Aos 105 anos, o ciclista amador francês Robert Marchand bateu o recorde mundial em sua categoria.

Hoje com 107 anos, ele se aposentou das competições intensas mas mantém uma rigorosa meta de atividades e ainda continua a pedalar por prazer.

Robert está mais apto aerobicamente falando do que a maioria das pessoas de 50 anos – e parece ficar cada vez mais em forma à medida que envelhece, segundo um novo estudo revelador sobre sua fisiologia. Esse estudo, que apareceu na edição de dezembro do The Journal of Applied Physiology, pode ajudar a reescrever expectativas científicas sobre como nossos corpos envelhecem e o que é possível para qualquer um de nós, sem restrições de idade, em questões atléticas.

Robert Marchand só começou a se exercitar depois da aposentadoria e só com idade avançada, passou a fazer um programa “profissional” de treinamentos, que consiste em um mistura de 80/20 de exercícios fáceis e intensos.

O mais impressionante é que ele conseguiu melhorar parâmetros fisiológicos, depois dos 100 anos de idade, depois que iniciou seu esquema de treinamento.

Pesquisadores descobriram que o VO2 (volume de oxigênio) máximo de Marchand estava cerca de 13% mais alto do que antes, comparável com a capacidade aeróbica de uma pessoa saudável de 50 anos na média. Mesmo considerando que boa parte de seu desempenho excepcional possa estar ligado a genética, isto serve de inspiração a todos nós e prova que ninguém está fadado a só decair após os 40-50 anos de idade.

Exemplos como esse e do Dr. Jeffrey Life, com corpo musculoso e beirando os 80 anos de idade, só serve de inspiração para melhorarmos no dia a dia.

Para saber mais sobre ciclo da vida e envelhecimento saudável assista no youtube:


#envelhecimento #envelhecimentosaudavel #superarlimites #clinicahri #alimentaçaosaudavel #estilodevidasaudavel #dralaindutra #draninha #medicinaintegrativa #medicinafuncional #habitossaudaveis #ortomolecular #youtube #youtubesaude