Produtos de higiene e cosméticos e seus riscos a saúde

Produtos de higiene e cosméticos e seus riscos a saúde

A maioria dos produtos de higiene pessoal comerciais que usamos todos os dias estão cheios de produtos químicos desreguladores do sistema endócrino que são tóxicos e prejudicam nosso equilíbrio hormonal e nossa saúde.

A verdade é que a pele é o nosso maior órgão, e sua natureza porosa permite que grande parte do que entra em contato seja absorvido.

Estudos sobre a toxicidade dos produtos de higiene

Um estudo liderado por pesquisadores da UC Berkeley e da Clínica de Salud del Valle Salinas nos EUA, demonstrou que uma pequena pausa de vários produtos de higiene e cosméticos, xampus e outros produtos de higiene pessoal podem levar a uma queda importante nos níveis de substâncias químicas que bagunçam os hormônios do nosso corpo.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Environmental Health Perspectives.

Os pesquisadores deram a 100 adolescentes, vários produtos de higiene pessoal que foram rotulados como livres de produtos químicos comuns, incluindo livres de ftalatos, parabenos, triclosan e oxibenzona.

Esses produtos químicos são usados regularmente na maioria dos produtos de higiene convencionais de cuidados pessoais, como cosméticos, sabonetes, protetor solar, xampu, condicionador e outros produtos para cabelos.

E outros estudos em animais mostraram que eles interferem diretamente no sistema endócrino do corpo.

Como as mulheres são as principais consumidoras de muitos produtos de higiene pessoal, elas podem ficar desproporcionalmente expostas a esses produtos químicos.

Foram feitos exames antes do estudo e depois

Apenas um teste de três dias com as mulheres usando somente os produtos de higiene e beleza “mais naturais”, as amostras de urina mostraram uma queda significativa no nível de substâncias químicas no corpo.

Os parabenos, muito usado como conservantes em cosméticos, diminuíram 44% e 45%, respectivamente, os metabólitos do ftalato, usados com frequência em perfumes, diminuíram 27%, e tanto o triclosan quanto a benzofenona-3 caíram 36%.

Os pesquisadores afirmaram que um dos objetivos do estudo era conscientizar os participantes sobre os químicos encontrados em produtos de uso diário, para ajudar a tornar as pessoas mais conscientes sobre o que estão usando.

Ver a queda nos níveis de produtos químicos potencialmente prejudiciais, depois de apenas três dias, mostra que ações simples podem ser tomadas, como escolher produtos com menos químicos e usar alternativas naturais.

Mas o que esses químicos podem causar na nossa saúde?

Obter dados sobre os efeitos da exposição à saúde, especialmente de longo prazo, é uma tarefa difícil.

Mas, já há evidências crescentes que ligam os produtos químicos como sendo desreguladores do sistema endócrino e a problemas neuro comportamentais.

Certos tipos de câncer, como câncer de fígado, mama, tireoide e pele, que estão aumentando.

  1. Infertilidade e mudanças no ciclo menstrual da mulher;
  2. Endometriose;
  3. Alergias;
  4. Doenças da tireoide;
  5. TDAH;
  6. Problemas de desenvolvimento em crianças;
  7. Resistência antibacteriana;
  8. Doenças autoimunes.

Usar ou não usar?

Muitos vão pensar: Mas Como assim? não usar?

Bem, não é essa a questão, é um alerta importante aqui e também vou falar a respeito do que fazer para minimizar esse problema nos próximos posts!

Quais sãos os químicos mais perigosos nos cosméticos e produtos de higiene pessoal?

Esses produtos químicos são encontrados em todos os tipos de cosméticos, produtos de higiene, para a pele e cuidados pessoais, incluindo maquiagem (batom, base e sombras para os olhos), xampus e outros produtos para os cabelos, loções corporais e protetores solares.

Triclosan

O FDA dos EUA proibiu o triclosan em sabonetes líquidos para as mãos devido a preocupações com distúrbios endócrinos e problemas de desenvolvimento.

No entanto, ainda é encontrado em alguns produtos de cuidados pessoais, como pasta de dente, enxaguantes bucais e sabonetes.

A estrutura do triclosan se assemelha à estrutura dos hormônios da tireoide e foi associada a níveis alterados de hormônio da tireoide em animais.

Formaldeídos ou “formol”

Este produto químico é encontrado em vários tipos de materiais e produtos, em alguns tratamentos com queratina para o cabelo, sabonetes corporais, shampoo e condicionador, protetor solar, e esmaltes para unhas.

E é um conhecido cancerígeno, mas infelizmente em certas formas ainda é legalmente usado em cosméticos e em todos os tipos de maquiagem.

As empresas costumam usar conservantes que liberam formaldeído com o tempo.

Pesquisas em ratos mostraram alterações na tireoide quando os ratos são expostos ao formaldeído por apenas 30 dias.

A glândula tireoide começa a encolher, sugerindo que o formaldeído está interferindo na síntese do hormônio tiroxina.

Ele pode ser encontrado em produtos com esses nomes, todos variações de formol:

  • Formalina;
  • Aldeído fórmico;
  • Metanodiol;
  • Metanal;
  • Metil aldeído;
  • Metilenoglicol;
  • Óxido de metileno

Ftalatos

Substâncias químicas desreguladoras do sistema endócrino, porque são capazes de imitar os efeitos dos hormônios humanos, podendo levar a um risco aumentado de alguns tipos de câncer e problemas hormonais diversos.

Você encontrará ftalatos em spray para cabelo, esmalte de unha, perfumes, loções, cremes, xampus e outros produtos de higiene.

Os ftalatos podem ser listados nas embalagens dos produtos (por exemplo, como dietil ftalato) ou podem ser disfarçados sob a palavra “fragrância”.

Verifique a lista de ingredientes de seus produtos e evite usar aqueles que contenham ftalato de dibutil (DBP).

Parabenos

Encontrados em xampus, cremes de barbear e hidratantes.

Eles têm sido implicados no câncer de mama e podem causar reações cutâneas.

Procure a terminação “parabenos” (como em metilparabenos) em seus produtos de higiene pessoal e escolha produtos que não listem parabenos nos ingredientes.

PFAS

É a sigla para substâncias de poli e perfluoroalquil, uma classe de mais de 4.000 produtos químicos usados na fabricação de uma ampla gama de bens de consumo, incluindo revestimento de Teflon e embalagens de alimentos.

Nos EUA foram encontrados 13 compostos PFAS em 200 cosméticos e outros produtos de higiene pessoal vendidos.

Esses produtos químicos podem contribuir para problemas como câncer e danos ao sistema reprodutivo e imunológico.

Metais pesados (como chumbo e alumínio)

O alumínio é muito utilizado em desodorantes e antitranspirantes, mas também pode ser encontrado em esmaltes, blushes, sombras de olho e batons.

Nos rótulos de cosméticos, o alumínio aparece com as seguintes nomenclaturas:

  • Aluminum Chlorohydrate;
  • Aluminum Chloride;
  • Ammonium Alum;
  • Aluminum Sulfate;
  • Aluminium powde.

Já o chumbo foi encontrado em batons, máscaras para cílios e produtos à base de argila e é conhecido por ser tóxico devido aos seus efeitos na saúde e no desenvolvimento do cérebro.

O seu batom pode conter chumbo sem que ele esteja anotado na composição, pois ele não é considerado um ingrediente.

O que fazer?

Agora que você sabe dos riscos de espalhar um “coquetel” de produtos químicos diferentes todos os dias, por anos, você deve estar se perguntando. O que fazer?

  1. Leia os rótulos desses produtos, muitas empresas gostam de destacar que seus produtos não têm químicos como Ftalatos e parabenos.
  2. Procure empresas que estão mais alinhadas com produtos naturais, orgânicos e com a redução de químicos perigosos em seus produtos de higiene. Existem empresas nessa linha que fabricam xampus, desodorantes, sabonetes e também cosméticos e maquiagem.
  3. Tente procurar alternativas mais naturais como:
    • Óleo de coco que hidrata o cabelo e a pele, também é um excelente demaquilante.
    • Use óleos essenciais ou de amêndoa e jojoba
    • Mel;
    • Babosa;
    • Vinagre de maçã;
    • Manteiga de Karitê.

DICA!

Você pode verificar produtos de higiene e cosméticos no banco de dados de cosméticos Skin Deep®

Esse banco de dados apresenta milhares de produtos de cuidados pessoais, cada um com sua própria classificação de segurança com base dados regulatórios e de toxicidade.

Você pode pesquisar várias empresas para ver sua classificação geral e também pesquisar produtos individuais.

Tente usar produtos com classificação 1 ou 2 (toxidade mais baixa).

REFERÊNCIAS:

 

 

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect