Enzimas proteolíticas e suas funções imunológicas

Enzimas proteolíticas e suas funções imunológicas

Você sabia que as vitaminas e minerais que ingerimos, além de hormônios que nosso corpo produz, precisam de enzimas para funcionar corretamente?

Além disso, enzimas, como as proteolíticas, regulam as funções metabólicas e ajudam a manter nossa resistência e níveis de energia.

As enzimas digestivas

Enzimas Digestivas

As enzimas digestivas desempenham um papel fundamental na decomposição dos alimentos que você come.

Essas proteínas aceleram reações químicas que transformam nutrientes em substâncias que seu trato digestivo pode absorver e isso é de fundamental importância para o funcionamento do organismo.

Sua saliva possui enzimas digestivas.

Alguns de seus órgãos as produzem e liberam, incluindo, estômago, pâncreas, vesícula biliar e fígado, também as liberam.

As enzimas proteolíticas

Enzimas Proteolíticas
As enzimas proteolíticas são essenciais para muitos processos importantes em seu corpo. Elas também são chamadas de peptidases, proteases ou proteinases.

Embora as enzimas proteolíticas sejam mais conhecidas por seu papel na digestão de proteínas na dieta, elas também realizam muitos outros trabalhos.

Por exemplo, elas são essenciais para a divisão celular, coagulação sanguínea, função imune, e em diversas funções do sistema digestivo, entre outros processos vitais.

Enzima Proteolítica – Protease 

Enzimas Proteolíticas - Protease

A protease é uma enzima proteolítica capaz de quebrar ligações peptídicas entre os aminoácidos das proteínas.

Várias etapas proteolíticas importantes ocorrem no mecanismo invasivo de tumores, assim como no ciclo de infecção de um grande número de vírus e microrganismos patogênicos, portanto as proteases tem um papel importante contra patógenos.

As enzimas de protease são frequentemente classificadas com base em suas origens.

Algumas proteases são produzidas em nosso corpo, algumas são de plantas e outras de origem microbiana.

Os três tipos naturais de proteases

Nosso sistema digestivo produz naturalmente três tipos de proteases: pepsina, tripsina e quimotripsina.

A pepsina

A pepsina é uma protease de ocorrência natural e é essencial para quebrar e digerir proteínas.

As células do estômago começam produzindo uma enzima inativa chamada pepsinogênio, que se transforma em pepsina quando entra no ambiente ácido do estômago.

Em seguida, a pepsina trabalha para quebrar as ligações químicas nas proteínas, produzindo moléculas menores que são chamadas de peptídeos.

Esta é a primeira fase da digestão de proteínas.

A tripsina

A tripsina é uma enzima protease produzida no pâncreas em uma forma inativa chamada tripsinogênio, que depois se mistura com a bílis e entra no intestino delgado, onde é convertida em tripsina ativa.

A quimotripsina

A quimotripsina também é produzida no pâncreas e funciona como componente do suco pancreático no intestino delgado para decompor moléculas de proteína em peptídeos.

A quimotripsina é ativada na presença de tripsina.

Fontes de enzimas proteolíticas 

As proteases também são encontradas em certos alimentos integrais e estão disponíveis em forma de suplemento.

Dois tipos de enzimas proteolíticas à base de plantas existentes são:

Bromelina que é encontrada no caule e no suco de abacaxi e a papaína encontrada no mamão, especialmente quando está mais verde.

A papaína estimula a digestão e melhora a absorção geral de nutrientes, razão pela qual é frequentemente usada em suplementos de enzimas digestivas.

Concentre-se em comer:

  • Vegetais frescos e crus
  • Frutas frescas
  • Sucos de alimentos crus
  • Nozes
  • Sementes

Além de alimentos fermentados, como:

  • Chucrute
  • Iogurte
  • Kefir
  • Missô

Esses alimentos são ricos em enzimas e fornecem às nossas células as enzimas necessárias para eliminar os resíduos tóxicos acumulados do corpo e melhorar sua função imunológica.

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde

Como ficar muito tempo sentado pode afetar a sua saúde Você passa muitas horas sentado? Você sabia que esse hábito pode lhe trazer inúmeros problemas...

Conheça os 6 tipos de Alzheimer

Conheça os 6 tipos de Alzheimer De acordo com dados atualizados, há uma estimativa de que existam 35,6 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo,...

Acetilcolina e a importância para a função cerebral

Acetilcolina e a importância para a função cerebral Você tem tido dificuldade para se focar em algo? Ou anda se esquecendo de mais coisas do...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect