#modulaçaohormonal #tpm #menopausa #saudedamulher #ervasparamulheres #ervasalternativas

Conheça a campanha de apoio ao canal

apoia.se/dralaindutra

As 10 ervas que podem ser utilizadas como tratamento de distúrbios hormonais em mulheres. Nesse video você vai conhecer as primeiras 5 ervas e no próximo falaremos das outras cinco.

– Erva 1: Bupleurum falcatum também conhecida como Chai Hu, Raiz-de-Orelha-de-Lebre.

Bupleurum é a erva mais comumente usada na medicina chinesa, principalmente porque tem uma ação calmante e protetora no fígado. A erva é anti-viral, anti-espasmódica e anti-inflamatória. Também alivia a dor, normaliza a função intestinal e tem um ligeiro efeito tranquilizante. Não é de admirar que o Bupleurum seja a erva mais eficaz para a tensão pré-menstrual!

Quando se trata de PMT, Bupleurum tem vários efeitos hormonais diretos. Ele contém um ingrediente ativo único chamado saikosaponin, que aumenta o cortisol e ajuda o corpo a lidar mais eficazmente com o estresse. O cortisol também reduz a dor muscular e as dores de cabeça e é necessário para a produção de progesterona, o hormônio feminino “calmante”. Saikosaponin também foi mostrado para imitar diretamente o efeito da progesterona.

Para saber mais sobre estresse e cortisol

– Erva 2: Dong quai – Angelica sinensis. Top para combater menstruação dolorosa.

Dong quai é um tônico feminino. De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, é um tônico de sangue em aquecimento. Isso significa que promove a produção saudável de glóbulos vermelhos e aumenta a circulação. O resultado é um fluxo sanguíneo mais fácil para o útero e menos espasmos dolorosos durante o fluxo menstrual.

Como tomar: Você pode tomar entre 75 e 150 mg 2x ao dia, de preferencia com acompanhamento médico.

– Erva 3: Black cohosh – Cimicifuga racemosa.

Melhor para: calorões do climatério e menopausa.

Na Europa, o Black cohosh é prescrito pelos médicos para sintomas da menopausa desde os anos 50. Houve inúmeros estudos controlados, e para a maioria das mulheres, a erva provou reduzir os calorões e fogachos tão eficazmente quanto a reposição de estrogênio. O benefício é mais lento que a TRH convencional. Pode levar de quatro a seis semanas para ver um efeito.

Black cohosh não contém estrogênio. Há alguns fitoestrogênios leves presentes, mas eles não são os principais ingredientes ativos.

Como tomar: A dose utilizada na maioria dos estudos é de 40mg por dia do extrato sólido. Está disponível como uma única erva, ou como parte de um complexo da menopausa com yam selvagem e ginseng. Os resultados podem levar de seis a oito semanas.

– Erva 4: Açafrão ou cúrcuma

Melhor para: prevenção do câncer de mama

Temos outros videos no canal sobre açafrão

Este tempero indiano amarelo é parente do gengibre e é amado por suas propriedades anti-inflamatórias. Os pesquisadores estão agora analisando sua potencial atividade contra tumores. Só no ano passado, foram publicados mais de 250 estudos sobre a curcumina, o ingrediente ativo da cúrcuma.

Como tomar: Uma porção média de curry contém 250mg de açafrão. A maioria dos comprimidos contém entre 300 e 1000mg de cúrcuma. A forma de comprimido concentrado é recomendado para aqueles com um risco mais grave de câncer de mama. Consulte o seu médico para mais informações.

Dica: Para a prevenção diária do câncer de mama, considere usar cúrcuma regularmente como tempero e condimento. Acrescenta uma cor amarela e um sabor picante para as refeições, e não há problemas de tomar um comprimido. Açafrão em pó pode ser usado em diretamente sobre os alimentos.

– Erva 5:Alcaçuz

Melhor para: SOP – excesso de testosterona

Para saber mais sobre alcaçuz assista ao vídeo recente que publicamos sobre o assunto

Quando se trata de hormônios, a raiz de alcaçuz é provavelmente a erva mais forte que existe. Aumenta o cortisol e o estrogênio, e também diminui a testosterona. O último efeito é desejável para a síndrome do ovário policístico, uma condição de excesso de testosterona, que causa infertilidade, ganho de peso, pêlos faciais e acne. Para saber mais sobre SOP.

Como tomar: Para PCOS, o alcaçuz é quase sempre combinado com a erva peônia. A peônia também diminui a produção de testosterona pelo ovário e, quando tomadas juntas, as duas ervas parecem ter um efeito amplificado. A peônia tem o benefício adicional de induzir a ovulação e melhorar a produção de progesterona. As duas ervas devem ser administradas na proporção de 1: 1, com 50 mg de extrato conjunto de cada uma dela.

No próximo vídeo falaremos sobre mais 5 ervas top para distúrbios hormonais em mulheres.