Contaminação por Chumbo – Quão ruim é o chumbo para saúde humana?

Contaminação por Chumbo

Quão ruim é o chumbo para saúde humana? Antes de responder vamos falar um pouco de história.

Fatos históricos

Queda do império romano

Pesquisas revelaram grandes concentrações de chumbo nos ossos de pessoas que viveram na região que hoje compreende Londres.

Na época, a região era ocupada pelo Império Romano.

O que surpreendeu os pesquisadores foi a grande quantidade do metal identificado nos antigos romanos.

Descobertas anteriores indicavam que mais da metade da população havia desenvolvido problemas graves de saúde decorrentes de intoxicação por chumbo.

Doce veneno

Chumbo - Doce veneno

O metal era utilizado como forma de adocicar vinhos.

Os romanos utilizavam um processo de ebulição da bebida em chaleiras de chumbo, que automaticamente alteravam o gosto.

Como o sabor era agradável, a prática viralizou no Império Romano.

Além de transformar o sabor da bebida, o metal também passou a ser usado como matéria-prima na produção dos canos das cidades romanas, sendo diretamente responsável por grandes envenenamentos.

Também usado em confecções de armaduras e armas da época.

Alguns historiadores afirmam que a própria queda do Império Romano se deu por conta desses envenenamentos.

E que a loucura de alguns de seus imperadores se deve também a essa intoxicação.

Os pesquisadores também especulam que a prevalência de encanamentos de chumbo pode ter levado a um suposto encurtamento da expectativa de vida.

Mas essas questões ainda são bem conflitantes entre os historiadores.

E o chumbo hoje em dia?

A exposição prolongada ao chumbo pode comprometer o desenvolvimento infantil e provocar doenças cardíacas, dos ossos e renais em adultos.

Sim, ainda somos expostos nos dias atuais a contaminação…

A dificuldade do organismo em eliminar quantidades maiores do metal de modo eficiente leva geralmente ao seu acúmulo no corpo.

De modo geral, a meia vida do chumbo no sangue é de 35 dias, no cérebro é de dois anos ou mais, sendo que nos ossos, ele permanece por décadas.

O chumbo pode provocar uma série de efeitos tóxicos aos seres humanos, a depender da dose e da duração da exposição.

As crianças são mais sensíveis aos efeitos tóxicos do chumbo no sistema nervoso central, enquanto os adultos apresentam mais desenvolvimento de neuropatia periférica e hipertensão.

Existe associação da exposição ao metal tóxico e distúrbios no metabolismo de carboidratos e neurotransmissores.

Também há desmielinização e degeneração no sistema nervoso periférico, prejudicando as funções psicomotoras e neuromusculares, levando a gatilhos de várias doenças.

A exposição ao chumbo pode causar

  • Disfunções do sistema nervoso central e periférico;
  • Elevação da pressão sanguínea;
  • Cólica (dor abdominal, constipação, câimbras, náusea, vômito, anorexia, perda de peso);
  • Anemia e depleção de nutrientes;
  • Insuficiência renal;
  • Gota;
  • Infertilidade;
  • Aumento de abortos;
  • Osteoporose.

Outros alvo incluem: gastrointestinais, imunológico, esquelético, e sistemas reprodutivos.

Fontes de Contaminação por chumbo

  • Tintas nas paredes de casas antigas;
  • Brinquedos antigos e sem certificação de segurança;
  • Materiais de arte;
  • Pesos de cortina e pesos de pesca feitos do metal;
  • Joias e figuras;
  • Poeira contaminada (principalmente de centros industrias);
  • Na água de encanamentos antigos (principalmente em bairros antigos);
  • Produtos de gasolina antiga ou adulterada;
  • Na indústria produtora de baterias automotivas;
  • Cigarros: O acetato de chumbo presente em cigarros é tóxico e tem efeito cumulativo no organismo, podendo depositar-se nos ossos;
  • Maquiagens de baixa qualidade em especial o batom;
  • Algumas Tinturas para cabelo;
  • Algumas marcas de suplementos de cálcio

Os pesquisadores examinaram 22 marcas de suplementos de cálcio para analisar a presença de chumbo e verificaram que oito tinham níveis mensuráveis acima da média do metal tóxico.

Segundo cientistas da Universidade da Flórida, o chumbo nos suplementos de cálcio é particularmente preocupante porque muitos consomem o produto diariamente há anos.

E esse alerta é importante, pois o chumbo gosta de se depositar nos ossos, no lugar do cálcio, sendo uma das causas e contribuições para a osteoporose.

Pessoas que suplementam cálcio para tratar da osteoporose podem estar se contaminando mais ainda ao usarem suplementos contaminados.

FONTES: 

https://www.boasaude.com.br/noticias/949/suplementos-de-calcio-podem-conter-chumbo.html

36ba000bbef6eff0bba1f0259a77102f?s=96&r=g
Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O que é Alergia e Rinite Alérgica?

O que é Alergia e Rinite Alérgica? A principal função do nosso sistema imunológico é nos proteger de antígenos (substâncias estranhas ao organismo que desencadeiam...

Incontinência urinária – 6 tipos mais comuns e tratamentos

Incontinência urinária - 6 tipos mais comuns e tratamentos A incontinência urinária afeta 23-31% da população idosa e estima-se que afete 50-65% de ambos os...

Hormônios e ligação com Artrite

Hormônios e ligação com Artrite As doenças autoimunes são mais comuns em mulheres do que em homens e as condições inflamatórias autoimunes artríticas têm tendência...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

spinner
loading...
error icon
redirect