A vitamina D pode reduzir o risco de morrer de câncer, segundo uma pesquisa que sugere que a exposição solar e os suplementos podem salvar vidas.
Pesquisa feita em quase 80 mil adultos da Michigan State University e do Hurley Medical Center descobriram que tomar suplemento de vitamina D por pelo menos três anos estava associado a uma queda de 13% na mortalidade por todos os tipos de cânceres. 
Outro estudo do Hospital Universitário de Madri descobriu que tomar uma pílula diária de vitamina D, com medicamento hipolipêmico, estava ligado a uma redução de 38% nas mortes por câncer de próstata. 
Um terceiro estudo da Allegheny Health Network Câncer Institute, em Pittsburgh, sugeriu que a deficiência de vitamina D poderia dobrar o risco de câncer pancreático.
A enorme quantidade de estudos, apresentados na conferência anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) em Chicago, segue pesquisas sugerindo que a vitamina poderia proteger contra doenças cardíacas e diabetes, bem como ajudar na resistência óssea.
Os estudos não mostraram porque a vitamina D pode ajudar na sobrevivência ao câncer. Mas especialistas dizem que isso poderia melhorar a resposta imunológica do corpo, reduzindo a proliferação de células tumorais.
O pesquisador-chefe da Universidade Estadual de Michigan, Tarek Haykal,  pediu aos clínicos gerais que recomendem suplementos de vitamina D já que os estudos indicam menor morte por câncer em que suplementar por pelo menos 3 anos seguidos.