Grupo de risco para o COVID19

Grupo de risco para o COVID19

Pessoas com pressão alta e diabetes podem estar em maior risco de sintomas graves ou fatais do coronavírus devido à forma como os medicamentos para essas doenças funcionam.

Isso de acordo com um artigo publicado na revista médica britânica The Lancet, que estudou como o coronavírus se agarra às células das pessoas para infectá-las.

De acordo com o estudo, medicamentos chamados inibidores da ECA e bloqueadores dos receptores da angiotensina (ARB no inglês) podem aumentar a adesão do vírus nas células pulmonares; de uma maneira que facilite a infecção pelo coronavírus e cause uma doença mais grave.

De fato, isso é uma hipótese ainda a ser averiguada.

Mas vale um cuidado redobrado para pessoas que usam essas medicações, e estudar em conjunto com seu médico a possibilidade de troca de medicação.

E essas pessoas devem ficar em casa se possível e se manterem longe de aglomerações. Converse com seu médico a respeito disso e siga as orientações.

LEIA O ARTIGO COMPLETO: https://www.thelancet.com/journals/lanres/article/PIIS2213-2600(20)30116-8/fulltext

Ibuprofeno e COVID19

O uso de alguns anti-inflamatórios, como ibuprofeno e cortisona, pode piorar a doença causada pelo novo COVID19.
 
O alerta foi feito pelo ministro da Saúde da França, Olivier Véran, que é médico e neurologista, em uma publicação no Twitter.
 
Dr. Paul Little, professor de pesquisa em cuidados primários da Universidade de Southampton, disse:
 
“O sentimento geral é de que o conselho francês é bastante sensato. Atualmente, existe uma literatura considerável consistindo em estudos de controle de casos em vários paísesPodem ser mais comum doenças prolongadas ou ainda complicações de infecções respiratórias, quando anti-inflamatórios não esteróides [AINEs] são usados. ”
 
Um estudo realizado por Dr. Little e seus colegas, publicado no BMJ, descobriu que pacientes com infecções respiratórias, como tosse, resfriado e dor de garganta que receberam ibuprofeno, tiveram maior probabilidade de sofrer de doenças ou complicações graves, como a piora da pneumonia, por exemplo.
 
Diversos estudos anteriores mostraram que o uso de anti-inflamatórios por pessoas com doenças infecciosas pode ser um risco porque eles tendem a diminuir a resposta do sistema imunológico do corpo.
 

Portanto, devemos ter atenção a isso, pois a inflamação faz parte da resposta natural do corpo a uma infecção (assim como a febre).

Se você está suprimindo essa resposta natural, provavelmente está inibindo a capacidade do seu corpo de combater infecções

O melhor a se fazer caso tenha sintomas como febre e dor, é conversar com seu médico e pedir orientação adequada.

O uso de magnésio durante a febre, especialmente a forma trans dérmica, pode inibir a possível convulsão febril, sem inibir o efeito curativo da febre.

Mas se for usar um antitérmico, opte por dipirona ou tylenol pelo menor tempo possível.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Entrevista – Ivermectina e Covid-19

O Covid-19 parou o mundo. O Brasil não esteve fora desta parada forçada. Enquanto buscava-se uma vacina para o vírus, alguns remédios bastante conhecidos...

Bicarbonato contra COVID-19? Conheça o estudo do Acre

Bicarbonato contra COVID-19? Conheça o estudo do Acre Um projeto de pesquisa da Universidade do Acre em parceria com a Fiocruz usou bicarbonato contra COVID-19....

Unha de gato – Todo Mundo deveria conhecer esse remédio natural para imunidade

Unha de gato - Todo Mundo deveria conhecer esse remédio natural para imunidade Nesse artigo você aprender um dos meus segredos naturais, é a unha...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...