10 sugestões para gerenciar os altos níveis de triglicérides

10 sugestões para gerenciar os altos níveis de triglicérides

Aprenda a gerenciar os altos níveis de triglicérides!

O que causa um número tão alto no exame quando eu nunca tive triglicérides tão alto antes? Devo estar fazendo algo errado? O que fazer para controlá-lo?

Com a crescente epidemia de obesidade infantil e adulta, resistência à insulina e diabetes tipo 2, a doença cardíaca coronária continua sendo a principal causa de morte.

E como estamos vendo isso ultimamente!

Quando os triglicérides estão altos, podem se depositar dentro dos vasos sanguíneos, aumentando o risco de problemas cardiovasculares, como infarto, aterosclerose ou AVC.

Os triglicérides são a forma de gordura que circula na corrente sanguínea indo para os tecidos do seu corpo.

Assista meu vídeo Aterosclerose, revertendo o endurecimento e a formação de placas nas paredes das artérias

Triglicérides e colesterol

Sempre que o colesterol LDL é medido, os triglicérides também são verificados (um teste de triglicérides é normalmente realizado em um painel de lipídios, ou seja, de colesterol).

Atualmente, níveis de triglicérides inferiores a 150 mg/dL são considerados normais e níveis acima de 200 mg/ dL são considerados muito altos.

Porém, queridos, para otimização da saúde, quanto menor melhor, então o nível ideal é aquele que é inferior a 100 mg/dL quando em jejum.

Triglicérides e colesterol são diferentes tipos de lipídios que circulam no sangue. Enquanto os triglicérides armazenam calorias que não são usadas e fornecem energia ao corpo, o colesterol é usado para construir células e produzir hormônios.

A lipoproteína de alta densidade (HDL) ajuda a remover a gordura do corpo, ligando-se a ela na corrente sanguínea e levando-a de volta ao fígado para eliminação.

A lipoproteína de baixa densidade (LDL) transporta principalmente gorduras e apenas uma pequena quantidade de proteína do fígado para outras partes do corpo.

Até recentemente, os pesquisadores acreditavam que os altos níveis de triglicérides não eram tão significativos quanto o colesterol para prever o acúmulo de placas e doenças cardíacas, mas essa perspectiva mudou.

A maioria dos especialistas agora considera os triglicérides um fator de risco importante, talvez mais que o colesterol, para o acúmulo de placas nas artérias.

Altos níveis de triglicérides podem ser genéticos, mas as influências do estilo de vida são fortes e carboidratos refinados, como açúcar e sucos de frutas, bem como álcool, são os principais fatores que aumentam os níveis de triglicérides no sangue.

Isso é especialmente verdadeiro para carboidratos de digestão rápida (alta carga glicêmica).

Em muitas pessoas, esses alimentos elevam os níveis de insulina, promovendo tanto a produção de triglicérides alto, quanto o armazenamento de gordura.

Os altos níveis de triglicérides geralmente acompanham o baixo colesterol HDL (bom) e muitas vezes acompanham tendências para pressão alta e obesidade central (gordura visceral).

Esses são os marcadores da síndrome metabólica e da resistência à insulina, distúrbios muito comuns que aumentam os riscos de diabetes, ataque cardíaco ou derrame.

Assista meu vídeo Síndrome Metabólica – saiba o que está por trás de 70% das mortes

Minhas 10 dicas para gerenciar os altos níveis de triglicérides

Eu recomendo as seguintes mudanças no estilo de vida e suplementos para ajudar a manter os níveis séricos de triglicérides o mais baixo possível:

1 – Faça exercícios regulares que sejam pelo menos moderadamente intensos, juntamente com algum treinamento com pesos.

Um estudo publicado na revista Medicine and Science in Exercise and Sports avaliou 11 mulheres saudáveis que se submeteram a um único treino que envolveu uma caminhada com ritmo rápido por cerca de duas horas.

Os resultados mostraram que a concentração de triglicérides foi aproximadamente 30% menor após o teste com exercício em comparação com o teste de controle que não envolveu nenhum exercício.

2 – Mantenha uma dieta pobre em carboidratos processados e frutose, incluindo sucos de frutas.

Um estudo publicado no American Journal of Physiology descobriu que quando a frutose foi dada a ratos, houve um aumento de 20% na produção de triglicérides.

A frutose é um açúcar simples natural encontrado em frutas, vegetais e no mel. Em vez de consumir muitos desses alimentos ricos em frutose, concentre-se em comer carboidratos complexos ricos em fibras e gorduras saudáveis para sua dieta.

Além disso, sempre evite xarope de milho rico em frutose, um dos piores ingredientes que existem junto com os adoçantes artificiais.

3 – Opte por fontes de carboidratos complexos e ricos em fibras.

Legumes, frutas inteiras e com casca (as menos doces como as frutas vermelhas), aveia, grão de bico, batata-doce, elas fornecem muita variedade nutricional e geralmente contribuem para evitar picos de açúcar no sangue que levam ao aumento dos triglicérides.

4 – Reduza o álcool, evitando especialmente a cerveja (mesmo pequenas quantidades de álcool podem elevar os níveis de triglicérides).

De acordo com uma pesquisa publicada na Current Opinion in Lipidology, a alta ingestão de álcool pode ser prejudicial porque está associada a triglicérides elevados, juntamente com doenças cardiovasculares, doença hepática gordurosa alcoólica e desenvolvimento de pancreatite.

O consumo moderado de álcool, em especial do vinho, pode favorecer pessoas que não têm altos níveis de triglicérides no sangue.

5 – Considere também a exposição a outras toxinas, pois o fígado desempenha um papel fundamental nos níveis de triglicérides no sangue.

Então manter a saúde desse nobre órgão em dia é fundamental. Considere um detox suave e minimize a exposição a toxinas ambientais.

Modere o uso de certos medicamentos como o paracetamol, que podem ser tóxicos para o fígado.

Assista meu vídeo Toxinas ambientais – Como elas estão destruindo sua saúde

6 – Aumente a ingestão de ácidos graxos ômega-3

Aumentar a ingestão de ácidos graxos ômega-3, comendo salmão, sardinha, bacalhau e arenque, considerando tomar um suplemento de óleo de peixe que contém EPA e DHA em uma dose total de dois a quatro gramas por dia.

O óleo de peixe suprime efetivamente a inflamação do tecido adiposo e controla as vias metabólicas de maneira específica no tecido, regulando o tráfego de nutrientes e reduzindo os triglicérides plasmáticos.

Assista meu vídeo 15 sinais de que seu corpo está com falta de ômega 3

7 – Dente-de-leão

O dente-de-leão é rico em muitos nutrientes e contém uma boa quantidade de fibras, assim como vitamina K, vitamina A e vitamina C.

Um estudo publicado pela revista acadêmica Elsevier, demonstrou que as folhas de dente-de-leão têm propriedades que protegem o fígado contra danos causados pelo álcool.

Além disso, o extrato de suas folhas apresenta efeito anti-inflamatório.

A raiz e as folhas do dente-de-leão têm potencial para controlar os níveis de colesterol e reduzir os níveis de triglicérides, podendo prevenir aterosclerose (formação de placas de gordura na parede das artérias), que pode levar ao infarto do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais.

Assista meu vídeo Dente-de-leão: A Planta que protege seu fígado e ajuda a baixar os níveis de colesterol

8 – Niacina

Pesquisas mostram que a niacina (vitamina B3) reduz os níveis de triglicerídeos de 30% a 50%, aumenta os níveis de colesterol HDL de 20% a 30% e reduz o colesterol LDL de 5% a 25%.

De acordo com uma pesquisa publicada no Archives of Internal Medicine, a terapia com niacina é única na medida em que melhora todas as anormalidades das lipoproteínas.

Reduz significativamente os níveis de colesterol LDL, triglicérides e lipoproteínas, enquanto aumenta os níveis de colesterol HDL.

Deve ser usada com acompanhamento médico pelo risco de efeitos adversos.

9 – Ácido lipóico e Taurina

Uma revisão sistemática e meta-análise de 2018, envolvendo 1245 pacientes com desordens metabólicas diversas (incluindo resistência à insulina), nos mostrou que a suplementação com Alfa-Lipóico foi benéfica e colaborou com a redução de níveis de glicose plasmática, insulina, triglicérides e LDL-Colesterol.

Um estudo do Japão descobriu que tomar taurina diariamente durante sete semanas levou a reduções significativas no peso corporal e nos níveis de triglicérides, ambos fatores de risco para doenças cardíacas.

Também diminuiu o índice aterogênico, uma medida usada para prever o risco de aterosclerose e doenças cardíacas.

Assista meu vídeo Taurina – o aminoácido campeão contra perdas de memória e na prevenção da Doença de Alzheimer

10 – Alho

Há uma série de benefícios do alho, incluindo sua capacidade de ajudar a prevenir doenças cardíacas.

Uma meta-análise realizada na Universidade de Oxford descobriu que as preparações de alho seco em pó reduziram significativamente os níveis séricos de triglicérides quando comparados ao placebo.

Esta análise incluiu 17 ensaios e 952 indivíduos. O tratamento com alho não apenas reduziu os níveis de triglicérides, mas também reduziu os níveis de colesterol total.

Outro estudo publicado no Journal of Nutrition descobriu que quando os ratos receberam alho cru por via oral ou como uma injeção, houve uma redução de 38% nos altos níveis de triglicérides.

Assista meu vídeo sobre as fantásticas propriedades do alho

FONTES E REFERÊNCIAS

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Quantos ovos devo comer por dia?

Quantos ovos devo comer por dia? Quantos ovos devo comer por dia? Essa pergunta se tornou muito atual porque o ovo é um alimento chave...

O que causa caspa e como se livrar dela de forma natural?

Caspa como tratar de forma natural? O que causa caspa e como se tratar dela de forma natural? Quem nunca passou por isso? Você se prepara...

As verdades sobre o Óleo de Coco – Guia Completo

As verdades sobre o Óleo de Coco - Guia Completo Você vai aprender a verdade sobre o óleo de coco, tudo isso muito bem substanciado. Será...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect