Pesquisadores dizem estarem mais perto de desenvolver um exame de sangue que distingue entre infecções respiratórias virais e bacterianas . Os resultados foram publicados na revista Science Translational Medicine.
Efraim Tsalik , MD , PhD , professor assistente de medicina na Faculdade Duke University of Medicine, em Durham, Carolina do Norte, e seus colegas desenvolveram um teste para distinguir infecções virais de bacterianas através da análise de padrões de expressão de genes do hospedeiro. A equipe realizou ensaios do teste em 273 pacientes com infecções respiratórias e 44 indivíduos saudáveis.
Os pesquisadores descobriram que, em geral , o teste foi preciso em 87 % do tempo para distinguir entre infecções bacterianas e virais , e também causas não infecciosas. Em comparação , a taxa de precisão para a procalcitonina foi de 78 %.
“Mesmo com esse teste imperfeito, outros estudos mostraram que o uso pode reduzir o uso de antibióticos em cerca de 40 a 50 % em relação ao uso de nenhum teste “, disse Tsalik. O novo teste funciona através da detecção de como os genes “desligam e ligam em um determinado padrão ” em resposta às bactérias, vírus ou outras causas , disse ele. Tsalik acrescentou que ele é único devido à sua velocidade e simplicidade. Não há detalhes ainda sobre o preço, mas ele disse que os pesquisadores querem torná-lo acessível .
Se este teste se tornar uma realidade acessível em poucos anos, isso será muito benéfico na redução do uso de antibióticos e consequentemente reduzirá o problema da resistência bacteriana.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.