Mais 5 ervas alternativas para distúrbios hormonais em mulheres

Conheça a campanha de apoio ao canal: https://apoia.se/dralaindutra

As 10 ervas que podem ser utilizadas como tratamento de distúrbios hormonais em mulheres. Nesse video você vai conhecer as ervas de 6 a 10. Se você ainda não viu o vídeo anterior, com as ervas de 1 a 5, por favor assista.

Erva 6: Ashwagandha.
Melhor para: Tireóide
De interesse mais particular para as mulheres, Withania parece promissora como uma erva para apoiar a função da tireóide. Pelo menos 10% das mulheres têm um problema diagnosticado com a tireóide, e muitas mais sofrem de sintomas subclínicos, como fadiga, retenção de líquidos e ganho de peso.
Como tomar: Entre 150 a 300 mg do extrato de ashwagandha 2x ao dia. É seguro para ser tomado em conjunto com medicação convencional da tiróide.

Erva 7 – Vitex (Vitex agnus-castus)
Melhor para: Ciclos irregulares
Já no século I, o Vitex foi utilizado para facilitar a menstruação.
Use Vitex se seus períodos estiverem ausentes ou irregulares. Por trabalhar na comunicação entre a hipófise e os ovários, o Vitex não deve ser usado por meninas menores de 18 anos. Esta é uma época em que o eixo pituitário-ovariano ainda está se desenvolvendo e pode ser interrompido.
Como tomar: Vitex precisa ser tomado pela manhã, porque é quando o corpo tem uma onda natural de hormônios. Deve ser iniciado no início do ciclo menstrual, antes da ovulação, e interrompido por cinco dias quando o período começar.
Dica: os ciclos se tornarão regulares dentro de dois a três meses, e o benefício deve continuar mesmo depois que a erva for descontinuada. A maioria dos naturopatas recomendam que a erva seja tomada por três a nove meses e depois pare. Se necessário, um segundo curso pode ser feito após um intervalo de três meses.
Precauções: Vitex não deve ser tomado em conjunto com o tratamento hormonal convencional. Por induzir a ovulação, interferirá no efeito contraceptivo da pílula.

Erva 8 – Coleus (Coleus forskohlii)
Melhor para: para perda de peso
Coleus está gerando entusiasmo por sua promessa como um tratamento para perda de peso. Em um estudo na Índia, as mulheres perderam uma média de 4% do peso total do corpo, enquanto a massa corporal magra foi preservada.
Coleus é uma erva de perda de peso desejável porque tem efeitos colaterais mínimos.
Use esta erva se você tiver metabolismo lento. Porque aumenta o ácido estomacal e aumenta a atividade intestinal, Coleus era tradicionalmente consumido como picles para acompanhar uma refeição,
Como tomar: Um extrato de Coleus contendo 50mg do ingrediente ativo forscolina deve produzir um resultado dentro de seis semanas. Use junto com uma dieta de alimentos frescos e exercícios regulares.
Precauções: Coleus reduz a pressão arterial, por isso não deve ser usado por alguém em risco de pressão arterial baixa, ou antes da cirurgia. A outra preocupação é o aumento do ácido estomacal. Isso pode ser um efeito positivo para alguém com digestão lenta e inchaço, mas aqueles que sofrem de refluxo gástrico devem evitar.

Erva 9 – Shatavari (Asparagus racemosus)
Melhor para: Libido
Primo do aspargo vegetal, essa erva é descrita na literatura ayurvédica como nutritiva, calmante, refrescante e lubrificante. Tem sido usado tradicionalmente para aumentar o leite materno, acalmar azia e aftas, e para aumentar a fertilidade feminina. A raiz é a parte que é usada medicinalmente.
Use esta erva se você está com pouco estrogênio. Também pode ser útil durante a menopausa. No entanto, mulheres com sintomas dominantes de estrogênio, como miomas, podem achar que a progesterona natural ou as ervas que melhoram a progesterona são a melhor escolha para a libido.
Como tomar: A tradicional tradição ayurvédica prescreve 2-6 gramas de pó em água ou leite.
Dica: Para a libido, o Shatavari combina bem com o aminoácido tirosina. A tirosina ajuda a libido feminina, porque se converte em dopamina, um neurotransmissor cerebral importante para o humor e a excitação sexual. A dopamina também aumenta a produção de estrogênio.

Erva 10 – Schisandra (Schisandra chinensis)
Melhor para: Anti-envelhecimento
A Shisandra ganhou uma reputação como uma erva anti-envelhecimento porque são particularmente ricas em compostos anti-oxidantes e outros fitonutrientes.
Use Schisandra se você foi exposto a coisas que aceleram o processo de envelhecimento, como estresse, tabagismo e poluentes ambientais.
Como tomar: A dose recomendada é de 2-10 gramas de frutas secas diariamente. As bagas secas também são comumente preparadas como um chá ou em um extrato alcoólico.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Desidratação – Você está bebendo água suficiente?

Desidratação - Você está bebendo água suficiente? Hoje temos que falar sobre um assunto muito importante: a desidratação. Se você ficar desidratado, mudanças drásticas em seu...

Tatuagem – Existem riscos para a saúde a curto e longo prazo?

Tatuagem - Existem riscos para a saúde a curto e longo prazo? Durante anos, alguns países da Europa exigiram a rotulagem dos ingredientes da tinta...

Apneia do Sono – O que é e como identificar se você sofre desse problema

Apneia do Sono - O que é e como identificar se você sofre desse problema Ronco, engasgos durante o sono, sensação de que não dormiu...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...