Disfunção Erétil – Avaliação

Saiba tudo sobre os procedimentos para diagnóstico de impotência sexual (disfunção erétil)

A DE é diagnosticada por um urologista e para a maioria dos pacientes o diagnóstico requer uma história médica, exame físico e exames laboratoriais de sangue. A história médica precisa ser detalhada e inclui entre outras coisas detalhes da sua vida sexual, histórico de doenças prévias, uso de medicamentos, hábitos e estilo de vida, cirurgias e doenças atuais em tratamento.

O importante é lembrar-se de não ter vergonha ao falar com seu médico e ser muito aberto e franco para que as melhores opções de tratamento possam ser oferecidas a você. No exame físico o médico irá verificar a sua saúde e condição física. Ele vai procurar sinais de problemas com seus sistemas circulatório, nervoso e endócrino. Isto inclui verificar sua pressão arterial, estado do pênis e testículos.

Além do exame físico existem testes que podem ser feitos no consultório que incluem a Biotesiometria e o Doppler peniano sem registro com teste de ereção fármaco-induzida. Estes testes não são dolorosos e podem fornecer informações valiosas sobre a causa da disfunção erétil. A escolha dos testes e tratamento depende dos objetivos do indivíduo. Se a ereção retorna ao normal com tratamentos simples, como medicação oral, e se o paciente estiver satisfeito, podem não ser necessários mais exames ou tratamentos. Se a resposta inicial ao tratamento é inadequada, ou o paciente ainda não estiver satisfeito, então novas medidas devem ser tomadas. Em geral, quando opções de tratamento mais invasivo são escolhidas tornam-se necessários testes mais complexos. Para aqueles casos em que a resposta ao tratamento oral não estiver sendo eficaz normalmente se recomenda um estudo mais aprofundado da anatomia vascular do pênis.

Uma das formas eficazes e não invasivas de se avaliar o tecido erétil do pênis é através da ultrassonografia peniana. Este teste serve para avaliar as artérias e veias penianas, além dos corpos cavernosos. Os corpos cavernosos são estruturas de tecido vascular dentro do pênis que se enchem de sangue durante o estímulo sexual e são os responsáveis diretos pela rigidez do pênis durante uma ereção. A ultrassonografia pode ser aliada a um teste de ereção fármaco-induzida (ereção artificial provocada por medicamentos) para se avaliar com mais detalhes o tecido dos corpos cavernosos durante o momento da rigidez plena. Este exame pode ser importante para se avaliar a necessidade de se usar medicamentos injetáveis ou de indicação de uma cirurgia de colocação de prótese peniana.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...