Higienize seu melhor amigo

Agora que chamei sua atenção, esclareço aqui que o assunto é sério.

Muitas vezes, na condição de médico, se faz necessário falar sobre coisas mais básicas que deveriam ser ensinadas no ambiente familiar e doméstico durante a infância. Um desses assuntos é a higiene íntima masculina.
Muitas pessoas, principalmente de origem humilde, não foram orientadas da forma correta de como fazer a sua higienização. Não tem o hábito de expor a glande (cabeça) e remover todas as sujeiras que se acumulam nas dobras.
O acúmulo de sujeiras junto com restos de células descamadas dá origem a um secreção branca semelhante a queijo que tem o nome de esmegma .
Quando o esmegma se acumula o resultado é infecções frequentes que em casos mais graves pode evoluir para uma inflamação crônica chamada de líquen escleroatrófico. Alguns casos podem evoluir para estreitamento ou estenose do meato uretral. Os casos mais graves, com inflamações repetidas por décadas, podem evoluir para câncer.
De acordo com o Inca, o câncer do orgão representa 2% de todos os tipos de tumores que atingem o homem, e é mais frequente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Segundo o Datasus, banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS), há cerca de mil amputações do orgão por ano no país. As medidas de prevenção desta grave doença são muito simples:

– Lavar o membro diariamente com água e sabão, principalmente após relações ou masturbação. Não se esquecer também de secar direito após o banho e também após usar o banheiro para evitar que fique molhado, o que é fator de risco para infecções por fungos.
– Ensinar ao menino, desde cedo, como fazer a higiene do orgão. É preciso puxar a pele e limpar.
– Realizar autoexame mensalmente. Puxe a pele e verifique se há alguma lesão na região.
– Usar preservativo nas relações.
– Ao notar qualquer alteração no orgão, visite o urologista.

Entre os principais sintomas do câncer do membro, estão: perda de pigmentação ou manchas esbranquiçadas no órgão; feridas e caroços com secreção e mau cheiro, que não desapareceram após tratamento; ínguas na virilha e inflamações prolongadas com vermelhidão e coceira.
Os fatores de risco para a doença são: fimose, acúmulo de esmegma, má higiene e situação econômica e educacional precária. Por isso você homem, faça um favor para o seu melhor amigo e limpe e seque ele bem.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O Fim do Alzheimer – A esperança existe de verdade

O Fim do Alzheimer - A esperança existe de verdade Nos últimos anos um programa revolucionário foi instituído que tem sido a primeira...

Quercetina – O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral

Quercetina - O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral A quercetina é um dos flavonoides mais abundantes na natureza e também dos mais estudados. Tem efeito...

Resistência a testosterona – O que é e como combater

Resistência a testosterona - O que é e como combater Você quer conhecer o que é a resistência a testosterona nos receptores, e os jeitos...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...