Verdade sobre Refrigerantes – Conheça o ácido fosfórico!

Verdade sobre Refrigerantes – Conheça o ácido fosfórico!

Se você acha que essa imagem é exagerada e que o único problema do refrigerante é o excesso de açúcar, conheça o ácido fosfórico!

Refrigerantes e ácido fosfórico

O ácido fosfórico é usado para:

  1. Remover ferrugem;
  2. Na indústria, é usado para fabricar vidro;
  3. Matéria-prima para fertilizantes;
  4. Como ingrediente em produtos de limpeza doméstica.

Mas, doutor eu nunca consumi isso na vida!

Acredito que sim. Porque também é adicionado a refrigerantes e outros alimentos processados.

A maioria dos refrigerantes no Brasil possui alto teor de ácido fosfórico, mesmo sendo aprovado para consumo.

É uma substância adicionada principalmente em refrigerantes de cola tornando o sabor mais intenso, usado como acidulante e também atua como conservante para retardar o crescimento de bactérias e fungos que, de outra forma, cresceriam rapidamente nesse tipo de bebida rica em açúcar.

Problemas do consumo do ácido fosfórico 

A ingestão de ácido fosfórico dos refrigerantes de cola pode causar vários problemas a médio e longo prazo, inclusive falta de nutrientes fundamentais.

O ácido fosfórico inibe a absorção do magnésio pelo organismo.

Vocês que me acompanham aqui já sabem da importância do magnésio para as funções vitais do nosso corpo.

Os riscos potenciais do ácido fosfórico incluem também uma diminuição na densidade óssea (especialmente para crianças e idosos), bem como um aumento na taxa de problemas renais crônicos e acidez interna.

Revisão científica

De acordo com uma revisão científica publicada em 2015:

O uso de ácido fosfórico permanece controverso, pois tem sido associado a efeitos adversos à saúde.

Altos níveis de fósforo no sangue, conhecidos como “hiperfosfatemia”, podem causar danos aos órgãos, principalmente aos rins.

A função renal deficiente pode aumentar os níveis de fósforo no sangue, o que, por sua vez, reduz os níveis de cálcio, aumentando o risco de doenças ósseas.

Além disso, níveis elevados de fósforo sérico, bem como outras anormalidades minerais como deficiência de magnésio, podem contribuir para a calcificação vascular e doenças cardiovasculares.

Soma-se ao açúcar dos refrigerantes ou mesmo ao adoçante! É aquele veneno que aos poucos vai causando diversas doenças crônicas.

Fontes e referências:

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

O Fim do Alzheimer – A esperança existe de verdade

O Fim do Alzheimer - A esperança existe de verdade Nos últimos anos um programa revolucionário foi instituído que tem sido a primeira...

Quercetina – O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral

Quercetina - O flavonoide anticâncer, anti-inflamatório e antiviral A quercetina é um dos flavonoides mais abundantes na natureza e também dos mais estudados. Tem efeito...

Resistência a testosterona – O que é e como combater

Resistência a testosterona - O que é e como combater Você quer conhecer o que é a resistência a testosterona nos receptores, e os jeitos...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...