Conheça 6 mitos sobre a vitamina C que podem estar prejudicando sua saúde

  • A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é uma das vitaminas mais comentadas (e estudadas) do planeta. No entanto, apesar de todas as evidências científicas, ainda temos muitas pessoas confusas sobre seus benefícios – graças a muitos artigos “nutricionais” enganosos. Acompanhe esse video e aprenda a respeito
  • Tudo o que vou falar nesse vídeo é apenas a minha opinião pessoal, mas embasada por muito estudo e evidências científicas. Ouça todos os pontos de vista e formule a sua própria opinião, ok ? A vitamina C é absolutamente essencial para a saúde cardiovascular e do sistema imunológico. Nos anos 80, o pesquisador Linus Pauling, vencedor do Prêmio Nobel, vinculou definitivamente a vitamina C à saúde do coração – e enfatizou a importância de suplementação em doses suficientes. Agora, cardiologistas integrativos – incluindo Mathias Rath, e Thomas Levy – continuam o trabalho magnífico de Pauling. Infelizmente, muitos médicos convencionais veem a terapia com altas doses de vitamina C com ceticismo – por mais impressionantes que sejam os resultados. Dito isto, hoje vamos nos concentrar em 6 dos maiores mitos em torno da vitamina C.
  • Mito 1: Não existem estudos sobre vitamina C
    • Em seu livro Primal Panacea , o Dr. Levy, que é um dos pioneiros no uso de altas doses de vitamina C, chama essa afirmação de “negligência médica” e diz que seria compreensível se partisse de um leigo – mas não de um médico. Dr. Levy ressalta que uma simples pesquisa no PubMed produz mais de 60.000 estudos sobre vitamina C – muitos deles mostrando efeitos positivos na saúde humana. O Dr. Levy, que é um cardiologista registrado em seu País, escreveu extensivamente sobre vitamina C, incluindo uma revisão histórica de 650 estudos revisados por pares sobre o efeito dos níveis de vitamina C no estresse oxidativo e também sobre a capacidade da vitamina C em reverter a aterosclerose.
  • Mito 2: Não há evidências de que a vitamina C funcione
    • O Dr. Levy faz referência a mais de 1.200 estudos que mostram efeitos benéficos – e diz que isso apenas “arranha a superfície” em se tratando das habilidades terapêuticas da vitamina C. E há um problema com o que constitui um “estudo”. Para ser reconhecido pela comunidade médica, diz o Dr. Levy, um estudo deve ter um N grande, randomizado, controlado por placebo e duplo-cego. Eu falo mais sobre isso no vídeo do card que também vai estar na descrição. À primeira vista, isso parece bem sensato. Mas, você está pronto para uma informação bombástica ? Dr. Levy sustenta que a maioria dos medicamentos atualmente em uso não possui esse tipo de estudo rigoroso! Então, por que a vitamina C teria que ser exceção ? Porque um grupo de pacientes que receberam vitamina C em altas dosagens na veia em condições hospitalares e monitorizadas de perto “não contaria” como um estudo – mesmo que todos os pacientes tenham sido curados! O Dr. Marik usou uma mistura de vitamina C intravenosa, tiamina e corticosteróides para tratar a sepse, que é uma infecção sistêmica grave com risco de vida. Até o momento, a inovadora terapia salvou 150 pacientes da morte quase certa.
  • Mito 3: A vitamina C não é segura
    • Não se conhece dose letal da vitamina C. Ela é uma das substâncias mais seguras da Terra. De fato, a água pura é mais tóxica que a vitamina C. É bem mais fácil morrer por intoxicação hídrica. A vitamina C parece estar livre de efeitos colaterais perigosos, mesmo em altas doses. Alguns médicos usam rotineiramente doses de 250.000 a 300.000 mg por dia. Essa é uma quantia absolutamente cavalar que é mais de 3.000 vezes a recomendação diária – mas nenhum efeito adverso grave foi relatado. Obviamente, verifique primeiro com seu médico antes de iniciar qualquer rotina de suplementação. Vale ressaltar: medicamentos sintéticos ou fármacos administrados em hospitais matam milhares de pacientes por ano. De fato, um estudo recente da Johns Hopkins relata que 250.000 pessoas morrem todos os anos por efeitos de fármacos – tornando-a a terceira principal causa de morte no país, logo atrás de doenças cardíacas e câncer!  Então, é preciso pensar, por que toda essa “controvérsia” em torno de uma substância não tóxica como a vitamina C?
  • Mito 4: A vitamina C causa pedras nos rins
    • Este mito é baseado em um fato médico, mas é um mito, no entanto. Especialistas dizem que a vitamina C pode – sob certas condições e sob certas formas – contribuir para a produção de oxalato, que por sua vez pode contribuir para as pedras nos rins . Mas, o Dr. Levy observa que a presença de oxalato alto não é suficiente para criar pedras nos rins. Para muitos, o assunto foi resolvido por um rigoroso estudo de 14 anos com mais de 85 mil mulheres, conduzido por pesquisadores da prestigiada Harvard Medical School – em que a equipe não encontrou nenhuma ligação entre a ingestão de vitamina C e pedras nos rins. Esse fato foi ainda mais comprovado por estudos adicionais, mostrando que o nutriente na verdade reduz a incidência de pedras nos rins.
  • Mito 5: Você pode obter vitamina C suficiente através da dieta
    • Nem sempre. Se for só para ter boa saúde geral sim, mas em muitos casos a vitamina C é usado como remédio, que é o que acontece também com as vitaminas D, B3 e B5 para o tratamento de várias doenças, em que as doses são muitas vezes superiores às necessidades diárias. Uma coisa é reposição de vitamina e outra é o uso da mesma vitamina como remédio, em que a dose é bem diferente. É necessária mais vitamina C para combater a aterosclerose e doenças cardíacas. De fato, um estudo mostrou que são necessários 1.500 mg por dia para prevenir ou reverter a aterosclerose em 60% ou mais da população. Naturalmente, é fundamental aumentar a ingestão de vitamina C na dieta – o que você pode fazer comendo frutas cítricas orgânicas, pimentões, morangos, kiwi e brócolis. Isso é importante também por conta dos bioflavonóides naturais desses alimentos, que são ajudantes importantes da vitamina C. Mas em muitas situações a dose exigida de vitamina C não vai permitir que venha só da dieta, exigindo suplementação.
  • Mito 6: Quantidades excessivas de vitamina C são excretadas pela urina
    • Isso é semelhante a dizer que se a água é excretada na urina isso significaria que não é necessária ao organismo – uma crença claramente equivocada. A verdade é que a água desempenha muitas funções de manutenção da vida antes de ser excretada – e o mesmo se aplica à vitamina C. É verdade que a vitamina C é solúvel em água – e é excretada pela urina. Mas, não antes de conferir uma série de benefícios cardiovasculares. Quanto mais vitamina C se ingere mais é excretada na urina, mas isso não quer dizer que doses elevadas não vão ser importantes em determinadas circunstâncias.
  • Obrigado por ter acompanhado esse vídeo até o fim, você é fera ! Se gostou deixa o seu like e assine o canal ativando o sininho.  Não se esqueça de deixar seu comentário abaixo e sua sugestão de vídeo. Um grande abraço e um beijo no seu coração.
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...