Magnésio – Conheça todos os tipos, usos e benefícios

Magnésio – Conheça todos os tipos, usos e benefícios

Considerando todas as funções importantes que o magnésio desempenha no corpo – e o fato de que a deficiência de magnésio é uma das principais deficiências de nutrientes, com cerca de 80% sendo deficientes neste mineral vital – é uma boa ideia considerar com seu médico a suplementação regularmente.

Claro, isso além de comer muitos alimentos ricos em magnésio.

Efeitos no organismo

Para entender melhor sobre os efeitos do mineral no organismo, diversos estudos científicos já foram realizados.

Estudo da revista ciêntífica BioMed

Um dos principais foi publicado na revista científica BioMed Central Medicine e relaciona o aumento do consumo do mineral com a redução da possibilidade de encarar diversos problemas de saúde.

A análise envolveu dados de mais de 1 milhão de pessoas e os resultados apontam que, com a maior presença desse mineral, as pessoas tem menor risco:

  • Menor risco de derrames;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Diabete tipo 2;
  • Morte precoce;

Estudo da Universidade de Harvard

Outra pesquisa, feita pela Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, indicou que a ingestão de mais de 265 miligramas de magnésio por dia exerce um papel fundamental na manutenção da saúde óssea.

O estudo concluiu que o mineral atua fortemente para evitar a deficiência de vitamina D, importante para o esqueleto.

Aliás, a maior parte do mineral do corpo humano está armazenada justamente nos ossos.

O mineral é necessário para a conversão da vitamina D em sua forma ativa, e isso é importante para garantir que você esteja utilizando adequadamente a vitamina D que está tomando.

Os tipos de suplementos

Os suplementos estão disponíveis em uma variedade de formas.

A taxa de absorção e a biodisponibilidade dos suplementos variam dependendo do tipo.

Magnésio Sulfato

Sulfato de magnésio

É um tipo de suplemento feito com o mineral mais enxofre e oxigênio. Também é chamado de sal Epsom ou sal amargo.

Seus benefícios são conhecidos por incluir, redução do estresse, eliminação de toxinas.

O sulfato de magnésio é a principal medicação tanto para a prevenção quanto para o tratamento da eclâmpsia.

É muito importante seguir as instruções de dosagem com cuidado porque tomar ou usar muito pode causar efeitos colaterais severos.

O sulfato de magnésio é frequentemente dissolvido na água do banho para aliviar os músculos doloridos e aliviar o estresse.

Às vezes também é incluído em produtos para a pele, como loção ou óleo corporal.

Principais usos

  • Melhor usado de forma externa, banhos relaxantes
  • Alívio das dores musculares.

Óxido de Magnésio

Óxido de magnésio

É frequentemente usado para aliviar problemas digestivos como azia e prisão de ventre.

Dado que o corpo não o absorve bem, não é uma boa escolha para quem precisa aumentar seus níveis do mineral.

Embora o óxido de magnésio contenha cerca de 60% de magnésio elementar, que é a quantidade mais alta de todas as opções de suplementos, ele tem apenas 4% de taxa de absorção.

Por esse motivo, os pesquisadores acreditam que ele seja o menos eficaz entre os tipos do mineral.

Principais usos

  • Constipação
  • Azia
  • Indigestão

Magnésio Citrato

Citrato de magnésio

Magnésio combinado com ácido cítrico.

Ele é descrito como um “laxante salino” porque atua com eficácia no alívio da constipação e na limpeza dos intestinos, ele atua puxando água e fluidos para os intestinos, que lubrificam as fezes.

Outros benefícios do citrato de magnésio incluem melhorar a digestão e ajudar na deficiência.

Ele é uma forma mais barata.

Principais usos

  • Constipação
  • Melhora da digestão
  • Deficiência em magnésio

Cloreto de magnésio

Cloreto de magnésio

Ao ser combinado com o cloro, o magnésio é melhor assimilado pelo organismo, também sendo uma opção mais barata, mas, os suplementos de cloreto de magnésio contêm apenas 12% de magnésio elementar, o que pode parecer baixo em comparação com outros suplementos.

Mesmo assim, ele pode ser muito útil para melhorar o sono e dores musculares.

Também pode ajudar a promover o relaxamento em geral e regular a pressão arterial.

Os benefícios do cloreto de magnésio podem ser obtidos usando-o também como óleo ou loção em spray de magnésio, que auxiliam em dores musculares.

É muito bom para crianças com febre para evitarmos as convulsões febris sem precisar baixar a febre na marra, já que o aumento da temperatura tem grandes efeitos terapêuticos.

Portanto, mamãe, evite de dar dipirona ou tylenol para a sua criança febril, deixe a febre cumprir seu papel curativo e use a loção ou spray para evitar as temidas convulsões.

Principais usos

  • Dores musculares e articulares
  • Constipação
  • Relaxamento
  • Melhora da pressão arterial

Magnésio Malato

Magnésio Malato

Esta forma é combinado com o ácido málico.

Pesquisas sugerem que o magnésio malato é muito bem absorvido pelo trato digestivo, o que o torna uma ótima opção para reabastecer seus níveis do mineral no organismo.

Pode ser usado com melhores resultados em casos de fibromialgia e cansaço crônico, já que ele ajuda a minimizar os efeitos dessas condições no organismo, o ácido málico é um aliado para melhoria da qualidade de vida dos usuários.

Principais usos

  • Fadiga crônica
  • Fibromialgia
  • Conversão da vitamina D
  • Deficiência em magnésio

Taurato de Magnésio

Taurato de magnésio

O taurato contém o aminoácido taurina.

Pesquisas sugere que a ingestão adequada de taurina e magnésio desempenha um papel na regulação do açúcar no sangue.

Assim, esta forma particular pode promover níveis saudáveis de açúcar no sangue.

O magnésio e a taurina também suportam uma pressão arterial saudável.

Principais usos

  • Melhora da pressão arterial
  • Redução dos níveis de açúcar no sangue.

Treonato de Magnésio

Possui alto nível de absorbilidade / biodisponibilidade.

É mais caro que outros tipos, porém estudos mostram que esse tipo pode ter melhor eficácia no suporte da ansiedade e estresse.

O treonato de magnésio parece ser o mais eficiente na penetração das membranas celulares, incluindo as mitocôndrias e a barreira hematoencefálica.

O que torna este tipo ainda melhor do que outros tipos de magnésio é que ele não tem efeito laxante.

O treonato de magnésio é frequentemente usado por seus benefícios potenciais para o cérebro e pode ajudar a controlar certos distúrbios cerebrais, como depressão e perda de memória relacionada à idade.

Principais usos

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Perda de memória
  • Fadiga, osteoporose
  • Conversão da vitamina D
  • Dores musculares
  • Deficiência em magnésio

Glicinato de magnésio

Glicinato de magnésio

Formado a partir do magnésio elementar e do aminoácido glicina.

É altamente absorvível, recomendado para qualquer pessoa com deficiência de magnésio conhecida e com menor probabilidade de causar efeitos adversos e laxantes do que alguns outros suplementos.

Também o mais suave para o estômago.

Ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, bem absorvível para a saúde óssea, efeitos positivos na insônia, suporte a saúde cardiovascular.

Principais usos

  • Insônia
  • Osteoporose
  • Conversão da vitamina D
  • Dores crônicas
  • Diabete
  • Pressão alta
  • Deficiência em magnésio

Magnésio Orotato

Magnésio Orotato

O orotato de magnésio possui o ácido orótico, uma substância natural envolvida na construção do material genético do seu corpo.

Essa é a forma mais cara e geralmente não se justifica pelo preço.

Alguns estudos mostram uma ação favorável na saúde do coração, isso devido ao papel único do ácido orótico nas vias de produção de energia no coração e no tecido dos vasos sanguíneos.

Portanto, é popular entre atletas competitivos e entusiastas do fitness, mas também pode ajudar pessoas com doenças cardíacas.

Porém, como já disse, o preço não justifica o uso pelo cidadão comum, sendo preferível o dimalato para essa ação no músculo cardíaco.

Qual é o melhor hora para tomar?

A melhor hora do dia para tomar, para a maioria das pessoas, é antes de dormir.

Também é uma boa ideia dividir as doses, tomando algumas de manhã e outras à noite, o que pode ajudar na absorção.

Mas será que você deve tomar magnésio?

A deficiência é bem comum, mas obter esse mineral de alimentos é sempre a melhor estratégia inicial.

O mineral está presente em uma variedade de alimentos, incluindo:

  • Leguminosas como feijão preto.
  • Folhas verdes escuras e vegetais, como espinafre, couve e abacate.
  • Em sementes como nozes e amêndoas, castanha de caju.
  • Chocolate amargo.

A quantidade recomendada por dia é por volta de 400 mg.

Efeitos colaterais

E se você tomar demais, pode ter

  • Diarreia;
  • Desconforto abdominal.

E em casos mais raros, com doses muito altas;

  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Fraqueza muscular;
  • Respiração irregular;
  • Letargia;
  • Retenção urinária.

 

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...