Como tratar naturalmente o crescimento de fungos – Parte 2

A Candida albicans faz parte da flora intestinal normal, é um grupo de micro organismos que vive no nosso trato digestivo coexistindo pacificamente.

Quando se verificam desequilíbrios do sistema imunitário, o fungo pode desenvolver-se de modo descontrolado, como explicado na primeira parte da postagem.

Seu sistema imunológico for exposto a muitos antibióticos, má alimentação ou falta de sono, por exemplo, a candida pode começar a crescer fora de controle.

O que fazer para controlar esse crescimento excessivo?

Saber o que desencadeou os sintomas é importante para que a re-infestação possa ser evitada. Existe uma forte correlação entre o uso a longo prazo de inibidores da bomba de prótons (prazóis) e SIFO. Baixo ácido estomacal significa que mais patógenos chegam ao intestino delgado, piorando ou propagando o problema.

Tenha em mente que o estresse elevado, dieta pobre e reações aos alimentos também desencadeiam um desequilíbrio na flora intestinal.
No que diz respeito aos suplementos e fitoterápicos, o uso da Monolaurina que é um concentrado poderoso do óleo de coco, Óleo de semente de uva, a Berberina, Ácido caprílico, óleo de orégano, Alicina presente no alho, Pau D’arco e disruptores de biofilme como NAC (N-acetilcisteína) são extremamente aliados no combate ao crescimento excessivo de fungos.
Mas, esses incríveis suplementos sozinhos, não vão ser tão efetivos se não forem aliados a uma alimentação adequada e principalmente a correção do ácido estomacal. Enzimas digestivas podem ser aliadas importantes.

A cândida sendo uma levedura, você deve evitar coisas que podem alimentar leveduras. Isso inclui alimentos açucarados, carboidratos refinados, fermentados ou fermento, frutas muito doces (como banana e manga), álcool, Leite e queijos, grãos como trigo, cevada, centeio, arroz, todos digerem açúcares simples que podem alimentar leveduras.
Algumas oleaginosas têm uma maior concentração de fungos naturais do que outras. Nozes e pinhões têm as maiores contagens de mofo, e castanha de caju, pistache e amendoim não ficam muito atrás. No entanto, as amêndoas, sementes de girassol e de abóbora são seguras.
Você vai se beneficiar com uma dieta de legumes com baixo teor de amido como Couve
Aipo, Pepinos, Cebolas, Alho, Abobrinha, couve, agrião etc…
Frutas com baixo teor de açúcar: limão, maça, mirtilo, coco etc.. Carnes e proteínas frescas e não curadas: Frango orgânico, Salmão selvagem, Peru, Sardinhas, Ovos etc..
Oleaginosas como Amêndoas e Sementes de girassol
Alimentos antifúngicos: Vinagre de maçã, Óleo de coco, cúrcuma ou açafrão, orégano, gengibre, tomilho etc..
Gorduras Saudáveis: Abacate, banha de porco orgânica e Azeite.

#intestinoirritavel #sibo #sifo #candidiase #infecçaofungica #saudeintestinal #alimentaçaosaudavel #estilodevidasaudavel #dralaindutra #medicinaintegrativa #medicinafuncional #habitossaudaveis #ortomolecular #youtube #youtubesaude

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

Outros Artigos

Últimos artigos

Dieta Carnívora – Comer apenas carne faz bem? Funciona?

Dieta Carnívora - Comer apenas carne faz bem? Funciona? A dieta carnívora é uma nova tendência alimentar, especialmente após o lançamento em Agosto do segundo...

Cravo da índia – Auxilia a digestão e melhora o sistema imune

Cravo da índia - Auxilia a digestão e melhora o sistema imune O cravo da índia é o botão de flor extraído de uma árvore...

Novos Estudos da Ivermectina no combate ao COVID-19

Novos Estudos da Ivermectina no combate ao COVID-19 Novos estudos da Ivermectina, mostram uma meta-análise abrangendo 11 estudos controlados randomizados, conclui que o tratamento com Ivermectina...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...