimentar e Química”.

Apesar de inconclusivo, a relação foi estabelecida e mereceria mais atenção e cautela, o que, infelizmente, não aconteceu. Mais uma vez tentaram esconder possíveis fatos que deveriam ser mais estudados.

04 – Perda de Nutrientes

Alimentos geneticamente modificados muitas vezes têm perfis nutricionais alterados.

Algumas pesquisas relatam aumento dos níveis de compostos de antinutrientes e níveis mais baixos de nutrientes desejáveis em certas culturas transgênicas em comparação com as culturas convencionais.

05 – Toxicidade

Muitas plantas possuem substâncias tóxicas para se defender de seus predadores, por exemplo, os insetos.

As quantidades encontradas naturalmente, na maioria das vezes, não fazem mal, em especial se consumidas de modo correto. Micróbios também podem possuir substâncias que matam insetos.

No entanto, se o gene de uma dessas plantas ou de um desses micróbios for utilizado em um alimento, é possível que o nível dessas toxinas aumente inadvertidamente e cause mal às pessoas, aos insetos benéficos e a outros animais.

A maioria dos transgênicos existentes tem como característica principal ser resistente à ação de agrotóxicos.

Segundo a cartilha do IDEC:

“Não é por acaso que aumentou a quantidade de resíduos desse veneno na soja e também foi alterado seu limite máximo permitido no grão de soja.

No Brasil, aumentou 50 vezes: antes, o máximo aceito era de 0,2 ppm (partes por milhão) e hoje são aceitos 10 ppm – o que é péssimo para saúde do consumidor”.

Assista meu vídeo Porque não tolero tratamentos e sempre passo mal ? | Pessoas hipersensíveis

Algumas soluções para evitar os alimentos geneticamente modificados

Comprar produtos orgânicos

Comprar produtos orgânicos, sei que é mais difícil, mas muitas pessoas não sabem que um pequeno produtor perto de sua casa possa ter alimentos orgânicos.

Então invista em pequenos produtores rurais e converse com eles para saber a segurança e origem de seus produtos.

Produtos orgânicos certificados

Os produtos orgânicos de mercados certificados não podem conter ingredientes geneticamente modificados.

Os produtos podem ser 100% orgânicos ou podem ser “feitos com ingredientes orgânicos”.

Os itens “feitos com ingredientes orgânicos” devem conter pelo menos 70% de ingredientes orgânicos.

Procurar nos supermercados marcas que informam no rótulo do produto “livre de transgênico” ou “alimento não transgênico”.

Ler os rótulos dos produtos

Ler os rótulos cuidadosamente e evitar ingredientes geneticamente modificados comuns, tais como:

  • Milho: Farinha de milho, óleo, amido, glúten e xarope.
  • Adoçantes: Frutose, dextrose e glicose.
  • Soja: Farinha de soja, lecitina, proteína e isoflavona. Também óleo vegetal e proteína vegetal quando são derivados da soja.
  • Canola: Óleo de canola.
  • Algodão: Óleo de algodão

Assista meu vídeo A causa da maioria das doenças? Óleos de sementes.

Se você não souber você pode ligar para o 0800 dos fabricantes dos alimentos que você e sua família consomem e perguntar se usam ou não ingredientes transgênicos.

Afinal, “soja e milho transgênicos são usados nas papinhas para crianças e em biscoitos, salgadinhos, óleos e enlatados.

Você tem o direito de saber o que come.” Acima de tudo, você tem o direito de saber que o que você come pode estar afetando a sua saúde.

REFERÊNCIA E ESTUDOS

 

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

1 COMENTÁRIO

  1. Como podem permitir umas desgraças dessas?
    Não existe um órgão que possa impedir?isso é para acabar com a humanidade na terra! Meu Deus’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Deficiência de minerais – 20 coisas que deixam você sem!

Deficiência de minerais - 20 coisas que deixam você sem! Então vamos conversar sobre as 20 coisas que mantém você com deficiência de minerais. https://www.youtube.com/embed/lb35_lgayao 01 -...

Alimentos processados, fortificados e enriquecidos

Alimentos processados, fortificados e enriquecidos Sabemos que estamos vivendo uma epidemia de carência de várias vitaminas e minerais, isso está também causando sintomas e doenças,...

Óleo de soja causa alterações genéticas no cérebro

Óleo de soja causa alterações genéticas no cérebro e provoca diversos problemas de saúde O consumo diário ou exagerado de óleo de soja pode provocar...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect