Maneiras comprovadas de como aumentar sua testosterona

  •  Se você assistir esse vídeo até o final você irá aprender a aumentar naturalmente sua testosterona. Esse vídeo é mais focado nos homens, mas você mulher que estiver assistindo não desligue porque muito do que será dito aqui também serve para você também, já que a testosterona também tem importante ação biológica nas mulheres.
  • Olá eu sou o Dr. Alain Dutra. Se você é novo no canal é um grande prazer tê-lo aqui comigo. Já são quase 200 vídeos de Saúde, muitos longos e completos e outros mais curtos e diretos. Gaste alguns momentos explorando o canal porque com certeza você encontrará material valioso para você e sua família.
  •  Nos últimos 30 anos nosso ambiente passou a ser inóspito para os machos porque muitos dos poluentes ambientais tem ação de xenoestrógeno, ou seja, imitam a ação do hormônio feminino. Essa ação prejudica muito a ação da testosterona e feminiza os homens. Estudos afirmam que a fertilidade masculina reduziu cerca de 55% nesses últimos 30 anos e projeções talvez realistas ou pessimistas afirmam que em algumas décadas poderá ocorrer uma catástrofe reprodutiva no Mundo.
  •  Aos 18 anos de idade há um pico de testosterona, e a partir dos 30 anos de idade é só ladeira abaixo: queda na faixa de 1,5% ao ano.
  •  O melhor jeito de preservar e aumentar a testosterona é de um jeito natural. Níveis otimizados de testosterona são essenciais para uma saúde plena. Os seguintes quesitos estão essencialmente ligados a bons níveis desse hormônio.
    • Densidade dos ossos
    • Níveis de energia
    • Libido (desejo sexual)
    • Funcionamento cerebral ou cognição
    • Massa muscular e perda de gordura
  • Então como podemos preservar a testosterona e garantir a nossa saúde?
      • Treino de força – musculação, funcional, pilates, cross fit. Pesquisas demonstram que esse tipo de treino aumenta os níveis de testosterona. Boa parte desse efeito é pela ação do GH secretado noturnamente após os treinos. Por isso um bom sono após os treinos é tão fundamental.
      • HIIT – treino intercalado de alta intensidade – Que pode ser feito nos treinos funcionais ou cross fit, em que exercícios de alta potência de vários grupos musiculares são intercalados por exercícios mais leves. ATENÇÃO: exercícios de endurance como corridas de longa distância baixam a testosterona porque aumentam demais o cortisol.
      • Nutrição – sempre um grande problema nos dias de hoje. Uma dieta rica em gorduras do bem vão facilitar muito a produção de testosterona porque esse hormônio é derivado do colesterol. Seguir a proporção de 50% de gorduras do bem, 40% de proteínas e 10% de carboidratos é ótima ideia. Cortar açúcares e carbo vai diminuir a insulina que se estiver em níveis elevados age contra a testosterona. Comidas de baixa qualidade cheia de aditivos alimentares e hormônios; alimentos embalados em plásticos; água engarrafada no mesmo material; soja não fermentada; esses alimentos vão ter efeito de estrogênio e prejudicar a testosterona, causando feminização nos homens e celulite e gordura localizada nas mulheres.
      • Jejum intermitente. Pesquisas demonstraram aumento de 200% na testosterona por um período curto de tempo em pessoas que seguiram uma janela de 12 a 18 horas sem comer ao longo do dia. Apesar de curto, se o JI for feito com freqüência haverá ganhos consistentes no hormônio.
      • Redução de estresse. Para quem não tem fadiga adrenal (card – https://www.youtube.com/watch?v=u410W7xCqGs&t=164s), o estresse aumenta o cortisol. Técnicas eficientes de reduzir o estresse:
      • Diário da gratidão
      • meditação e outras técnicas de relaxamento
      • Reza
      • Ritual do sono
  • Suplementação
    • Primeiro de tudo se preocupar com seus níveis de zinco e magnésio que são fundamentais para o funcionamento adequado da testosterona e seu encaixe no receptor. A vitamina D também é essencial para regular a testosterona.
      BCAA, polivitamínico, feno grego, ashwagandha, gengibre, DHEA, tribulus terrestris, ácido D-aspártico, horny goat, long jack, epimedium, ginseng coreano, marapuama, entre outros.
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

2 COMENTÁRIOS

  1. Tenho uma dúvida sobre o jejum intermitente haja vista que sou diabético e faço uso de medicamentos. Nesse caso, como faço para manter o jejum se há a possibilidade de baixar muito a glicose, ocasionando uma hipoglicemia, ou os medicamentos seriam usados só depois do período do jejum? Obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...