Dieta FODMAPS para controle dos sintomas da síndrome do intestino irritável

Dieta FODMAPS para controle dos sintomas da síndrome do intestino irritável

FODMAPS é uma sigla para (oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis) que são carboidratos de cadeia curta (principalmente açúcares), fermentáveis e pouco absorvidos no intestino.

Os FODMAPS estão em uma ampla variedade de alimentos, mas não causam fermentação excessiva para todas as pessoas.

Eles são mais problemáticos para aqueles com síndrome do intestino irritável e SIBO (crescimento bacteriano do intestino delgado).

Aqui estão os “vilões” FODMAPS:

  1. Lactose
  2. Frutose
  3. Frutanos
  4. Galactans
  5. Álcoois de açúcar (polióis)

Uma dieta com pouco FODMAPS  pode diminuir os sintomas gastrointestinais associados à síndrome do intestino irritável, diminuir dores abdominais e melhorar a qualidade de vida.

Mas deve-se fazer adequadamente e com acompanhamento de um especialista pois alguns alimentos que são restritos nessa dieta, são alimentos também importantes.

Três estudos evidenciaram que uma dieta com pouco FODMAPs pode diminuir o conteúdo de bifidobacteria, o que não seria bom para a saúde intestinal. 

Todo intestino é um ecossistema. Existe uma fase em que esse ecossistema, para pessoas com certas condições intestinais, exige uma reeducação – pelo menos temporariamente – de alimentos com alto índice de FODMAPS para permitir que as coisas se reequilibrem.

Portanto FODMAPS deve ser temporário e reavaliado após um período. É possível que você consiga reintroduzir alguns alimentos em quantidades certas, sem ter reações adversas.

Mas outros você deve realmente ter que abolir de sua alimentação.

Os FODMAPS apresentam estas propriedades que causam problemas:

  • Eles são mal absorvidos no intestino delgado.
  • Eles contêm moléculas pequenas e osmoticamente ativas: Esse efeito pode criar um efeito laxante e de estufamento.
  • Eles são rapidamente fermentados por bactérias devido ao comprimento da cadeia do carboidrato. Os oligossacarídeos e os açúcares são fermentados rapidamente em comparação com os polissacarídeos, como as fibras solúveis da dieta.

Listas de Alimentos da dieta FODMAPS

FODMAPS – Alimentos que você DEVE EVITAR

  • LEGUMES

    • Alcachofra
    • Aspargos
    • Couve-flor
    • Alho
    • Alho-poró
    • Cogumelos
    • Cebola
    • Beterraba
    • Couve de Bruxelas
    • Brócolis
    • Couve
    • Repolho
    • Cebolinha (parte branca)
    • Quiabo
    • Chicória
  • LEGUMINOSAS

    • Feijões todos os tipos
    • Lentilha
    • Soja
    • Ervilhas
    • Grão de bico
    • Milho
  • FRUTAS

    • Maçãs
    • Cerejas
    • Fruta seca
    • Manga
    • Nectarinas
    • Pêssegos
    • Peras
    • Ameixas
    • Melancia
    • Figo
    • Caqui
  • LEITES E DERIVADOS

    • Leite de vaca
    • Leite de cabra
    • Leite de ovelha
    • Leite de soja
    • Iogurtes
    • Sorvetes
    • Cremes
    • Queijos
  • CEREAIS E GRÃOS

    • Trigo
    • Centeio
    • Cevada
    • Granola
    • Muesli
    • Bolos
    • Semolina
    • Pães
  • SEMENTES

    • Castanha de caju
    • Pistache
  • CONDIMENTOS, MOLHOS, DOCES E ADOÇANTES

    • Agave
    • Frutose
    • Xarope de milho com alta frutose
    • Mel
    • Geleia, frutas vermelhas
    • Melaço
    • Doces sem açúcar que contêm polióis – geralmente terminando em -ol ou isomalte
    • Adoçantes
    • Lactitol
    • Maltitol
    • Manitol
    • Sorbitol
    • Xilitol 
  • BEBIDAS

    • Cerveja
    • Sucos de frutas doces
    • Refrigerantes
    • Vinho
    • Rum
    • Chá de erva-doce
    • Água de coco

FODMAPS – Alimentos que você PODE CONSUMIR QUE SÃO PERMITIDOS

  • LEGUMES

    • Alfafa / broto de feijão
    • Brotos de bambu
    • Pimentões
    • Mostarda
    • Cenoura
    • Pepino
    • Ervas frescas
    • Alface
    • Agrião
    • Rúcula
    • Batatas (com moderação)
    • Abóboras
    • Espinafre
    • Tomate
    • Abobrinha
    • Berinjela
    • Vagem
    • Radicchio
    • Algas / nori
    • inhame
    • Brócolis (com moderação)
    • Couve (com moderação)
  • FRUTAS

    • Banana (com moderação)
    • Melão
    • Uvas
    • Kiwi
    • Limão
    • Lima
    • Laranja
    • Maracujá
    • Abacaxi
    • Tangerina
    • Amora
    • Framboesa
    • Morango
    • Mirtilo
    • Goiaba
    • Mamão
    • Coco
    • Abacate (com moderação)
  • PROTEÍNAS

    • Carne
    • Frango
    • Cordeiro
    • Carne de porco
    • Peru
    • Peixes
    • Ovos
    • Frutos do mar
  • CEREAIS E GRÃOS

    • Pães sem glúten
    • Aveia sem glúten (com moderação)
    • Massas sem glúten
    • Arroz
    • Quinoa
    • Tapioca
    • Painço
    • Sorgo
    • Farinha de mandioca (com moderação)
  • SEMENTES

    • Macadâmia
    • Amendoim orgânico
    • Pinhões
    • Sementes de abóbora
    • Nozes
    • Amêndoas (com moderação)
    • Castanhas
    • Avelãs (com moderação)
    • Sementes de gergelim
    • Sementes de girassol
  • OUTROS

    • Especiárias e temperos
    • Pimentas (com moderação)
    • Óleos de gorduras boas como coco, azeite e abacate.
    • Cacau em pó
    • Sal 

Para algumas pessoas fermentos (principalmente o biológico) e vinagre podem causar fermentação e devem ser evitados ou fazer um teste de retirada e introdução. 

Referências:
https://www.ibsdiets.org/fodmap-diet/fodmap-food-list/

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...