Oxalatos – A pior toxina vegetal causa pedra nos rins, dores e fadiga

Oxalatos – A pior toxina vegetal causa pedra nos rins, dores e fadiga.

Vocês já ouviram falar em oxalatos?

Sem dúvida, é a pior toxina vegetal que existe. Muitos alimentos saudáveis, frutas, verduras e grãos que consumimos no dia-a-dia possuem oxalatos.

O problema do oxalato é que ele não pode ser removido dos alimentos por cozimento, imersão ou fermentação. Ou seja, não adianta deixar de molho ou lavar.

E quando ele se liga ao cálcio, forma um sal chamado oxalato de cálcio que pode produzir pedras nos rins ou cálculos renais, geralmente muito dolorosos, mas não é só isso, os oxalatos podem contribuir para a fadiga, dores articulares, osteoporose, dores musculares e fibromialgia.

Saiba quais alimentos são ricos nessa toxina perigosa e o que você pode fazer para removê-la do seu corpo.

Amigos, eu vou começar explicando como os oxalatos podem causar tanto problema.

Ácido oxálico

O ácido oxálico é uma substância que ocorre naturalmente em alimentos como frutas, verduras e grãos, e também pode ser produzido pelo corpo humano como um subproduto do metabolismo.

O fígado não consegue quebrar ou eliminar os oxalatos. Na verdade, ele pode começar a produzir mais oxalato, principalmente se estiver inflamado.

O oxalato é capaz de prejudicar a membrana das células de nosso corpo, fazendo com que elas não funcionem adequadamente.

Isso manda uma mensagem para nosso sistema imunológico avisando que a célula não funciona direito, prejudicando também as células que revestem artérias e veias.

O maior perigo do oxalato é que seus níveis elevados no sangue podem ser prejudiciais pois eles podem se acumular em tecidos do corpo e formar cálculos renais.

No entanto, em níveis normais, o oxalato pode ter um papel importante na saúde, pois ajuda a regular os níveis de cálcio e fósforo no corpo.

Como ocorre a conversão dos oxalatos?

Como eu falei agora há pouco, o fígado não consegue quebrar ou eliminar, então a conversão dos oxalatos vai depender da quantidade de vitaminas do complexo B que você possui: quanto maior a quantidade de vitamina B1, tiamina, e B6, piridoxina, menos oxalato é produzido no seu corpo.

Assista meu vídeo qual é o papel da tiamina (B1) na fadiga das doenças autoimunes?

As pessoas que possuem inflamação generalizada no corpo, como as obesas e portadoras de diabetes, correm maior risco de produzir oxalato.

Outra coisa muito importante que você deve saber é que os oxalatos são quelantes de cálcio.

O que isso significa? Quais são os problemas?

Eles se ligam ao cálcio e diminuem sua concentração no meio onde estão. Logo, se o ácido oxálico entrar dentro de suas células, ele irá diminuir o cálcio dentro das células ao se converterem em oxalato de cálcio.

Assim, do ponto de vista fisiológico, haverá uma deficiência de cálcio podendo contribuir para uma osteoporose.

Em outras palavras, ao mesmo tempo que aumenta a quantidade de cálcio dentro das células, pois o cálcio está preso no oxalato; o cálcio funcional, aquele que poderia ser aproveitado, ele diminui dentro das células.

Isso vai afetar as mitocôndrias, que são as usinas de energia dentro das células. O organismo passa então a desenvolver um problema metabólico porque tem dificuldade para produzir a energia necessária para funcionamento dos tecidos.

Pode surgir resistência à insulina ou baixos níveis de açúcar no sangue. Pessoal, as células sofrem um colapso.

E isso pode facilitar o surgimento de fibrose nos tecidos, que é o desenvolvimento de tecido conjuntivo fibroso como uma resposta reparadora a lesões ou danos e isso leva ao endurecimento dos tecidos que podem se tornar incapazes de funcionar adequadamente, coisa que devemos evitar.

Quais são os sintomas de uma intoxicação causada pelo consumo excessivo de oxalatos?

Você pode ter:

  1. Coceira na pele;
  2. Pedras nos rins;
  3. Dores nas articulações;
  4. Depósitos de cálcio no corpo ou calcificações;
  5. Cicatrização lenta de feridas;
  6. Placa ou tártaro nos dentes;
  7. Problemas de visão;
  8. Dores musculares;
  9. Fibromialgia;
  10. Problemas neurológicos que vão desde a falta de humor até tremores;
  11. Problemas digestivos;
  12. Dificuldade para dormir.

Sim, o excesso de oxalatos pode causar tudo isso, amigos.

Alimentos que contém mais oxalatos

Vocês devem estar se perguntando quais são os alimentos que contém mais oxalatos. Será que um alimento altamente saudável pode possuir ao mesmo tempo oxalatos que são prejudiciais para a saúde?

Vou citar três alimentos muito saudáveis e que possuem grande quantidade de oxalatos.

1 – Espinafre

São eles o espinafre, e eu já fiz vídeo recente sobre ele.

Assista meu vídeo sobre QUAIS OS PERIGOS DO ESPINAFRE E COMO CONSUMIR COM SEGURANÇA

2 – Acelga e folhas de beterraba

A acelga e as folhas de beterraba também são ricas em oxalatos.

Então, a resposta é sim, existem alimentos altamente saudáveis que, quando consumidos em excesso, podem ser prejudiciais à saúde.

3 – Amêndoa 

Uma curiosidade. A amêndoa é um alimento que também contém grandes quantidades de oxalatos.

Acredito que seja muito difícil alguém se intoxicar comendo amêndoas, mas acredito que seja possível uma “overdose” de oxalatos se a pessoa comer bastante pão preparado com farinha de amêndoa, ou mesmo ingerir leite de amêndoa com frequência.

Então se você tem uma ótima alimentação mas tem problemas com pedras nos rins ou dores inexplicáveis e até fadiga, fique atento porque se você consome alimentos ricos em oxalatos ou mesmo toma leite de amêndoas, este pode ser seu problema.

Lista de alimentos ricos em oxalatos

Alimentos ricos em oxalatos

O chocolate amargo também tem alto teor de oxalato. Quando seu corpo consome oxalatos, existe um pico após 4 horas do consumo, e seu sangue fica com um nível mais elevado de ácido oxálico.

Muita gente tem pedras nos rins e deveria evitar o consumo excessivo destes alimentos ricos em nesse anti nutriente.

O amendoim e as nozes também entram nesta categoria, assim como a castanha de caju, pinhão e pistache.

Um alerta para quem faz dieta cetogênica

Muito cuidado se você está fazendo dieta cetogênica, pois existe uma maior tendência para o desenvolvimento de pedras nos rins, já que existe um consumo maior de alimentos ricos em oxalatos, que são ingeridos juntamente com queijos.

O cálcio do queijo vai formar o oxalato de cálcio, que pode se transformar em pedras nos rins.

Não estou falando para você não fazer cetogênica, é uma alimentação fantástica na maioria dos casos, mas o ideal é fazer com conhecimento e atenção, e de preferencia com acompanhamento de um profissional da saúde.

Intoxicação por oxalatos: Como contornar?

Uma observação: se você estiver intoxicado com oxalatos e ingerir ácido ascórbico ou vitamina C, isso pode piorar o quadro de intoxicação.

Por isso, se você tem este problema de intoxicação, recomenda-se não ingerir mais do que 250 mg de vitamina C por dia.

Prefira utilizar a vitamina C natural dos alimentos cítricos como os limões, e já explico porque.

Existe um antídoto para combater a intoxicação por oxalatos. Você pode ingerir os suplementos de citratos, como citrato de magnésio, citrato de cálcio ou citrato de potássio.

Como ingerimos oxalatos por muitos anos, essa ingestão de citratos ajuda o corpo a realizar um detox.

Uma fonte natural excelente de citratos é o limão, pois ele é rico em ácido cítrico. Você pode tomar meia xícara de suco de limão fresco, dividindo metade desta quantidade pela manhã e a outra metade à noite.

O citrato ajuda ainda a alcalinizar o organismo e a reduzir as chances de você desenvolver pedras nos rins.

Referências

  1. How Oxalates Can Wreck Your Health, Joseph Mercola
  2. https://www.youtube.com/watch?v=bjOpzAiAkZw
  3. https://www.youtube.com/watch?v=U9PJLekWSK0
  4. https://artigos.alainuro.com/estilo-de-vida/o-que-e-bom-para-todos/
  5. https://draxe.com/nutrition/low-oxalate-diet/
36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista. Além dos aspectos tradicionais de uma consulta médica, busco avaliar a sua vida como um todo, para entender onde seus hábitos de vida (sejam esses alimentares, de exercícios ou níveis de estresse) estão contribuindo para o seu atual estado de saúde.

Mais Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Fermento Faz Mal? Quem Não deve consumir.

Fermento Faz Mal? Quem Não deve consumir. Cuidado com o Fermento Químico e Biológico. Quem Não deve consumir. Olá pessoal, tudo bem? Será que aquele fermento...

Soja faz mal? Conheça o lado bom e o lado ruim da soja

Soja faz mal? Conheça o lado bom e o lado ruim da soja https://www.youtube.com/watch?v=MHZ8wBH_G7Y https://www.youtube.com/watch?v=rhqxJGw-tbk https://www.youtube.com/watch?v=d0l9vk_Skac A partir dos anos 1990 houve uma explosão no consumo de soja...

Glutamato monossódico: O assassino silencioso

Glutamato monossódico: O assassino silencioso O glutamato monossódico é um realçador de sabor adicionado a milhares de alimentos e é um dos piores aditivos do...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect