Intoxicação por Alumínio – Como nos intoxicamos com ele no dia a dia?

Intoxicação por Alumínio – Como nos intoxicamos com ele no dia a dia?

Para que a intoxicação por alumínio desempenhe um papel significativo em qualquer evento relacionado à doença, algum grau de toxicidade deve ter sido alcançado.

Ao atingir esse limiar o alumínio deve se acumular ao longo do tempo ou, possivelmente, a administração de uma única dose alta de alumínio poderia atingir esse limite instantaneamente.

Intoxicação por alumínio – Como ocorre?

Embora encontramos o alumínio naturalmente no solo, na água e no ar, estamos contribuindo para uma sobrecarga no meio ambiente e no nosso dia a dia.

O alumínio não pode ser destruído no meio ambiente – ele apenas muda sua forma ao se anexar ou se separar de outras partículas.

De acordo com o CDC dos EUA, um adulto médio consome cerca de 7 a 9 mg de alumínio por dia na alimentação, ar e água.

Apenas cerca de 1% do alumínio que você ingere por via oral é absorvido pelo seu corpo. O resto é removido pelo seu trato digestivo, desde que esteja funcionando bem.

Aqui é um problema, pois com saúde gastrointestinal comprometida, você acabar por acumular mais e aumentar a intoxicação por alumínio.

É importante ressaltar que o alumínio consegue cruzar a barreira hematoencefálica, portanto, qualquer alumínio no sangue pode ser transportado para o cérebro.

Onde o alumínio é encontrado?

O alumínio é encontrado em uma grande quantidade de alimentos e produtos de consumo, incluindo:

  • Alimentos como fermento em pó, farinha, sal, leite em pó, cremes de café e achocolatados, alimentos processados, alimentos congelados, corantes e agentes químicos adicionados;
  • Drogas, como antiácidos, analgésicos, e outros;
  • Aditivos como estearato de magnésio;
  • Cosméticos e produtos de cuidados pessoais, principalmente os desodorantes, loções, protetores solares, xampus e pasta de dente contendo Hidróxido de alumínio;
  • Produtos de alumínio, incluindo folhas, latas diversas, bolsas, latas de refrigerante e cerveja;
  • Se você cozinhar sua comida em papel alumínio, estará introduzindo sua própria contaminação;
  • Panelas de alumínio;
  • Máquinas de café expresso de alumínio ou com copinho de alumínio;

Entenda que é o efeito cumulativo de muitas exposições menores no nosso dia a dia e que ao longo do tempo podem levar a uma sobrecarga e intoxicação por alumínio e começar a prejudicar sua saúde.

Intoxicação por alumínio – Vacinas

Algumas vacinas utilizam alumínio e esse assunto é bem polêmico

De acordo com a Cientista e Doutora Lucija Tomljenovic, adjuvantes de alumínio das vacinas nunca foram testados quanto à segurança.

Um documento de 2002 da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA discutiu sobre a avaliação dos ingredientes da vacina.

Eles afirmaram que muitas vacinas não tem estudos de toxicidade em animais com os ingredientes (adjuvantes como o alumínio) e que não são conduzidos porque se presumi que esses ingredientes são “seguros” para uso. Oi?!

O limite total de adjuvantes como o alumínio e mercúrio são permitidos baseados em dados de eficácia da vacina, não em dados de segurança.

Eles simplesmente presumiram que era seguro e ponto!

Alumínio detectado nos órgãos um ano após a vacinação.

Um estudo de 2013 trouxe uma ideia sobre o alúmen adjuvante da vacina.

O intoxicação por alumínio é ocasionalmente detectado em células de linhagem de monócitos muito tempo depois da imunização em indivíduos suscetíveis com manifestações sistêmicas / neurológicas ou Síndrome Autoimune Induzida por Adjuvantes (ASIA).

A injeção intramuscular de vacina contendo alúmen foi associada ao aparecimento de depósitos de alumínio em órgãos distantes, como baço e cérebro, onde ainda eram detectados um ano após a injeção.

MATERIAIS EXTRAS

Vídeo sobre metais tóxicos

Artigos relacionados com intoxicação por alumínio, metais pesados e mofo

  1. Toxicidade pelo Mofo – Uma doença ambiental negligenciada
  2. Arsênio – Os perigos da contaminação e o que causa na nossa saúde
  3. Contaminação por Chumbo – Quão ruim é o chumbo para saúde humana?
  4. Tatuagem – Existem riscos para a saúde a curto e longo prazo?
  5. Alimentos que auxiliam no detox de metais tóxicos e poluentes

REFERÊNCIAS E ESTUDOS

 

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Vitamina D – Oito sinais de que seu corpo está precisando muito!

Vitamina D - Oito sinais de que seu corpo está precisando muito! Vitamina D - Então pessoal, você deve se lembrar, desde criancinha seus pais,...

Limpeza do fígado em 6 passos. Tudo natural!

Limpeza do fígado em 6 passos. Tudo natural! Todos nós estamos imersos em um mar de toxinas... Basta respirar, tomar água e se alimentar. Então periodicamente...

Benefícios da maçã e suas incríveis propriedades

Benefícios da maçã - O vinagre de maçã Você sabia que o vinagre de maçã é um alimento fermentado rico em enzimas e probióticos, que...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect