Alvejantes e Desinfetantes – Os perigos para sua a saúde

Alvejantes e Desinfetantes – Os perigos para sua a saúde

Estudo: O uso semanal de alvejantes e desinfetantes aumenta muito o risco de doença pulmonar fatal.

Pesquisadores da Universidade de Harvard e do Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica (Inserm) descobriram que o uso regular de alvejantes e desinfetantes, podem aumentar suas chances de desenvolver doença pulmonar fatal.

Os pesquisadores analisaram dados de um estudo em massa com enfermeiros, iniciado por Harvard em 1989, foram 30 anos de acompanhamento.

Achados dos estudos

O estudo descobriu que aqueles que usavam alvejantes e desinfetantes, apenas uma vez por semana, tinham até 32% a mais de chance de desenvolver a doença DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).

Os pesquisadores analisaram a incidência da doença no estudo em mais de 55 mil enfermeiros nos Estados Unidos.

Eles participaram do estudo porque usam desinfetantes para limpar superfícies regularmente.

No estudo, 37% dos enfermeiros usaram desinfetantes para limpar superfícies semanalmente e 19% usaram para limpar instrumentos médicos também semanalmente.

Alvejantes e desinfetantes e a correlação com DPCO

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 210 milhões de pessoas no mundo tem DPOC e a estimativa é de que a doença se torne a terceira principal causa de morte no mundo.

A DPOC inclui várias doenças pulmonares, como bronquite crônica e enfisema.

Obviamente, existem vários fatores que desempenham um papel importante (tabagismo é uma das causas) mas de acordo com este estudo, alvejantes e desinfetantes são definitivamente uma causa importante.

A correlação até pode não significar causa, mas é claro presumir que respirar esse tipo de substância não é seguro, em minha opinião, e pode ser prejudicial à sua saúde.

Se esses dados foram descobertos com pessoas que usavam 1 vez na semana, como seria o caso das pessoas que usam diariamente?

Aqui fica um alerta em especial para faxineiras (os) e diaristas (os).

Outro estudo de 2019

Outro estudo publicado em 2019 examinando mais de 70.000 enfermeiras chegou às mesmas conclusões.

Eles descobriram que o uso de alvejantes e desinfetantes foram associados a um maior risco de desenvolvimento de DPOC.

Isso inclui alvejante (água sanitária), com cloro ativo, peróxido de hidrogênio e principalmente Quaternários de amônio encontrados na maioria dos desinfetantes comuns.

Quando combinados esses produtos, usados no mesmo dia, eles encontraram os maiores riscos de DPOC entre os estudados.

E o que fazer?

O uso diário de alvejante atualmente não tem diretrizes específicas de saúde, e isso também é verdade com muitos outros produtos.

O glifosato é um grande exemplo e existe hoje uma preocupação crescente com relação à estreita relação entre esses órgãos reguladores e as empresas que fabricam esses produtos.

Existem alternativas que são igualmente eficazes e muito mais seguras para a limpeza e também deveria existir diretrizes de cuidados no uso, como o uso na quantidade ideal, uso de máscara e luvas durante a utilização desses produtos.

O que fazer?

Se você costuma usar esses produtos em casa, troque por produtos mais naturais, como vinagre, bicarbonato, limão e óleos essenciais.

Existe hoje no mercado, produtos de limpeza, alvejantes e desinfetantes mais saudáveis e ecologicamente corretos.

Links:

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O Fim do Alzheimer – A esperança existe de verdade

O Fim do Alzheimer - A esperança existe de verdade Nos últimos anos um programa revolucionário foi instituído que tem sido a primeira...

Quercetina – O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral

Quercetina - O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral A quercetina é um dos flavonoides mais abundantes na natureza e também dos mais estudados. Tem efeito...

Resistência a testosterona – O que é e como combater

Resistência a testosterona - O que é e como combater Você quer conhecer o que é a resistência a testosterona nos receptores, e os jeitos...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...