OPINIÃO – ALERGIA A CONTRASTE É UMA EPIDEMIA ? OU A EPIDEMIA É A DE FALTA DE RESPEITO AO PACIENTE ?

IMPORTANTE: Tudo o que é discutido abaixo sobre contrastes radiológicos se refere ao produto de origem idônea, sem ADULTERAÇÕES, como já ocorreram algumas vezes e noticiado bombasticamente na imprensa. INTOXICAÇÃO por produto adulterado nada tem a ver com reações alérgicas.

Situação que acontece vez ou outra no consultório: Paciente volta assustado de um serviço de radiologia onde deveria ter sido submetido a um exame com contraste (na veia, ou no sistema urinário), informando que não pôde fazer o exame porque é “alérgico ao contraste” e que “pode morrer” se fizer o exame. Conversando mais com o paciente, pergunto: Que alergia é essa ao contraste que o Sr. tem, que nunca foi mencionada em consulta antes ? A resposta: Tenho alergia ao antibiótico X, portanto o técnico ou o radiologista concluíram QUE POSSO TER alergia ao contraste iodado. Entenda-se aqui que a tal alergia ao antibiótico 50% das vezes é uma reação adversa ao medicamento, como gastrite ou diarréia, que não tem nada a ver com a uma reação IMUNOLÓGICA (A REAL ALERGIA).

Portanto o raciocínio é o seguinte em boa parte dos serviços de diagnóstico por imagem do Brasil :

A) Paciente tem SUPOSTA alergia ao antibiótico X ou remédio Y (50% ou mais das vezes ninguém tem certeza disso).

B) LOGO CONCLUI-SE que o paciente tem SUPOSTA alergia ao contraste iodado, seja o tipo que for (existe mais de um tipo de contraste iodado, o não iônico é mais seguro, mas boa parte dos serviços não compram e usam porque é mais caro)

Euclides e Descartes ficariam orgulhosos com essa brilhante relação causa e efeito.

É ÓBVIO QUE EM CASO DE REAL HISTÓRICO DE ALERGIA AO CONTRASTE O EXAME CONTRASTADO NÃO DEVERÁ SER REALIZADO, MAS NÃO É ISSO QUE ACONTECE EM MAIS DE 80% DOS CASOS. O QUE ACONTECE EM MAIS DE 80% DOS CASOS SÃO ASSOCIAÇÕES ESPÚRIAS (RELAÇÕES SEM NEXO CAUSAL).

Para entender melhor ao RISCO REAL relacionado ao uso de contraste leia esse excelente artigo.
Atentem que neste artigo é mencionado que o risco de reações graves é de 0,22% e 0,04% nos pacientes que utilizam contraste iodado iônico e não iônico respectivamente.

Alguém lendo esse texto nesse momento pode se perguntar: “Mas doutor, o certo mesmo é correr RISCO ZERO, não é mesmo ? Porque arriscar ter uma reação alérgica ?”

Eu respondo da seguinte forma: “Toda vez que você tem contato com um alimento ou medicamento NOVO, ou seja, o seu organismo não conhece este elemento ainda, você não corre um risco ainda que mínimo de ter uma reação alérgica ?”

Uma pessoa em um restaurante, comendo pela primeira vez um prato novo, não pode ter TEORICAMENTE uma reação anafilática e morrer ? Os restaurantes que você conhece tem equipamentos de entubação, adrenalina e pessoal qualificado para usá-los nesta situação hipotética e raríssima ? Se você tiver essa reação alérgica dentro de casa, você terá condições de tratá-la antes de ir a um serviço de saúde ?

Faz sentido você pensar em RISCO ZERO na sua vida? Você raciocina da seguinte forma: “O risco de atropelamentos nesta avenida que preciso atravessar é de 0,5% , portanto nunca atravessarei ela na minha vida; a propósito, avisa isso a minha sogra que está morrendo de infarto do outro lado da avenida, por isso não posso ajudar” ?

Por acaso você pensa: “O risco de assaltos em semáforos é de 2%, portanto avisa a minha esposa que está ganhando bebê que não posso levar ela no hospital, porque nunca mais vou dirigir” ?

LÓGICO QUE NÃO.

Pois é, mas os serviços de imagem POR LEI são obrigados a ter todo o equipamento para tratar as alergias, o mesmo equipamento que não tem em restaurantes, mas querem na prática correr RISCO ZERO, ainda menor do que um típico restaurante corre.

Pior ainda, existem protocolos de dessensibilização de contraste, remédios para reduzir ainda mais o risco de alergia. Mas muitas das vezes em que prescrevo esse regime os serviços simplesmente ignoram e continuam se recusando a fazer o exame.

Se o médico pediu o tal exame contrastado, não será porque o exame é realmente IMPORTANTE ? Será que se ele não realizar o exame não será obrigado a ser submetido a outro exame MAIS INVASIVO só por causa desta recusa irracional e irresponsável de quem quer correr RISCO ZERO ? Faz sentido trocar um risco muito pequeno por um risco MUITO MAIS CONSIDERÁVEL, só por causa da conveniência do serviço recusante ? E o risco de ficar sem diagnóstico, alguém avalia isso ? Será que esses serviços que fazem terrorismo com o paciente, recusam o exame, e não se preocupam em ligar para o médico assistente para discutir o caso, muitas vezes DIFAMANDO o profissional, tem algum compromisso com o paciente ? Será que o médico radiologista não tem preparo para lidar com as urgências, que felizmente são raríssimas, por isso não se sente confortável em correr qualquer risco, portanto institui essa cultura do risco zero ? Será que essas reações cruzadas (alergia ao elemento X significa alergia ao contraste) fazem sempre sentido? Onde estão as evidências científicas ?

Escrevi esse texto como desabafo e também para alertar os pacientes para que o realmente ocorre camuflado como falsa alegação de preocupação com a segurança do paciente.

Como sempre, esclareço que se trata da minha HUMILDE opinião embasada por quase 20 anos de formado em Medicina. Opiniões contrárias são sempre bem vindas, até para que possa evoluir como ser humano e profissional.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Desidratação – Você está bebendo água suficiente?

Desidratação - Você está bebendo água suficiente? Hoje temos que falar sobre um assunto muito importante: a desidratação. Se você ficar desidratado, mudanças drásticas em seu...

Tatuagem – Existem riscos para a saúde a curto e longo prazo?

Tatuagem - Existem riscos para a saúde a curto e longo prazo? Durante anos, alguns países da Europa exigiram a rotulagem dos ingredientes da tinta...

Apneia do Sono – O que é e como identificar se você sofre desse problema

Apneia do Sono - O que é e como identificar se você sofre desse problema Ronco, engasgos durante o sono, sensação de que não dormiu...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...