Prevenção com Ivermectina

Será que é certo nós dizermos que a dose aprovada da ivermectina não é a adequada para o tratamento do COVID-19?

Vamos analisar as alegações e rebater. Você vai ver a minha visão e em seguida os comentários brilhantes da Dra. Lucy Kerr a respeito desse tópico.

Visão do Dr. Alain – Críticos do uso da ivermectina

Os críticos do uso da ivermectina, incluindo a Dra. Virginia Schmidt e colaboradores, sustentam que a ivermectina não consegue ficar em quantidade suficiente e por tempo suficiente no sangue para que possa atuar como preventivo contra o COVID-19.

Para isso ela usou um modelo matemático farmacocinético após administração única e repetida do remédio nas doses habituais de 200 MICROGRAMAS por ml.

Estudo farmacocinético

Prevenção com Ivermectina - Estudo- in-vitro

Estudo farmacocinético é aquele tipo de estudo em que se analisa como uma droga se comporta no organismo após a administração, que concentração ela atinge e quanto tempo ela fica circulando no corpo.

As concentrações que ela conseguiu atingir no sangue não seriam compatíveis com aquelas que foram utilizadas no estudo in vitro, ou seja, em tubos de ensaio, que seriam inibidoras para o vírus.

Esse estudo feito em tubo de ensaio é o famoso estudo australiano do Dr. Caly.

Seria essa conclusão verdadeira, a de que a ivermectina não serve para prevenção porque ela não consegue alcançar a concentração realmente efetiva?

Acreditamos que não, porque a Dra. Schmidt pressupôs que ela atua como um inibidor, que precisa estar em doses próximas do que é atingido in vitro para funcionar.

Prevenção com Ivermectina depende da dose?

Porém vários trabalhos demonstram que a ivermectina não funciona assim, ela não funciona exatamente dose dependente.

E que dentro do organismo a droga funciona diferente do que em tubo de ensaio no laboratório.

Funcionamento no corpo é diferente do que em tubos de laboratório

Nosso organismo tem muito mais coisas que uma placa de petri, do que um tubo de laboratório.

No corpo, a droga ivermectina acaba interagindo com os múltiplos sistemas, o endócrino, imune, enzimático, digestivo e por aí vai.

Muitas coisas do organismo podem bloquear ou potencializar a ação de drogas. Por isso é indispensável transformar estudos in vitro em estudos in vivo, estudos clínicos.

Eu tenho outros artigos de estudos que mostram efeito da ivermectina contra o vírus, especialmente os artigos dos estudos dos EUA, Iraque e Bangladesh.

Outras evidências da prevenção com Ivermectina

Prevenção com Ivermectina - Outras Evidências

Outro detalhe importantíssimo, apesar da ivermectina sumir do sangue após 36 horas da administração, a meia vida é de 18 horas, que é o tempo que demora para metade sumir do corpo, mesmo assim ela continua fazendo efeito residual.

Mas desde William Campbell já se demonstrou que o efeito era mais prolongado. E tem várias hipóteses para isso, uns dizem que tem derivados, ou metabólitos que ficam circulando por mais tempo, outros dizem que ela poderia ter um efeito regulado no sistema imune, outros dizem que a droga fica sendo reabsorvida várias vezes nos intestinos e é reciclada, porém a verdade é que não sabemos exatamente como isso funciona.

Vamos analisar o caso do lar de idosos em Toronto no Canadá

Em final de fevereiro de 2020 eles tiveram um surto de sarna na instituição. Aí eles administraram ivermectina para 170 velhinhos.

Os moradores do quarto andar onde ocorreu o surto receberam a dose mais alta. O restante recebeu uma dose de prevenção.

E os funcionários nada tomaram. Bem, em março eles foram atingidos por um surto de COVID-19.

E pasmem, atingiu duramente médicos, enfermeiros e demais funcionários do lar, mas somente 6 pacientes contraíram e tiveram a forma leve da doença.

Lembrando que eram pacientes bem idosos.

E o mais curioso é que os pacientes do quarto andar, onde estavam concentrados os mais doentes da instituição, e que tinham mais contato intenso com a equipe, e também foram os que tomaram as doses mais altas de ivermectina, esses nada sofreram.

Quando você ver alguém falando mal da ivermectina, primeiro veja quem está falando.

Será que essa pessoa pode ter algum interesse envolvido?

Se coloque no lugar da pessoa ou da instituição que ela representa e procure entender.

Pense que são bilhões de dólares para lucrar com vacinas e drogas protegidas com patentes e que a China conseguiu comprar setores estratégicos no Brasil e em vários países do Mundo e tem muita influencia na mídia, porque injetou dinheiro em duas importantes Tvs brasileiras.

Eu particularmente não tenho conflito de interesses porque eu não vendo ivermectina e não tenho farmácia.

Visão da Dra. Lucy Kerr

Vejam agora o que a Dra. Lucy Kerr tem a dizer a respeito. E para quem tem mais paciência, assista na íntegra a segunda aula magna da Dra. Lucy Kerr sobre o tema, simplesmente espetacular!

Porque a ivermectina é condenada pela mídia?

Vamos discutir porque será que a mídia ignora e porque os médicos americanos quase trabalham escondidos quando mexem com a Ivermectina.

Pessoal estamos falando aqui de bilhões de dólares a serem lucrados com drogas ainda com proteção de patente e com vacinas.

Então assim fica fácil entender porque as grandes empresas e a mídia não querem que você saiba a respeito.

Todos os que falaram mal da ivermectina até o momento não provaram que ela não atua como antiviral, não provaram que ela é prejudicial, e não comprovaram que não reduz mortalidade.

Vejam agora o que a Dra. Lucy Kerr tem a dizer a respeito.

Prevenção com ivermectina deve ser levada a sério?

Vamos falar aqui sobre um importante site independente de notícias sobre estudos clínicos que está passando informações fundamentais para a população e sem viés político ou econômico.

Trial Site News

Você já ouviu falar do trial site news?

É um site de divulgação de pesquisas científicas de grande interesse para a população. Eles estão investigando a ivermectina no COVID-19.

As conclusões desse site após compilar vários dados sobre a ivermectina em diversos países é a de que existem dados suficientes para que as autoridades de saúde dos estados unidos iniciem um inquérito sobre essa medicação.

Vejam agora o que a Dra. Lucy Kerr tem a dizer a respeito.

 

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Biotina – Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência

Biotina - Propriedades, benefícios e problemas com insuficiência A Biotina (vitamina B7) faz parte do complexo de vitaminas B - um grupo de nutrientes essenciais necessários...

Esclerose Múltipla – Conheças as abordagens integrativas

Esclerose Múltipla - Conheças as abordagens integrativas A esclerose múltipla (ou EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. EM afeta 2,5...

DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal. Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA,...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...