MINHA OPINIÃO – Cirurgias são sempre necessárias ?

Algumas vezes me deparo com situações em que claramente percebo colegas super indicando cirurgias.

Por exemplo, nos casos de pacientes portadores de pólipos pequenos de vesícula biliar nos quais é indicado a cirurgia de retirada da vesícula.
Outra situação: pacientes com doenças ortopédicas em que são indicados a colocação de próteses, antes de se tentar tratamentos clínicos.

Posso colocar aqui vários exemplos, mas vou parar por aqui.

Já é sabido há vários anos que a tendência década após década é a diminuição do número de cirurgias;  por exemplo, houve uma redução enorme no número de cirurgias relacionadas a gastrite e úlceras duodenais após o surgimento dos inibidores de bomba de prótons. Dentro da urologia houve uma redução muito expressiva no número de cirurgias para hiperplasia prostática benigna após o surgimento dos alfa-bloqueadores e inibidores da 5-alfa-redutase.

Dentro da minha prática clínica há vários anos percebo que tenho me tornado gradualmente mais clínico. Por isso senti necessidade de buscar conhecimentos fora da Urologia tradicional e tornar minha prática de Medicina mais integrativa ou holística. Confesso que já tive grande rejeição a medicina ortomolecular, mas fui aos poucos agregando vários de seus conceitos a minha prática diária, após romper com os meus próprios preconceitos.

Levando isso em consideração, confesso um certo estranhamento no enfoque muito grande em técnicas cirúrgicas dentro dos congressos nacionais e internacionais que frequento dentro da Urologia. Claro que é muito importante os médicos estarem sempre atualizados nas mais modernas técnicas cirúrgicas, mas muitas das técnicas minimamente invasivas ultra-modernas, como as cirurgias robóticas, são inviáveis economicamente na maioria dos países para a maioria da população, se tornando procedimentos das elites.

Vejo muitos médicos frustrados por não conseguirem praticar essas cirurgias fantásticas por limitações econômico-financeiras. Outra situação que também vejo, muito preocupante, é de médicos super-indicando determinadas cirurgias para poder aumentar sua habilidade técnica e experiência, porque não há simplesmente pacientes suficientes, dentro de uma demanda natural, para que o médico se torne proficiente nesta ou naquela cirurgia. Lógico que também existem as motivações espúrias, já denunciadas várias vezes em orgãos de imprensa, sobre a pressão financeira de fabricantes e distribuidores de materiais médicos, estimulando as cirurgias, inclusive oferecendo benefícios para os médicos.

Por outro lado, alguns campos de conhecimento essenciais, como a prevenção de doenças, recebem muito pouco enfoque. Vejo uma estagnação há muitos anos, dentro da medicina tradicional, na criação de remédios para prevenção de cálculos urinários. Isso leva a muitos pacientes acreditarem em uma teoria da conspiração e discutirem em fóruns na Internet sobre uma hipotética máfia branca atuando para esconder remédios que dissolveriam pedras urinárias. Trocam receitas de medicamentos entre si, a maioria deles que já saíram do Mercado oficial há anos e que só são vendidos online, muitas vezes ultrapassados e ineficazes.

Por isso médicos bem intencionados são obrigados a fugir do tradicional, porque a Medicina “Main Stream” não dá enfoque suficiente em questões fundamentais por falta de interesse econômico, já que várias das substâncias que ajudariam não podem ser patenteadas e gerar lucros para as indústrias farmacêuticas. Sobre este tópico leia o excelente post do meu grande amigo Dr. Ícaro Alves Alcântara (https://www.icaro.med.br/entenda-industria-da-doenca/).

Concluindo, se você ou alguém que conheça teve uma cirurgia indicada, muito cuidado, obtenha sempre uma segunda ou terceira opiniões. Qualquer médico maduro e seguro não se incomodará se você fizer isso. Estranhe se o seu médico ficar irritado ou agressivo quando você o informar que vai buscar outras opiniões, isso pode indicar que a cirurgia foi indicada por motivos menos que ideais ou que o médico é arrogante, o que nunca é bom.
Se a maioria das opiniões forem coerentes a favor da cirurgia, opte pela mesma, porque ainda existem muitas situações, como é o caso das hérnias inguinais, em que o único tratamento eficaz é a cirurgia.

Gostaria de deixar claro de que se trata apenas de minha humilde opinião, embasada e respaldada por quase 20 anos de Medicina. Opiniões contrárias são bem vindas até mesmo para eu poder evoluir como pessoa e profissional.

Dúvidas ou opiniões mesmo que diversas são muito bem vindas.

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Dieta Carnívora – Comer apenas carne faz bem? Funciona?

Dieta Carnívora - Comer apenas carne faz bem? Funciona? A dieta carnívora é uma nova tendência alimentar, especialmente após o lançamento em Agosto do segundo...

Cravo da índia – Auxilia a digestão e melhora o sistema imune

Cravo da índia - Auxilia a digestão e melhora o sistema imune O cravo da índia é o botão de flor extraído de uma árvore...

Novos Estudos da Ivermectina no combate ao COVID-19

Novos Estudos da Ivermectina no combate ao COVID-19 Novos estudos da Ivermectina, mostram uma meta-análise abrangendo 11 estudos controlados randomizados, conclui que o tratamento com Ivermectina...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...