Hortelã-pimenta e sua eficácia para tratamento de sintomas Gastrointestinais

Os antigos certamente sabiam do valor medicinal da família da hortelã, tendo sido usadas como medicamento fitoterápico no antigo Egito, Grécia e Roma há milhares de anos atrás. As folhas secas de hortelã foram encontradas em várias pirâmides egípcias datadas de 1.000 AC.
A Hortelã-pimenta é uma hortelã híbrida obtida do cruzamento entre Mentha aquatica e Mentha spicata. É usada popularmente como descongestionante nasal, antigripal, vermífuga, digestiva e analgésica. 
De acordo com um recente estudo da Wheeling Jesuit University, o cheiro e o sabor da hortelã têm profundos efeitos em funções cognitivas. Isso inclui funções como raciocínio, resolução de problemas, formação de conceitos, julgamentos, atenção, e até mesmo memória.
Mas quero focar aqui em uma das funções mais estudadas sobre ela: Na parte gastrointestinal:
A maioria das pesquisas em humanos sobre hortelã-pimenta realizadas até o momento indicam que esta planta tem grande valor no tratamento de distúrbios gastrointestinais, incluindo com muita eficácia, a Síndrome do Intestino Irritável.
Em um ensaio clínico, 75% dos pacientes receberam óleo de hortelã obtendo uma redução impressionante de 50% da “pontuação total dos sintomas da síndrome do intestino irritável”. Mais recentemente, um estudo publicado em janeiro deste ano descobriu que o óleo de hortelã-pimenta era eficaz no alívio da dor abdominal na síndrome do intestino irritável com diarreia predominante.
O óleo de hortelã-pimenta tem sido estudado como uma alternativa segura e eficaz à droga Buscopan por sua capacidade de reduzir espasmos abdominais, também um estudo de 2013 descobriu que ela é tão eficaz quanto a Simeticona para alívio de gases abdominais em tratamento de cólica infantil. 
O cheiro de óleo essencial de hortelã ou folhas de hortelã frescas pode ajudar a aliviar a sensação de enjoo e ânsia.
Um estudo também de 2013 descobriu que o óleo de hortelã-pimenta mostrou-se eficaz na redução da náusea induzida por quimioterapia e a um custo reduzido em comparação ao tratamento padrão baseado em medicamentos químicos.
Segundo um estudo da Unesp, as espécies do gênero da Mentha (família da hortelã) apresentam indicação farmacológica para distúrbios gastrointestinais. De acordo com o estudo, a hortelã relaxa os músculos do estômago e melhora o fluxo de bile, que o corpo usa para digerir as gorduras. 
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

Outros Artigos

Últimos artigos

Seria a vitamina K um elo perdido no Covid-19?

Seria a vitamina K um elo perdido no Covid-19? A vitamina K, vem ganhando atenção e pesquisas. Superar as deficiências de micronutrientes, como zinco, vitaminas C...

Arsênio – Os perigos da contaminação e o que causa na nossa saúde

Arsênio - Os perigos da contaminação e o que causa na nossa saúde O que é arsênio? O arsênio é um elemento que pode ser encontrado...

Casos de medicações retiradas de circulação por efeitos colaterais graves e mortes. 

Casos de medicações retiradas de circulação por efeitos colaterais graves e mortes As 4 medicações retiradas de circulação por seus efeitos colaterais graves e mortais! O...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...