DHEA e seus importantes benefícios para sua saúde

DHEA e seus importantes benefícios

Seu corpo produz naturalmente o hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) na glândula adrenal.

Alguns outros tecidos, como os testículos, por exemplo, produzem DHEA, mas em pequena quantidade.

Este hormônio multifuncional e seu metabólito sulfato de desidroepiandrosterona (DHEA-S) fornecem benefícios hormonais extremamente importantes em homens e mulheres.

O DHEA ajuda a produzir outros hormônios, incluindo testosterona e estrogênio.

O DHEA desempenha um papel em mais de 150 funções metabólicas diferentes. Na verdade, é um dos hormônios mais abundantes no corpo humano!

Baixa nos níveis de DHEA com a idade

Os níveis de DHEA diminuem com a idade (a partir dos 30 anos) e essa diminuição tem sido associada a várias doenças, como doenças cardíacas, depressão e mortalidade.

O envelhecimento pode interromper o equilíbrio hormonal, com os níveis de vários hormônios drasticamente reduzidos em comparação com os níveis na juventude, e o DHEA não é exceção.

Na realidade ao envelhecermos nossos níveis de cortisol vão se elevando, ao contrário do hormônio DHEA que vai diminuindo e, consequentemente isso contribui ao envelhecimento cerebral, que está associado a redução da capacidade cognitiva.

Baixa imunidade, perda de memória, osteoporose, perda de massa magra também estão associadas a diminuição do DHEA.

O que mais pode baixar os níveis de DHEA?

Porém, o estresse crônico pode resultar no desbalanço dos níveis de cortisol e também DHEA mais cedo do que o esperado, e isso não é nada bom.

Também alguns medicamentos, como os corticoides para inflamação, podem diminuir a quantidade de DHEA que o corpo produz.

Vários estudos relacionaram baixos níveis de DHEA em exames, a riscos de mortalidade aumentado.

Vou deixar o link aqui com vários desses estudos

Alguns indicativos de que aumentar os níveis de DHEA pode ajudar na saúde física e mental

01 – Mantem o sistema imunológico saudável

De acordo com um estudo publicado na revista Vitamins and Hormones, o DHEA tem “ações diferenciais na função imunológica humana” e pode ter o potencial de lutar contra doenças relacionadas à inflamação.

Aqui pode ser uma luz a ser estudada para o COVID-19 dado que os casos de gravidade ocorrem mais em idosos.

Os cientistas também associam DHEA baixo com doenças inflamatórias autoimunes, como lúpus e artrite.

02 – Melhor densidade óssea

Melhora a densidade óssea

Um estudo publicado na revista Clinical Endocrinology destaca o potencial de aumentar os níveis de DHEA para aumentar a densidade mineral óssea em homens e mulheres idosos.

A densidade mineral óssea é amplamente regulada por dois tipos de células: os osteoblastos, que constroem o osso, e os osteoclastos, que reabsorvem o osso.

O DHEA promove a atividade dos osteoblastos e suprime a degradação óssea mediada por osteoclastos através da melhora da produção de estrogênio, resultando em maior densidade mineral óssea em mulheres mais velhas ou na pós-menopausa.

03 – Aliviar os sintomas da depressão

Alivia os sintomas da depressão

De acordo com alguns estudos, níveis mais altos de DHEA podem reduzir a depressão e melhorar a estabilidade emocional geral.

Um estudo publicado na revista Current Drug Targets sugere que o DHEA pode ser usado para ajudar a aliviar os sintomas da depressão, particularmente condições que são “leves ou resistentes à terapia convencional”.

04 – Melhora da cognição em idosos

DHEA melhora da cognição em idosos

De acordo com o National Institute of Health, o DHEA pode ser usado para retardar ou reverter o declínio cognitivo como resultado do envelhecimento, incluindo a melhoria das habilidades de pensamento em pessoas mais velhas.

Um estudo que acompanhou 755 indivíduos idosos por 3 anos descobriu que os níveis de DHEA diminuíram em conjunto com a função cognitiva.

Em estudos em laboratório o hormônio DHEA demonstrou ser capaz de proteger os neurônios e de ampliar a sua capacidade de estabelecer aumento das sinapses, tendo potencial de ajuda na Doença de Alzheimer.

05 – Combate ganho de peso e inflamação

DHEA combate ganho de peso e inflamação

Pessoas com síndrome metabólica – um termo caracterizado por uma combinação de fatores de risco relacionados à inflamação elevada, como obesidade / excesso de peso, colesterol alto, pressão alta e diabetes – tendem a ter níveis mais baixos de DHEA.

Estudos mostraram que adultos obesos tendem a produzir menos DHEA em comparação com adultos com peso saudável.

Um estudo em animais publicado na revista PLOS ONE mostrou que a administração de DHEA a longo prazo pode ajudar a controlar o ganho de peso em ratos que receberam uma dieta muito calórica.

06 – Manter a função sexual saudável

DHEA ajuda a manter a função sexual saudável

É sugerido que DHEA pode ter benefícios entre pessoas com problemas na função sexual, libido e disfunção erétil.

O DHEA demonstrou melhorar praticamente todos os aspectos da função sexual, incluindo desejo, excitação, atividade, interesse e motivação em mulheres.

Outro estudo descobriu que o DHEA administrado por via vaginal em mulheres na menopausa, com sintomas moderados a graves de atrofia vaginal, exerceu efeitos benéficos em vários aspectos importantes, incluindo excitação / sensação, lubrificação e orgasmo.

07 – Aumenta a força muscular

Aumenta a força muscular

Um estudo de 2006 publicado no American Journal of Physiology, Endocrinology and Metabolism sugere que o DHEA pode ajudar a melhorar a massa muscular e a força em idosos que realizam exercícios de resistência.

Isso consequentemente pode ajudar em idosos com osteopenia e osteoporose.

Lúpus e DHEA

DHEA e Lúpus

Estudos envolvendo mulheres com doenças autoimunes, como lúpus e distúrbios da tireoide, sugerem que os baixos níveis de DHEA afetam negativamente os órgãos internos, a pele e o sistema imunológico.

A suplementação de DHEA pode ajudar a melhorar os sintomas de dores, fadiga contínua e reações inflamatórias da pele, principalmente porque muitos pacientes com Lúpus, utilizam drogas anti-inflamatórias que inibem a produção natural de DHEA no corpo.

mais baixos de DHEA

O lúpus é uma doença autoimune que afeta a pele e os órgãos. Mulheres com lúpus apresentam níveis mais baixos de DHEA.

Estudos e pesquisas sobre os efeitos do DHEA no Lúpus

Algumas pesquisas mostram que os suplementos de DHEA podem melhorar uma série de sintomas do lúpus.

O lúpus afeta predominantemente mulheres, e parece estar correlacionado com gatilhos intestinais, emocionais e também hormonais.

Em um estudo com camundongos NZB fêmeas (uma cepa genética que desenvolve lúpus), eles trataram o Lúpus nos ratinhos com DHEA, com resultados positivos.

Então seguiram com um estudo em mulheres com Lúpus e o resultado mostrou melhora na sensação de bem-estar, fadiga e melhora na quantidade de proteína na urina.

No lúpus, o DHEA levou a uma melhoria clinicamente significativa na qualidade de vida de acordo com uma revisão abrangente de vários estudos (Crosbie 2007).

Em mulheres adultas, o tratamento com DHEA causou uma diminuição no número de surtos da doença, e doses diárias adaptadas de DHEA foram clinicamente benéficas, sem efeitos colaterais.

Benefícios da associação ao tratamento do Lúpus

DHEA associado ao tratamento do Lúpus pode ser útil para pessoas que apresentam:

  • Queda de cabelo (alopecia);
  • Dor nas articulações;
  • Fadiga e disfunção cognitiva (por exemplo, dificuldade de pensar, perda de memória, distração, dificuldade em multitarefa).

DHEA também pode ser eficaz contra a osteoporose mais comum em mulheres com Lúpus, por conta das medicações pesadas.

Alimentação e DHEA

O que você come pode ajudar a aumentar seus níveis de DHEA naturalmente!

Alimentos que contém DHEA

Existem alimentos que você pode adicionar à sua dieta para ajudar a otimizar a produção de DHEA do seu corpo naturalmente, incluindo:

  1. Frutas e vegetais como folhas verdes escuras, couve, espinafre ou brócolis.
  2. Fontes de proteína de alta qualidade, como carne vermelha orgânica e frango caipira.
  3. Fontes de gorduras saudáveis, como gema de ovo caipira e banha de porco.
  4. Tomar alcaçuz parece ajudar a aumentar os níveis de DHEA no corpo.
  5. A soja pode diminuir os níveis de DHEA no corpo, então fique longe, a não ser que seja fermentada.
  6. Ficar longe de alimentos industrializados e excesso de açúcar.

Cuidados ao suplementar

A suplementação de DHEA geralmente é considerado seguro quando tomada em baixas doses.

No entanto, tomar DHEA não é para todos e também não é uma solução mágica.

DHEA é um hormônio poderoso e funciona de forma diferente de outras vitaminas, minerais ou suplementos.

Portanto, os hormônios não são excretados facilmente pela urina e podem causar problemas quando ingeridos ou produzidos em quantidades excessivas, uma vez que todos os hormônios precisam se equilibrar e trabalhar juntos.

É importante saber que o DHEA pode ajudar em muitas situações, mas não é para todos.

Portando é um hormônio que pode ter interação com várias medicações e que deve ser usado com acompanhamento médico somente.

FONTES E ESTUDOS:

Dr. Alain Dutrahttps://artigos.alainuro.com
Dr. Alain Dutra é médico urologista e aplica a Medicina Funcional, Integrativa e de Estilo de vida e princípios ortomoleculares.

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Outros Artigos

Últimos artigos

Açafrão – 12 usos para saúde, pele e cabelo, guia com receitas!

Açafrão - 12 usos para saúde, pele e cabelo, guia com receitas!!! Comece a ingerir açafrão da terra todos os dias. Ele é também conhecido como...

Contaminação por Chumbo – Quão ruim é o chumbo para saúde humana?

Contaminação por Chumbo Quão ruim é o chumbo para saúde humana? Antes de responder vamos falar um pouco de história. Fatos históricos Pesquisas revelaram grandes concentrações de...

Vitamina D e Covid-19 – Principais estudos recentes

Vitamina D e Covid-19 - Principais estudos recentes Os principais estudos recentes sobre Vitamina D e Covid-19 são todos Fake news? Quando publiquei em abril um...

Assine nosso newsletter e receba as últimas notícias direto em seu e-mail

loading...